25 de janeiro de 2019, 13h15

Parada de estrelas no relvado do Estádio da Luz

Futebol

Foi há nove anos, no dia 25 de janeiro de 2010, que alguns dos grandes nomes do futebol mundial se juntaram por uma boa causa, na 7.ª edição do Jogo contra a Pobreza.

Há precisamente nove anos, o Estádio da Luz recebia a 7.ª edição do Jogo contra a Pobreza, entre os Amigos de Zidane e os All-Stars do Benfica.

Os adeptos que marcaram presença nas bancadas puderam apreciar diversos momentos de magia protagonizados por nomes internacionais como Figo, Zidane, Kaká, Henry, Dani Alves, Hierro, Popescu, Kluivert, Hagi, Pires, Laudrup, Dugarry e Nedved, entre muitos outros. Uma verdadeira chuva de estrelas por uma boa causa, sendo que este evento tinha como objetivo ajudar as vítimas de um terramoto no Haiti.

O jogo foi organizado pela Fundação Benfica e pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). Cada bilhete para assistir a esta partida de estrelas tinha o custo simbólico de dez euros, que revertiam na totalidade para as vitímas da catástrofe haitiana.

Um dos momentos mais marcantes daquela noite, para além do pontapé de saída dado pelo Pantera Negra, foi sem dúvida o que sucedeu ao intervalo. Kátia Guerreiro, fadista portuguesa, cantou os parabéns a Eusébio em pleno relvado do Estádio da Luz, acompanhada por mais de 50 mil pessoas que se levantaram das bancadas para entoar a uma só voz. Um momento arrepiante!

O Estádio da Luz registou então uma assistência de 51 312 espectadores que ajudaram a angariar mais de meio milhão de euros. A prova de que o futebol também é uma causa solidária.

Jogo contra a Pobreza

As estrelas que entraram em campo

No meio de um espetáculo onde o resultado era o menos importante, foram vários os ativos, as estrelas e as glórias que deram a cara a uma festa que foi além do futebol.

Onze do Benfica All-Stars: Quim; Miguel, Humberto Coelho, Luisão, Dimas; Paneira, Katsouranis, Rui Costa, Karagounis; Miccoli e Nuno Gomes.

Jogaram ainda: Mozer, Miguel Vítor, Abel Xavier, Neno, Hélder, Veloso, Shéu, Poborsky, Cardozo, Ramires, Chalana, Schwarz, Moreira, Saviola, Éder Luís, Manuel Fernandes, Abel Silva, Pietra, Valido, Paulo Madeira, Rui Águas, Valdo, Nené e Magnusson.

Treinadores: Jorge Jesus e Toni.

Amigos de Zidane: Barthez, Dani Alves, Couto, Marquez, Sony; Figo, Zidane, Kaká e Davids; Henry e Pauleta.

Jogaram ainda: Cocu, Lehmann, Hierro, Popescu, Kluivert, Hagi, Le Saux, Radebe, Pires, Laudrup, Dugarry, Nedved, Akwá, Luciano da Silva, Amer, Olic, Bhutia, Alfredo Esteves, Obikwelu, Tymoshchuk, Digão, Ricardo Pereira e Martin Solveig.

Treinador: Louis van Gaal e José Peseiro.

No final dos 90 minutos o marcador assinalava 3-3. Nuno Gomes (2) e Éder Luís marcaram os golos do Benfica All-Stars, enquanto Kaká, Robert Pires e Bhutia foram os autores dos remates certeiros da equipa Amigos de Zidane.

Texto: Diogo Nascimento

Fotos: Arquivo / SL Benfica

Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Aceitar