Futebol

02 fevereiro 2019, 14h39

Pedro Soares

A equipa de Sub-23 do Marítimo foi ao Caixa Futebol Campus vencer o Benfica por 2-3, em jogo a contar para a 25.ª jornada da Liga Revelação.

RESUMO DO JOGO

O Marítimo foi a primeira equipa a rematar à baliza. Após a marcação de um pontapé de canto, Alírio saltou mais alto e cabeceou para defesa de Celton Biai (1’). Respondeu o Benfica aos 4’ por Umaro Embaló, que cabeceou com perigo. No minuto seguinte – 5’Ronaldo Camará, com uma boa incursão pela direita, levou perigo à área insular.

[GOLO: 1-0] À passagem dos 10’, o Benfica inaugurou o marcador. Cruzamento de Frimpong, Embaló endossou para Ronaldo Camará, o remate não saiu bem ao camisola 11, mas o esférico sobrou para Pedro Soares, que atirou a contar.

O Benfica estava melhor na partida e cheirava a mais golos no Seixal…

[GOLO: 2-0] De novo Embaló no golo. O extremo trabalhou na direita, cruzou e, ao segundo poste, Diogo Pinto rematou a preceito. Os Benfiquistas voltavam a festejar no Caixa Futebol Campus (12’).

O jogo estava vivo e o Marítimo, mesmo a perder por 2-0, corria atrás do prejuízo e não tirava de vista a baliza defendida por Celton Biai, guarda-redes do Benfica. Por outro lado, as águias, na frente do marcador, continuavam a carburar no ataque e, aos 27’, Embaló e Ronaldo Camará trabalharam na direita com o cruzamento a criar frisson junto da defensiva do Marítimo.

Nos minutos finais da primeira parte, o ritmo baixou, com a bola a andar longe das áreas de Benfica e Marítimo. Ao intervalo, 2-0 para as águias.

No reatamento, o treinador benfiquista, Luís Tralhão, lançou a jogo Diogo Capitão para o lugar de Henrique Jocu e o guarda-redes Dylan para o lugar de Celton Biai, que se queixara no decorrer dos primeiros 45 minutos.

[GOLO: 2-1] O Marítimo reduziu por Ruan Teles. O brasileiro trabalhou na direita, puxou o esférico para o meio e à entrada da área rematou cruzado, sem hipóteses para Dylan (50’).

Os insulares entravam de novo na discussão da partida e após o golo tomaram conta das rédeas, com maior posse de bola.

[GOLO: 2-2] Empate na partida aos 60’, por Leandro Cardoso. O maritimista aproveitou uma perda de bola de Embaló ainda no seu meio campo para bater Dylan.

O empate trouxe outra motivação, com Leandro Cardoso, de longe, a tentar o bis (64’). Dylan sacudiu para fora.

[GOLO: 2-3] Na sequência do pontapé de canto, Alírio cabeceou à barra da baliza encarnada, a bola ficou na linha de golo e na discussão entre Frimpong e Chico Banza, este último levou a melhor e o Marítimo celebrava a reviravolta.

A perder, Luís Tralhão lançou elementos ofensivos no jogo. Tiago Gouveia primeiro e Luís Lopes depois foram opção a fim dos Sub-23 do Benfica evitarem a derrota caseira.

Aos 74’, Luís Lopes trabalhou na direita, cruzou, Tiago Gouveia amorteceu para Embaló, que rematou para defesa de Mateus. No minuto seguinte, aos 75’, Embaló voltou a estar perto do 3-3, mas o remate saiu por cima após jogada do camisola 7.

Num contra-ataque conduzido por Ruan Teles, Baldé rematou para defesa de Dylan (79’). O Benfica bem tentou, mas o resultado não mexeu mais até ao apito final.

Formação inicial do Benfica: Celton Biai; Tomás Tavares, Miguel Nóbrega, Gonçalo Loureiro, Frimpong; Henrique Jocu, Diogo Pinto, Vukotic; Umaro Embaló, Ronaldo Camará e Pedro Soares.

O Benfica soma 46 pontos na Liga Revelação, já carimbou o passaporte para a fase final e na próxima jornada, a última (26.ª), desloca-se ao reduto do Aves. Para além dos encarnados, já estão na fase final: Estoril, Rio Ave, Aves, Sporting e SC Braga.

Luís Tralhão

“Temos de ter mais maturidade”

Luís Tralhão (treinador dos Sub-23 do Benfica): “Uma primeira parte excelente da nossa parte, estivemos muitíssimo bem; uma entrada em falso na segunda parte. Fomos traídos pelo primeiro golo do Marítimo e não conseguimos reagir. A equipa ficou instável e em dois lances seguidos, em 15 minutos, ficámos a perder. Na parte final do jogo melhorámos, tivemos várias oportunidades… não gosto de falar disto, nunca gostei, mas há uma situação claríssima de golo que foi anulado e que virava o jogo. Não fomos capazes. O que fica de bom é a primeira parte e a reação após o terceiro golo do Marítimo; de mau fica a entrada na segunda parte. Temos de ter mais maturidade. Saio desapontado com o resultado e acho que não é justo.”

Texto: Marco Rebelo

Fotos: Isabel Cutileiro / SL Benfica

Última atualização: 7 de fevereiro de 2019

Patrocinadores principais do Futebol


Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Aceitar