Efeméride

25 fevereiro 2019, 13h00

Mário Coluna

Há cinco anos partiu um dos melhores jogadores de todos os tempos. Glória do Benfica, Mário Coluna deixou-nos a 25 de fevereiro de 2014, um mês depois de Eusébio, devido a uma paragem cardiorrespiratória. Tinha 78 anos.

Nascido em Moçambique no dia 6 de agosto de 1935, Coluna fez parte de uma geração de grandes ícones do desporto-rei.

Vestiu pela primeira vez a camisola do Benfica no dia 12 de setembro de 1954, numa goleada frente ao Vitória de Setúbal, a contar para a 1.ª jornada do Campeonato Nacional, no Estádio do Jamor. Para além de se estrear em campo, Mário Coluna também fez os seus primeiros dois golos de águia ao peito (50’ e 65’). Os restantes foram assinados por Arsénio (5’), Salvador Martins (25’) e José Águas (46’).

Capitão”, “Monstro Sagrado”, ou simplesmente “Senhor Coluna”, como Eusébio insistia em chamá-lo, foram as alcunhas que foi adquirindo ao longo das 16 épocas com as cores do Benfica.

Em 1970, Coluna deixava o seu clube como um dos melhores jogadores em Portugal e mesmo como um dos grandes da Europa, tendo conquistado duas Taças dos Campeões Europeus (marcou em ambas as finais, frente a Barcelona e Real Madrid).

Conquistou ainda 10 Campeonatos Nacionais, seis Taças de Portugal e inúmeros troféus de prestígio nacional e internacional. Foi o capitão da Seleção Nacional no Mundial de 1966, em Inglaterra, onde os Magriços terminaram no 3.º lugar.

Texto: Márcia Dores

Fotos: Arquivo / SL Benfica

Última atualização: 9 de julho de 2019

Patrocinadores principais do Futebol


Relacionadas

Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Aceitar