8 de março de 2019, 15h38

Renato Paiva: "Mostrar evolução perante um adversário tremendo"

Futebol

Treinador do Benfica B encara como "oportunidade" a receção ao Paços de Ferreira, líder da II Liga com um plantel de Primeira Divisão.

Renato Paiva, treinador do Benfica B, encara a receção ao líder da II Liga como "mais uma oportunidade" para a equipa que comanda mostrar "evolução e qualidade", tendo para isso de ser "competente e rigorosa" perante um adversário "tremendo", com molde de I Liga.

Na projeção do desafio da 25.ª jornada que se vai jogar às 15h00 de sábado no Caixa Futebol Campus, Renato Paiva fez questão de falar do comandante do conjunto pacense. "Começo esta antevisão por um tremendo profissional, que é uma referência para mim enquanto treinador, chamado Vítor Oliveira. Alguém que é exemplar na forma como as suas equipas jogam, muito competente nas áreas tática e técnica, um senhor no saber estar no mundo do futebol e também um exemplo na gestão de carreira", assinalou, à BTV, o treinador do Benfica B.

"Vítor Oliveira tem demonstrado que não é por se estar numa I Liga, quase a sobreviver, que se é melhor. Vou ter o prazer de o conhecer pessoalmente e vou ter um orgulho muito grande de estar num jogo com ele. Vai ser um momento de aprendizagem enorme para mim e para os jogadores", completou o técnico das águias, que ocupam a 5.ª posição na tabela classificativa com 38 pontos recolhidos em 24 rondas.

"Para além do enorme treinador que tem, o Paços de Ferreira é um clube de I Liga e tem um plantel feito com a sabedoria do míster Vítor Oliveira e dos diretores do clube. É um plantel claramente de I Liga e os números dizem isso: tem o melhor ataque e a melhor defesa", situou Renato Paiva.

Renato Paiva

"O Paços joga muito bem, é muito compacto e muito competente nos vários momentos do jogo, incluindo as bolas paradas. Tem uma distância de 14 pontos para o Estoril, o 3.º classificado, e quem anda no futebol percebe que a subida está garantida, vai ganhar esta II Liga", prognosticou.

"O seu percurso até agora diz-nos tudo sobre o que é este Paços de Ferreira. No entanto, abre-nos também uma outra janela. Não há equipas invencíveis, por muito boas e competentes que sejam, e o Paços teve duas derrotas nos últimos jogos. Passámos aos jogadores o tremendo adversário que vamos ter pela frente, mas que não é invencível, porque isso não existe no futebol. Tem algumas vulnerabilidades, não muitas, que podemos explorar se formos competentes e rigorosos, se percebermos aquilo que o jogo nos vai pedir. Temos aqui uma oportunidade para fazer uma exibição muito competente", realçou Renato Paiva.

"Tivemos uma semana com cinco treinos e o caminho é este: treinar, treinar, treinar e fazer com que esta equipa vá crescendo e se vá entrosando. É mais uma oportunidade para mostrarmos evolução e qualidade. Este jogo é o cenário ideal para isso", vincou o treinador.

Texto: João Sanches

Fotos: Cátia Luís / SL Benfica

Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Aceitar