24 de março de 2019, 17h01

Tudo em aberto para a 2.ª mão

Futebol feminino

O Benfica visita o SC Braga (20 de abril) no jogo decisivo das meias-finais da Taça de Portugal.

O SL Benfica perdeu, este domingo, pela margem mínima (1-2) com o SC Braga, na 1.ª mão da meia-final da Taça de Portugal de futebol feminino, deixando tudo em aberto para o encontro decisivo de 20 de abril (17h00, no Estádio 1.º de Maio).

RESUMO DO JOGO

Bancada central do Estádio da Tapadinha totalmente lotada para assistir ao encontro entre o líder da Série Sul da 2.ª Divisão (SL Benfica) e primeiro classificado do escalão principal. Nem o presidente Luís Filipe Vieira faltou. 

Ao longo dos primeiros 10 minutos de jogo, a formação de João Marques foi-se instalando no meio-campo adversário e criando perigo junto da baliza de Rute Costa. Primeiro foi Darlene, logo aos 4’, a fazer uma ameaça; depois, aos 9, bom cruzamento de Geyse para Evy Pereira que, por pouco, não conseguiu encostar para o golo.

Aos 13’, esteve novamente à vista o primeiro do Benfica. Grande cruzamento de Daiane para Sílvia Rebelo que, na boca da baliza de Rute Costa, cabeceou por cima.

[GOLO: 1-0] Na sequência do pontapé de canto, Darlene – no meio da confusão – rematou, de pé direito, à meia-volta, sem hipótese de defesa para Rute Lopes, apanhada de surpresa. 

[GOLO: 1-1] O SC Braga chegou à igualdade através de um lance de bola parada. Canto batido na esquerda e, de cabeça, a brasileira Jana, encostou para o empate.

Com o encontro empatado, a árbitra Sofia Rosa deu mais 4 minutos para jogar na Tapadinha depois de, aos 27’, o jogo ter estado interrompido para assistir três jogadoras: Rute Costa e Diana Gomes, do SC Braga, e Ana Vitória, do Benfica.

[INTERVALO: 1-1] Benfica superior nos primeiros 45 minutos – a pecar apenas pela falta de eficácia – perante um SC Braga com uma estratégia bem montada, a conseguir aproveitar o único lance de bola parada para fazer o golo do empate.

RESUMO DA 1.ª PARTE

Num lance de contra-ataque, aos 50’, Darlene foi derrubada dentro da área. Ficou a pedir-se cartão amarelo a Uchendo mas a juíza mandou seguir.

Mais um canto a favor da formação bracarense, com Dani, atenta e segura, a sair muito bem do poste para evitar o golo, a seguir-se um remate perigoso de Ana Vitória. Valeu a defesa vistosa de Rute Lopes.

[GOLO: 1-2] O conjunto de Miguel Santos chegou ao segundo golo através de mais um lance de bola parada. Canto direto batido por Ágata Filipa para o segundo poste, a valer a vantagem às bracarenses.

Últimos minutos de jogo com as encarnadas a lutarem para impedir a primeira derrota da época. Rilany chegou ao golo aos 87’, mas já tinha sido assinalada uma falta de Tayla sobre Regina.

O Benfica corria atrás do prejuízo e Tayla, aos 90’, teve o golo nos pés. A camisola 15 subiu mais alto do que a concorrência, na sequência de um livre lateral, mas a bola acabou por sair ao lado da baliza de Rute Lopes.

[RESULTADO FINAL: 1-2] As encarnadas seguem, então, com uma desvantagem mínima para a segunda mão das meias-finais da Taça de Portugal, agendada para 20 de abril, às 17h00, no Estádio 1.º de Maio.

Onze inicial do Benfica: Dani Neuhaus, Daiane, Sílvia Rebelo, Tayla, Yasmim, Pauleta (81' Maiara), Ana Vitória, Patrícia Llanos (71' Rilany), Evy Pereira (71' Andreia Faria), Geyse e Darlene.

Suplentes não utilizadas: Carolina Vilão, Raquel Infante, Diva Meira e Carlota Cristo.

Texto: Filipa Fernandes Garcia 

Fotos: Isabel Cutileiro / SL Benfica

Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Aceitar