14 de abril de 2019, 23h24

🎥 Bruno Lage: “Verdadeira equipa com entreajuda e espírito de missão”

Futebol

O treinador do Benfica considerou que a vitória assenta bem à equipa. Destacou a união no seio do grupo e particularizou com elogios a vários futebolistas do plantel.

O Benfica venceu o V. Setúbal (4-2) na 29.ª jornada da Liga NOS. O triunfo foi dedicado por Bruno Lage e pelo plantel ao treinador de guarda-redes Fernando Ferreira. O técnico mostrou-se, ainda, feliz pela entrada da equipa em jogo, desejou felicidades aos sadinos e esclareceu a opção por Florentino para o meio-campo.

Triunfo com entradas fortes

“Acima de tudo foi uma boa vitória, com boa dinâmica e ao nosso melhor nível. Chegámos ao 2-0, falhámos uma grande penalidade e sofremos um pouco com o entusiasmo do jogo. Não ficámos atentos às transições e o V. Setúbal é bom nisso, nomeadamente através do ponta de lança [Cadiz], que é veloz e inteligente. O V. Setúbal chegou ao 2-1, entrámos bem na segunda parte, fizemos o 3-1 e o 4-1. Nos últimos minutos podíamos ter gerido melhor o jogo com bola. O V. Setúbal esteve subido no terreno, nunca abdicou do jogo e de ter bola; nós tentámos alcançar a profundidade e perdemos o controlo do jogo. Depois nasce o lance da grande penalidade que dá o 4-2. O que nos deixa satisfeitos foi a entrada forte no jogo e o caminho que temos vindo a fazer. Este resultado fica-nos bem e agora é recuperar para o jogo da segunda mão da Liga Europa. Estamos a vencer 4-2 e temos de estar com energia e concentração para fazer um bom resultado.”

“Entrámos bem no jogo, procurámos rapidamente chegar ao golo e conseguimos. Tivemos uma primeira boa meia hora; na segunda parte voltámos a estar fortes de forma a procurar o golo. Conseguimos e o jogo ficou do nosso lado. Acaba por ser uma vitória justa e o mais importante são as sequências de jogos que temos feito, de golos que temos concretizado e de pontos que temos alcançado.”

Benfica-V. Setúbal

Dedicatória do plantel a Fernando Ferreira e de João Félix ao irmão Hugo

“Dedico a vitória ao Fernando Ferreira. Teve uma semana difícil, perdeu a mãe, e o grupo juntou-se e quis oferecer-lhe a vitória. O discurso do nosso subcapitão foi de entrarmos determinados no jogo para lhe oferecer o triunfo. Fizemos logo isso aos 2’, o que mostra o nosso espírito de grupo. Temos uma grande entreajuda, espírito de missão e somos uma verdadeira equipa.”

“O irmão [do João Félix] também joga no Benfica. Pode ser aqui uma passagem de testemunho para que o mais jovem possa ter uma carreira profissional no futuro.”

Benfica-V. Setúbal

Felicidades ao V. Setúbal para o que falta de 2018/19

“Uma palavra ao V. Setúbal, que é o clube da minha terra. Que tenham toda a felicidade para conquistar os pontos. Da forma como jogaram aqui, julgo que vão conseguir para ficarem mais um ano na 1.ª divisão. É um grande clube, representa uma cidade e o seu lugar é na 1.ª divisão.”

Benfica-V. Setúbal

Elogios a um Pizzi comprometido com a equipa

“O Pizzi já o fazia e continua nesta senda de oferecer golos aos colegas. O que gosto de ver é que é um jogador de equipa e está disponível para tudo. Está disponível para jogar como tem feito, para ficar de fora ou para estar no banco e entrar para ajudar a equipa. O que me interessa é que todos estejam disponíveis para ajudar quando são chamados.”

Benfica-V. Setúbal

Equilíbrio e tranquilidade mesmo depois de sofrer

“O único erro que identifiquei foi o nosso posicionamento após o segundo golo. Começámos a não estar no sítio certo para manter o equilíbrio. Fomos atrás da emoção e no que o jogo estava a dar, com o estádio empolgado no apoio à equipa e perdemos o equilíbrio. O V. Setúbal chega ao golo. O futebol também é isto: momentos e erros. O mais importante é o registo de equilíbrio e tranquilidade com que se vive. Não se perdeu nada, corrigimos posicionamentos e voltámos aos golos.”

Benfica-V. Setúbal

A explicação para a escolha de Florentino para o miolo

“Uma coisa é a nossa ideia de jogo, outra coisa são as características de cada jogador e o que cada um pode oferecer ao jogo. O Adel [Taarabt] pode jogar em várias posições, como segundo ou terceiro médio, pode jogar numa ala; o Samaris e o Florentino podem jogar como primeiro ou segundo médio; o Gedson como segundo e terceiro médio; o Fejsa oferece-nos coisas diferentes. Em função disso, avaliamos e escolhemos. Tão importante como o equilíbrio é o jogador conseguir jogar de um corredor ao outro. O Florentino consegue. Tem um critério muito bom na construção e é mais um jovem com quem estamos satisfeitos.”

Benfica-Setúbal

O dia a dia tranquilo do camisola 79

“João Felix continua a dever-me seis golos. Hoje [domingo] marcou mais um. É deixá-lo tranquilo. Marcou e foi dedicar ao irmão. No outro dia marcou três golos na Liga Europa e no dia seguinte estava a jogar 'teqball' com os Juvenis e Iniciados. Tem um grupo de homens que o educa, que o integra e trata-o como um menino. É deixá-lo tranquilo, eu é que lhe meto pressão.”

Texto: Marco Rebelo

Fotos: Isabel Cutileiro e João Paulo Trindade / SL Benfica

Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Aceitar