28 de abril de 2019, 12h54

Benfica molda goleada com qualidade e intensidade

Futebol feminino

A equipa treinada por João Marques venceu o Amora na 4.ª jornada da 2.ª fase do Campeonato Nacional da II Divisão de futebol feminino, Série Sul.

Sempre apontada à baliza do Amora, com um futebol objetivo e variado na elaboração de ataques, a equipa do Benfica venceu o até aqui vice-líder Amora por 8-0, no Estádio da Tapadinha, na 4.ª jornada da 2.ª fase do Campeonato Nacional da II Divisão de futebol feminino, Série Sul. Imbatíveis, as águias lideram com 12 pontos.

RESUMO DO JOGO

Com mais bola e rápida na procura da baliza, a equipa benfiquista criou a primeira oportunidade de golo logo na abertura do encontro, com Ana Vitória a concluir de cabeça um cruzamento executado na direita do ataque, não acertando, porém, na baliza.

O aviso estava feito e, depois de algumas tentativas perante um Amora bem estruturado a nível defensivo, as jogadoras do Benfica colocaram-se em vantagem aos 13': Geyse furou a última linha adversária e rematou para defesa incompleta da guarda-redes Daniela Borges; na recarga, Evy Pereira assinou o 1-0.

Evy Pereira

Com intensidade nas ações e objetividade na armação de ataques, o Benfica carregou, por dentro e por fora, explorou os três corredores e somou remates, mas Daniela Borges, na baliza do Amora, tornou-se rapidamente protagonista.

Pouco antes do intervalo, aos 42', uma bola picada para as costas da defensiva contrária pelo pé direito de Daiane deixou Geyse em ótimas condições para ter êxito na jogada, e a camisola 9 das águias, com um toque de classe, bateu a guardiã Daniela Borges, apontando o 2-0. Foi com este resultado que se chegou ao tempo de descanso.

Dominadora como no primeiro tempo, e também atenta aos contra-ataques do Amora, a equipa do Benfica continuou a desenhar lances junto da grande área adversária e no interior da mesma, dilatando a diferença no marcador para 3-0 aos 61' numa finalização de Geyse, desta feita com o pé esquerdo. A camisola 9 das águias não perdoou ao mínimo espaço após corte incompleto de uma defensora, numa fase da partida em que Francisca Nazareth (estreia em provas oficiais pelas seniores) e Lara Pintassilgo, outra jovem talentosa, já estavam em campo.

geyse-benfica-ponte-frielas-new_thumbnail

O 4-0 aconteceu pouco depois (64'), com Pauleta a cabecear com sucesso na área, no seguimento de um canto batido por Yasmim no lado direito. Uma autêntica fotocópia a cores, o 5-0 teve assinatura de Raquel Infante, de cabeça, na sequência de novo canto cobrado por Yasmim na direita do ataque do Benfica (67').

De um livre direto em posição frontal (a punir falta sobre Evy Pereira, que se isolava) nasceu o 6-0: Daiane atirou de pé direito e Pipa, após defesa incompleta de Daniela Borges (77'), carimbou o golo.

De bola corrida, num lance embelezado no corredor direito, Geyse cruzou de letra para que Yasmim, após boa receção, chutasse na direção das malhas, faturando o 7-0 aos 86'. E logo a seguir, novamente com Geyse no centro da jogada, uma defesa incompleta da guardiã do Amora a remate da camisola 9 das águias proporcionou a Francisca Nazareth, aos 87', a chance de se estrear a marcar pela equipa principal, oportunidade que a jovem não enjeitou, fixando o 8-0 final.

Onze do Benfica: Dani Neuhaus; Daiane, Raquel Infante, Filipa Rodrigues "Pipa" e Yasmim; Pauleta, Andreia Faria (Francisca Nazareth aos 56') e Ana Vitória (Maiara aos 68'); Evy Pereira, Jassie Vasconcelos (Lara Pintassilgo aos 56') e Geyse.

Suplentes: Carolina Vilão, Sílvia Rebelo, Rilany, Maiara, Lara Pintassilgo, Francisca Nazareth e Carlota Cristo.

Na 5.ª jornada, já no dia 1 de maio, pelas 16h00, o conjunto comandado por João Marques visita o Quintajense no Campo Leonel Martins.

João Marques

“Segunda parte ao nível desta equipa”

João Marques (treinador do Benfica): “Não entrámos como normalmente entramos. Ao intervalo corrigimos aquilo que, no nosso entender, não estava bem e a segunda parte foi ao nível desta equipa. Foi uma vitória importante, a subida de divisão é um dos objetivos principais deste projeto e estamos perto de o atingir.”

Francisca Nazareth (jogadora do Benfica): “É um sentimento inexplicável [sobre a estreia a jogar e a marcar pela equipa principal, com apenas 16 anos]. Jogar com esta equipa, que é de outro mundo, e marcar... Não é que o golo seja o mais importante, mas sim integrar a equipa. É a partir deste jogo que começa o futuro e o meu sonho, que é integrar este plantel.”

Texto: João Sanches

Fotos: SL Benfica

Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Aceitar