4 de maio de 2019, 12h56

Taça Revelação: Mais fortes rumo às meias-finais!

Futebol

O Benfica recebeu e venceu a formação do Estoril nos quartos de final da Taça Revelação. 

Jogo de emoções fortes no Caixa Futebol Campus! A equipa Sub-23 do Benfica carimbou a passagem às meias-finais da Taça Revelação depois de ter vencido por 4-3 a formação do Estoril. Os comandados de Luís Tralhão vão agora receber o D. Aves às 16h30 de terça-feira. 

RESUMO DO JOGO

O início do jogo no Caixa Futebol Campus ficou marcado por lances de alguma indefinição no último passe. Exemplo disso foi a jogada prometedora criada pelos comandados de Luís Tralhão aos 6'.

Diogo Pinto percebeu bem a desmarcação de Vinícius e colocou o esférico na profundidade, o jogador das águias cavalgou alguns metros, esperou pela entrada do lateral, colocou a bola, mas Tomás Domingos falhou o último passe e a oportunidade esfumou-se pela linha final.

[GOLO: 0-1] Aos 10', os canarinhos inauguraram o marcador. Melo ultrapassou o seu adversário direto, neste caso, Tomás Tavares, e centrou para o interior da área encarnada onde apareceu João Oliveira a encostar para o fundo das redes.

Vinícius Ferreira

Os minutos seguintes revelaram uma forte batalha a meio-campo. Muitas bolas aéreas, vários duelos corpo a corpo, no fundo, foram momentos em que o futebol apresentado pelas duas equipas no Caixa Futebol Campus primou pelo jogo físico.

O Estoril, mais agressivo com a posse do esférico, chegava com acutilância à área encarnada, enquanto o Benfica tentava contrariar essa tendência, colocando bolas rápidas nas suas setas atacantes (Rodrigo Conceição e Vinícius Ferreira).

[GOLO: 1-1] Na sequência de um canto aos 34', as águias chegaram ao empate. A bola, afastada pela defesa canarinha, sobrou para o capitão das águias, Diogo Pinto, que, fora da área, disparou forte, sem hipótese de defesa para o guarda-redes César.

As águias continuaram a pressionar alto e a equipa do Estoril não conseguia sair a jogar. Só dava Benfica e adivinhava-se nova mexida no marcador.

Benfica-Estoril

[GOLO: 2-1] Grande golo do Benfica! Vinícius Ferreira trabalhou bem, entrou na área com a bola controlada, temporizou, viu a desmarcação de Diogo Pinto e picou o esférico por cima da defesa contrária. Solto de marcação, o camisola 10 fez um chapéu perfeito ao guarda-redes contrário e completou a reviravolta na partida aos 41'.

As águias controlaram as operações nesta fase da partida e foram para os balneários a vencer. Ao intervalo: 2-1.

Os canarinhos entraram mais fortes na 2.ª parte e desde cedo procuraram chegar ao golo da igualdade. Aos 48' surgiu a primeira ameaça: depois de uma boa jogada coletiva, Fábio Martins testou a atenção do guardião encarnado, que defendeu com alguma facilidade.

[GOLO: 2-2] Na sequência de um canto aos 52', o Estoril chegou ao golo da igualdade. Daniel Azevedo não conseguiu afastar o esférico e Basso aproveitou para cabecear para o fundo das redes encarnadas.

As águias reagiram, procuraram chegar ao golo da vantagem, mas o remate de Rodrigo Conceição bateu com estrondo na barra. 

[GOLO: 2-3] Contra a corrente do jogo, os canarinhos voltaram a adiantar-se no marcador. João Oliveira bisou na partida e colocou o Estoril a vencer. 

[GOLO: 3-3] Rodrigo Conceição tornou a empatar para as águias aos 74'. Depois de um bom cruzamento de Edi Semedo, o camisola 11 das águias saltou no interior da área e cabeceou sem hipótese de defesa.

O Benfica continuava a pressionar e o resultado voltou a sorrir para os encarnados.

Diogo Pinto

[GOLO: 4-3] Diogo Pinto, de pé quente, voltou a atirar uma bomba para o interior da baliza do Estoril. Grande golo do camisola 10, que assim completou o hat-trick na partida.

As águias, bem defensivamente, fecharam todos os espaços e seguraram a vantagem conquistada. Luís Tralhão continuou a pedir intensidade à sua equipa e a vantagem não escapou. Resultado final: 4-3.

Com este triunfo, o Benfica passa à próxima fase da Taça Revelação (meias-finais), onde irá defrontar o D. Aves às 16h30 de terça-feira (7 de maio) no Caixa Futebol Campus. 

Onze inicial do Benfica: Daniel Azevedo, Tomás Domingos, Kalaica, Pedro Ganchas, Tomás Tavares, Bernardo Silva, Vinícius Ferreira, David Tavares, Luís Lopes, Diogo Pinto e Rodrigo Conceição. 

Suplentes: Dylan, João Vítor, Luís Pinheiro, Hélder Baldé, Nuno Cunha, Edi Semedo e Pedro Soares. 

Texto: Diogo Nascimento

Fotos: João Paulo Trindade / SL Benfica

Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Aceitar