Futebol

11 maio 2019, 17h59

Nuno Santos

O Benfica B empatou (2-2) com o V. Guimarães B na 33.ª jornada da II Liga, último jogo no Caixa Futebol Campus em 2018/19. Saponjic e Nuno Santos apontaram os tentos das águias.

RESUMO DO JOGO

A jogar em casa, o Benfica B assumiu as rédeas da partida desde o apito inicial, com maior percentagem de posse de bola e a primeira oportunidade a aparecer através de uma bola parada, aos 7’. Pontapé de canto e Kalaica, de cabeça, a atirar por cima.

Aos 10’, grande oportunidade para os da casa! Saponjic, dentro da pequena área, a não conseguir bater Daniel Figueira, guarda-redes dos minhotos. Referir que o lance começou a levar frisson numa tentativa de combinação entre Willock e David Tavares cortada pela defensiva do V. Guimarães. Na insistência, a bola sobrou para o avançado do Benfica B, que não conseguiu fazer o 1-0.

[GOLO: 0-1] Contra a corrente do jogo, aos 14', o V. Guimarães B inaugurou o marcador no Seixal por Olivares. O camisola 58 foi servido por Rincón, mas quando recebeu o esférico estava em posição irregular não sancionada pela equipa de arbitragem.

O Benfica B sentiu o tento sofrido e falhou alguns passes nas saídas para o ataque que se seguiram; os bês dos vimaranenses, sempre que recuperavam a bola, saíam em transição a explorar a profundidade. Aos 27’, nova bola parada para os da casa que levou algum perigo à baliza minhota, mas Daniel Figueira segurou o esférico.

Aos 29’, o árbitro João Matos assinalou grande penalidade a favor do Benfica B por eventual falta de Dénis sobre David Tavares. O lance suscitou algumas dúvidas.

[GOLO: 1-1] Na marca dos 11 metros, Saponjic não tremeu e empatou a contenda, aos 31’. Daniel Figueira ainda adivinhou o lado, mas o remate do sérvio saiu forte e colocado.

Aos 35’, momento alto de Fábio Duarte na baliza encarnada ao sacudir com grande categoria um livre bem batido por Rincón. Aos 44’, foi a vez de Bernardo levar perigo à baliza do V. Guimarães B através de um livre direto. No minuto seguinte, Olivares teve uma perdida incrível, de baliza aberta, após passe açucarado de Rincón. Ao intervalo, 1-1 no Seixal!

RESUMO DA 1.ª PARTE

A etapa complementar arrancou com poucas oportunidades de parte a parte e sem alterações nas equipas. À passagem dos 60’, Renato Paiva começou a mexer na equipa no intuito de chegar ao golo.

Porém, quem o fez foi o V. Guimarães B…

[GOLO: 1-2] Aos 64’, Rosier, com um bonito gesto de cabeça, após cruzamento de Ouattara, a bater Fábio Duarte.

O V. Guimarães continuava por cima e aos 69’, Fábio Duarte voltou a aplicar-se para evitar o 1-3 no desafio. O treinador do Benfica respondeu com as entradas de Zé Gomes e Alex Pinto no jogo, com o objetivo de dar outra dinâmica ao ataque e ao corredor direito da equipa.

[GOLO: 2-2] O empate apareceu aos 81’ por intermédio de Nuno Santos. Destaque, ainda, para o excelente trabalho e asssitência de Saponjic na área. Este é o sexto jogo consecutivo do 77 a marcar na II Liga.

O golo teve o condão de motivar os da casa, que imediatamente subiram as linhas no terreno de jogo e aumentaram a pressão, na tentativa de alcançarem o tento da vitória. O resultado de 2-2, todavia, manteve-se até ao apito final.

Onze inicial do Benfica: Fábio Duarte; Simón Ramírez (75', Alex Pinto), Miguel Nóbrega, Kalaica (64', Zé Gomes) e Frimpong; Benny, David Tavares e Bernardo (61', Diogo Mendes); Willock, Nuno Santos e Saponjic.

Suplentes: Daniel Azevedo, Alex Pinto, Zec, Jorginho, Diogo Mendes, Pinheiro e Zé Gomes.

Boletim clínico: Vitalii Lystcov (status pós-cirúrgico ligamentoplastia no joelho esquerdo); Daniel dos Anjos (status pós-cirúrgico ligamentoplastia no joelho direito); Ilija Vukotic (traumatismo do pé direito); Pedro Henrique (traumatismo do joelho direito).

O Benfica B soma 52 pontos na classificação e na 34.ª e última ronda da II Liga desloca-se ao reduto do SC Braga. 

Renato Paiva

“Precisávamos de ter momentos de grande qualidade”

Renato Paiva (treinador do Benfica): “Não foi, nem de perto, nem de longe o nosso melhor jogo. Entrámos relativamente bem, estávamos avisados para as transições ofensivas e sofremos um golo dessa forma. Trabalhámos a linha de cinco atrás, mas faltou-nos critério, paciência e mobilidade. Tivemos momentos em que o V. Guimarães B circulou a bola à vontade. Quando montámos a pressão no meio-campo ofensivo, impedimos que o V. Guimarães B jogasse. Precisávamos de ter momentos de grande qualidade, não conseguimos ter apesar da circulação da bola ser boa.”

David Tavares (jogador do Benfica): “Não foi dos nossos melhores jogos. A primeira parte foi equilibrada, com resultado justo. Demorámos um pouco a entrar na segunda parte, mas tudo fizemos para conseguir vencer.”

Texto: Marco Rebelo

Fotos: João Paulo Trindade / SL Benfica

Última atualização: 9 de julho de 2019

Patrocinadores principais do Futebol


Relacionadas

Futebol feminino

Mais do que 90 minutos: atrás de um sonho!

Tal como o sonho comanda a vida, a equipa feminina de futebol do Sport Lisboa e Benfica ainda luta pela passagem aos quartos de final da Liga dos Campeões, mesmo que o próximo adversário na 5.ª jornada do grupo D seja o Lyon, líder do ranking europeu de clubes, nesta quinta-feira, 9 de dezembro, às 20h00, no Benfica Campus. Os bastidores das rotinas e os passos mais recentes da inédita caminhada europeia, no jogo frente ao BK Häcken, estão na reportagem a emitir pela BTV nesta terça-feira, 7 de dezembro, às 22h30.

Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Aceitar