1 de junho de 2019, 17h40

Águia voa no dérbi e discute final da Taça de Portugal

Hóquei em Patins

Benfica bate o Sporting nas meias-finais da prova-rainha e, às 19h00 de domingo, encara a Oliveirense na partida que vale um troféu.

O Benfica foi bem superior Sporting no Pavilhão Dr. Salvador Machado, em Oliveira de Azeméis, e venceu, por 7-3, nas meias-finais da Taça de Portugal de hóquei em patins masculino. O jogo que decide o troféu está marcado para as 19h00 de domingo, frente à Oliveirense.

RESUMO DO JOGO

Uma recuperação de bola de Diogo Rafael, seguida de remate no corredor central da quadra, deu o mote na equipa benfiquista ao minuto 4, e segundos depois foi Albert Casanovas, numa stickada de meia distância, a criar sensação de golo, mas o guarda-redes Girão defendeu.

Numa ação defensiva, Carlos Nicolía, aos 6', foi penalizado com cartão azul, beneficiando o adversário de um livre direto.

[GOLO: 0-1] Da execução de Ferran Font, perante o guarda-redes Pedro Henriques, resultou o primeiro tento no dérbi. Aproveito total num livre direto (6').

O marcador mexeu novamente ao minuto 8.

[GOLO: 0-2] Num lance com alguma polémica à mistura, em que a baliza do Benfica estava fora do sítio, Platero pareceu ter sido o último a tocar na bola, marcando o segundo golo do Sporting.

Após cartão azul a Toni Pérez, Ordoñez dispôs de um livre direto, mas o remate foi parado por Girão.

[GOLO: 1-2] Outro argentino, Carlos Nicolía, descaído para a direita, foi certeiro na finalização, vencendo a resistência oferecida pelo guardião contrário, ao minuto 10 do dérbi.

Empenhado em alterar o rumo dos acontecimentos, o Benfica acelerou combinações ofensivas e alcançou a igualdade.

[GOLO: 2-2] Carlos Nicolía, com uma assistência de fino recorte técnico, serviu Miguel Vieira no espaço central, onde este conseguiu tornear Girão e stickar para o interior da baliza.

Ordoñez, aos 19', foi travado em falta por Raul Marín. O jogador do Sporting viu cartão azul e o Benfica beneficiou do correspondente livre direto.

[GOLO: 3-2] Adroher avançou para a execução, patinou, simulou e bateu Girão, lançando as águias para a frente do marcador (19').

O Benfica recuperou de 0-2 para 3-2 e foi à procura de mais, alcançando frutos num lance genial com assinatura argentina.

[GOLO: 4-2] Ordoñez, deslizando pela direita da quadra, armou a stickada e iludiu mais uma vez o guarda-redes Girão (22').

Uma falta de Jordi Adroher, ao minuto 25, foi sancionada com cartão azul.

[GOLO: 4-3] De livre direto, Ferran Font tornou a ser eficaz e marcou para o Sporting (25').

A resposta do Benfica foi imediata, aproveitando da melhor maneira a 10.ª falta do rival leonino.

[GOLO: 5-3] Carlos Nicolía, no livre, stickou direto e bateu Girão (25'). O intervalo veio logo a seguir.

No arranque do segundo tempo, viu-se mais do mesmo, com o Benfica a ser agressivo e incisivo na quadra.

[GOLO: 6-3] Ordoñez, patinando da esquerda para o meio, stickou de meia distância e bateu Girão. As águias chegaram à meia dúzia de golos num lance muito bonito.

Defendendo muito bem, o Benfica procurou ser rápido nas saídas para o ataque e, aos 40', Adroher quase alargou o marcador para 7-3.

Aos 44', os encarnados tiveram um penálti a favor por infração de Raul Marín.

[GOLO: 7-3] Carlos Nicolía, na execução do penálti, atirou rasteiro e enganou novamente Girão.

Ao minuto 47, o Sporting dispôs de um livre direto. Ferran Font assumiu a cobrança, stickou e Pedro Henriques defendeu com categoria. Aos 49', novo castigo a favor dos leões. Pedro Henriques voltou a ser gigante, parando a stickada de Raul Marín. O dérbi terminou pouco depois: 7-3 para o Benfica, que está na final da Taça de Portugal, frente à Oliveirense, que afastou o Riba D'Ave (4-2).

Cinco inicial do Benfica: Pedro Henriques, Albert Casanovas, Diogo Rafael, Carlos Nicolía e Jordi Adroher.

Benfica-Sportin da meia-final da Taça de Portugal 2018/19

"Faltava-nos uma vitória como esta"

Alejandro Domínguez (treinador do Benfica): "Esta equipa sempre acreditou no que propusemos desde o primeiro dia, mas faltava ganhar a um rival como este, que é o atual campeão da Europa. É uma vitória que dá motivação para a próxima época, para o projeto que temos. A ideia é que a equipa acredite cada vez mais no que faz, com confiança, para que todos, nós e os adeptos, desfrutem do jogo."

Texto: João Sanches

Fotos: Francisca Caria / SL Benfica

Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Aceitar