Futebol

02 setembro 2018, 21h17

Seferovic marcou o primeiro golo do Benfica na Madeira

Quatro golos marcados, uma exibição sólida e mais três pontos no bolso: foi assim que o Benfica rematou, com competência, um ciclo infernal de oito jogos em 27 dias, triunfando na deslocação ao reduto do Nacional na 4.ª jornada da Liga NOS.

Esta vitória das águias é a mais dilatada de uma equipa visitante nesta edição do Campeonato, um resultado que mantém os encarnados na liderança da classificação.

Com energia nos primeiros minutos do desafio, o Nacional testou a concentração e maturidade do Benfica, sendo agressivo na linha mais adiantada no terreno e, com bola, procurando desenhar contragolpes. As águias não vacilaram e rapidamente pegaram no jogo para lhe dar o curso e a direção que interessava.

Aos 12', Salvio ameaçou pela primeira vez as redes guardadas por Daniel Guimarães. O argentino assumiu o lance na direita e, após combinação curta com Seferovic, teve espaço, já na grande área, para atirar rasteiro e cruzado: a bola passou rente ao poste esquerdo.

Já depois de uma queda de Cervi na área do Nacional em disputa com Nuno Campos (17'), Salvio voltou a sobressair em nova tentativa de assalto às redes insulares: aos 20', ainda puxado por Decas no interior da grande área, o camisola 18 do Benfica forçou o remate e obrigou Daniel Guimarães a defesa de recurso.

A equipa benfiquista voltou a estar muito perto de inaugurar o marcador aos 23': Pizzi, com um passe magistral, libertou Grimaldo na área da equipa madeirense e o lateral deu sequência ao ataque com um cruzamento para o segundo poste, mas Seferovic não conseguiu a emenda.

A bola entraria na baliza do Nacional aos 28': Salvio recebeu um passe curto de Gedson, bateu o marcador direto com um túnel, avançou a toda a velocidade pela direita e, no momento exato, desmarcou Seferovic, que, com muita tranquilidade, puxou a bola para o seu pé esquerdo e venceu a oposição do guarda-redes (0-1).

Salvio

Por motivos físicos, Alfa Semedo rendeu Fejsa pouco depois do golo (30') e o meio-campo do Benfica continuou a carburar e a ser pressionante. Aos 42', Seferovic escapou na esquerda e centrou para o segundo poste em busca do toque final de Salvio, mas este chegou um nada atrasado para o desvio.

O 0-2 não demoraria muito e foi quase uma réplica do lance ocorrido pouco antes: pressão de Gedson e recuperação de bola no corredor central, com Pizzi a dar andamento à jogada com um passe para Seferovic entrar à esquerda e descobrir, com um cruzamento preciso (assistência!), a presença de Salvio na zona do segundo poste, onde o 18 se impulsionou e cabeceou para as redes.

No lado do Nacional, Costinha fez alterações no arranque da segunda parte (Palocevic rendeu Marakis) e a equipa conseguiu ter mais bola nos instantes iniciais deste período, com o Benfica a controlar os acontecimentos. Odysseas respondeu bem nos remates de Palocevic (59') e Vítor Gonçalves (78'), dando também o seu contributo à segurança e resistência do coletivo.

pizzi-new_thumbnail

A entrada de Rafa (por Cervi) aos 70' permitiu refrescar a equipa do Benfica e alimentar o objetivo de alargar a diferença no marcador. O 0-3 chegou aos 76': Salvio, na direita, tocou um pouco para dentro na direção de Pizzi, que fez de pronto um passe largo, para o interior da área, em busca da entrada de Grimaldo no lado contrário, com o espanhol a recolher e a disparar para o golo.

Salvio (um golo e uma assistência) foi substituído por João Félix aos 81'. O Benfica acentuava o controlo da partida com uma circulação de bola precisa e inteligente, deixando correr o tempo e, sempre que possível, procurando jogar no meio campo do adversário, com os olhos na baliza de Daniel Guimarães, que iria mesmo recolher mais uma bola das redes: aos 90'+3', Pizzi, com um excelente passe (segunda assistência no jogo!), rasgou a defensiva do Nacional, Rafa acelerou para receber e, na cara do guarda-redes, picou o esférico para o 0-4. O desafio terminou logo a seguir.

Texto: João Sanches

Fotos: Twitter UEFA.com em português

Última atualização: 7 de fevereiro de 2019

Patrocinadores principais do Futebol


Relacionadas

Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Aceitar