27 de outubro de 2018, 20h14

Benfica B vence Covilhã e assume liderança à condição

Futebol

É a única equipa sem derrotas na Ledman LigaPro.

O Benfica B venceu, este sábado, no Caixa Futebol Campus, o SC Covilhã, por 3-2, em jogo da 7.ª jornada da II Liga (Ledman LigaPro), assumindo a liderança da tabela classificativa.

Na tarde em que o lateral-esquerdo Nuno Tavares se estreou na II Liga, o Benfica B cedo rondou o golo, num lance construído aos 5', com um passe para as costas da defensiva da equipa covilhanense que quase isolava Daniel dos Anjos.

Aos 8', Alex Pinto, pela direita, aproveitou um erro de um defensor, Henrique Gomes, e fez um passe rasteiro da direção de Daniel dos Anjos, que, no coração da área, atirou para as redes: 1-0.

Os encarnados alargaram a vantagem aos 16'. Depois de uma combinação na direita com Willock, Alex Pinto cruzou atrasado, Benny disparou rasteiro, a bola ainda desviou num defensor do Covilhã e depois colou-se às redes: 2-0.

Jogando também com a força do vento, o Covilhã procurou reagir, de bola corrida e de bola parada, mas a defensiva das jovens águias foi mostrando acerto.

Entrando pelo flanco direito, Willock, aos 26', criou um momento de agitação e colocou a bola no centro da área, mas a jogada foi congelada pela defensiva da equipa serrana. De meia distância, Daniel dos Anjos atirou com força aos 28' para grande defesa de São Bento.

Aos 32', um sinal do Covilhã: de fora da área, Rick Sena chutou e o esférico fez vento junto ao poste direito da baliza. Aos 35', Makouta, de livre direto, acertou no ferro. Zlobin voou, mas a bola foi muito puxada. Os serranos marcaram aos 41' num remate de pé esquerdo de Adriano Castanheira: 2-1. E assim terminou a primeira parte.

O Benfica entrou para o segundo tempo sem mudanças no onze e a marcar, na sequência de um lance de bola parada. Aos 48’, Benny bateu o canto e Florentino Luís – que nunca tinha marcado um golo pela equipa B do Benfica – encostou para o 3-1.

 

Sem grande dificuldade em chegar à baliza adversária, foi por muito pouco que Willock, aos 57’, não fez o 4-1. Depois de um passe de primeira de Benny, o camisola 24 tentou, de pé direito, empurrar para a baliza de São Bento, mas a bola acabou por sair ao lado.

Esgotada a última substituição promovida por Filipe Rocha – fez entrar Paulico e sair Quiroga –, mais uma grande oportunidade para o Benfica B. Willock procurou o golo, de pé esquerdo e de dentro da grande área, mas a bola acabou por sair por cima. 

Perante um Sporting da Covilhã incapaz de encontrar espaço na defensiva encarnada, o Benfica ia correndo atrás de mais um golo. Aos 77’, mais uma tentativa de Willock com um remate de pé direito. Ficou muito perto…

Numa segunda parte completamente controlada pelo Benfica, boa jogada de entendimento dos encarnados aos 87’ que quase deu golo. Willock deu para Tiago Dantas, que assistiu Nuno Santos para um remate à figura de São Bento.

Já com os 3 minutos de tempo extra esgotados, João Pinho assinalou mão na bola e grande penalidade a favor do Sporting da Covilhã. O brasileiro Deivison foi chamado a converter e não desperdiçou a oportunidade de reduzir para a margem mínima no frente a frente com Zlobin: 3-2. 

Com este resultado, o Benfica B continua a ser a única equipa sem derrotas na Ledman LigaPro (5V e 7E) e assume a liderança da tabela classificativa (com 17 pontos), esperando agora pelo encontro entre Paços de Ferreira e Vitória de Guimarães (domingo, às 15h00). 

Onze inicial do Benfica B: Zlobin; Alex Pinto, Kalaica, Ferro e Nuno Tavares; Florentino Luís, Keaton Parks e Benny (80' Tiago Dantas); Nuno Santos, Willock (90'+1' Úmaro Embaló) e Daniel dos Anjos (74' José Gomes).

Suplentes: Fábio Duarte, Tomás Tavares, Pedro Álvaro e Mendes. 

“Satisfeitos com o resultado, os 3 pontos e a exibição”

Bruno Lage: “Fizemos uma boa exibição. Independentemente do resultado, é isto que eles fizeram aqui hoje que eu quero que a equipa B tenha. Estamos satisfeitos com o resultado, com os três pontos, mas, fundamentalmente, com a exibição.”

“Hoje fizemos aquilo que costumamos fazer: entrámos bem, mantivemos o nosso ritmo de jogo com intensidade alta, criámos várias oportunidades de golo, e os primeiros 15 foram de enorme qualidade com dois golos marcados.” 

Florentino: “O golo foi muito importante e dedico-o à minha avó que, infelizmente, faleceu na semana passada. Foi um golo que ajudou a equipa e estamos muito contentes pela vitória. Não sou jogador de fazer muitos golos, mas é sempre bom ajudar a equipa.”

“Na primeira parte foi uma partida muito equilibrada, onde ambas as equipas tiveram oportunidades, mas na segunda fomos superiores e demonstrámos isso. Está visível no resultado.”

Texto: João Sanches e Filipa Fernandes Garcia 

Fotos: João Paulo Trindade / SL Benfica 

Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Aceitar