Futebol

02 novembro 2018, 23h00

Jonas

O Benfica cedeu em casa perante o Moreirense (1-3) na 9.ª jornada da Liga NOS.

A entrada no jogo, porém, até foi perfeita: as águias precisaram de apenas um remate para agitar as redes do Moreirense. João Félix, uma das novidades no onze benfiquista, conduziu a bola na esquerda aos 2’ e fez um passe rasteiro para Jonas concluir de primeira na área, usando o pé canhoto (1-0). Foi o golo 100 do Pistolas no Campeonato.

Replicou a equipa minhota aos 5’: após um passe de Arsénio no flanco direito, Chiquinho explorou uma brecha no corredor central e, de meia distância, bateu Odysseas (1-1).

Num início de encontro muito vivo, Rafa teve o 2-1 nos pés aos 6’: depois de escapar nas costas da defensiva do conjunto de Moreira de Cónegos, o camisola 27 do Benfica fez um chapéu a Jhonatan, mas este ainda foi capaz de reagir, reposicionar-se e sacudir a bola com a luva direita, impedindo as águias de se colocaram em vantagem.

Quem se adiantou foram os forasteiros: aos 16’, Arsénio entrou pela direita e centrou para a finalização de Pedro Nuno (1-2).

O Benfica voltou a dispor de uma boa ocasião para marcar novo golo, mas Jonas cabeceou sobre a barra, desaproveitando um cruzamento de Pizzi na direita (31’). Logo a seguir, os encarnados tornaram a apontar às redes, mas a investida não foi bem-sucedida: Pizzi, outra vez certeiro no passe pelo corredor central, desmarcou Rafa, que ultrapassou o guarda-redes Jhonatan, mas depois não dobrou a oposição de Ivanildo.

Benfica-Moreirense

A equipa benfiquista não igualou o marcador… e viu o Moreirense distanciar-se: aos 36’, Loum, num pontapé de meia distância pelo meio do terreno de jogo, não deu hipótese de defesa a Odysseas (1-3).

O Benfica avançou para o segundo tempo com um figurino tático diferente: André Almeida e Pizzi foram substituídos por Salvio e Castillo, passado a equipa a atuar em 4x4x2.

Apoiados pelos Benfiquistas nas bancadas do Estádio da Luz, os jogadores pressionavam, acercavam-se da baliza do Moreirense, mas não alcançavam o golo que poderia alterar a história desta partida.

Os minutos foram correndo, a bola não entrou na baliza do Moreirense e a equipa benfiquista foi perdendo lucidez e discernimento nas zonas de construção e decisão dos seus ataques.

Joao Felix

Aos 76', num momento em que o Benfica procurava visar a baliza na cobrança de um livre direto, o árbitro Nuno Almeida considerou que Jardel teve um comportamento passível de vermelho direto e, com isto, as águias ficaram reduzidas a dez elementos, complicando-se a tarefa de virar o resultado.

Rafa e Cervi (rendeu João Félix aos 68') caíram na área do Moreirense em despiques com Ivanildo (76') e Loum (90'), respetivamente, mas Nuno Almeida mandou seguir jogo em ambos os casos. O resultado não sofreria alteração.

Texto: João Sanches

Fotos: Isabel Cutileiro e João Paulo Trindade / SL Benfica

Última atualização: 7 de fevereiro de 2019

Patrocinadores principais do Futebol


Relacionadas

Futebol feminino

Mais do que 90 minutos: atrás de um sonho!

Tal como o sonho comanda a vida, a equipa feminina de futebol do Sport Lisboa e Benfica ainda luta pela passagem aos quartos de final da Liga dos Campeões, mesmo que o próximo adversário na 5.ª jornada do grupo D seja o Lyon, líder do ranking europeu de clubes, nesta quinta-feira, 9 de dezembro, às 20h00, no Benfica Campus. Os bastidores das rotinas e os passos mais recentes da inédita caminhada europeia, no jogo frente ao BK Häcken, estão na reportagem a emitir pela BTV nesta terça-feira, 7 de dezembro, às 22h30.

Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Aceitar