15 de dezembro de 2018, 13h30

Sub-23: trivela de Diogo Pinto abriu caminho para o triunfo

Futebol

O Benfica impôs-se em casa do Feirense na 17.ª jornada da Liga Revelação.

O Benfica subiu no mapa de Portugal para enfrentar o Feirense na 17.ª jornada da Liga Revelação, no Campo n.º 2 do Complexo Desportivo do emblema de Santa Maria da Feira. Um triunfo, por 0-2, recolocou as águias na liderança da competição (35 pontos).

RESUMO DO JOGO

O primeiro quarto de hora do desafio foi mais discutido do que bem jogado. Ainda assim, a equipa benfiquista foi a que mais se empenhou para pensar o ataque e, com organização, executar combinações que pudessem expor a defensiva do Feirense. Embaló, num remate (10') e num cruzamento perigoso (15'), criou agitação em dois momentos.

Num contragolpe, a equipa da casa criou um lance de complicada resolução para a linha recuada do Benfica: aos 25', Anthony escapou pelo corredor central, foi bloqueado por um carrinho de Miguel Nóbrega, mas ainda ficou em condições de atacar novamente a bola e, já com Celton Biai fora da baliza, tentar o golo. Porém, o acerto não foi autorizado pelo central Gonçalo Loureiro, que se posicionou no sítio certo para despachar o esférico daquela zona.

Os jogadores orientados por Luís Tralhão tiveram mais bola na derradeira fase do primeiro tempo, mas faltou-lhes alguma imaginação para desequilibrar nos últimos metros e também velocidade para encontrar soluções e caminhos que os levassem ao golo. Ao intervalo: 0-0.

A toada do encontro não se alterou após o reatamento, embora, a espaços, o anfitrião tenha gizado algumas jogadas que obrigaram a defensiva dos encarnados a mostrar competência.

À procura de um desempenho diferente, Luís Tralhão, aos 60', modificou duas peças na equipa benfiquista: saíram Simón Ramírez e Edi Semedo, entram Tomás Domingos e Tiago Gouveia.

As águias elevaram um pouco a dinâmica na zona ofensiva, mas o Feirense esteve perto do demarcar aos 68': Anthony fugiu na direita, rematou e acertou no poste.

Com o correr do tempo, o estado do relvado foi piorando, complicando a ação dos jogadores mais talentosos.

[GOLO: 0-1] Após livre na esquerda do ataque do Benfica (batido por Vukotic) e muita discussão na área, a bola sobrou para Diogo Pinto, que, descaído na direita, aplicou um pontapé (uma trivela) que encaixou a bola no interior da baliza do Feirense (74').

[GOLO: 0-2] Debaixo de chuva, o Benfica ampliou a vantagem aos 84': Embaló cobrou um canto à esquerda, com um passe curto para Vukotic, que centrou para o coração da área, onde Gonçalo Loureiro cabeceou para as redes.

Aos 85', alteração no ataque das águias: Saponjic foi rendido por Pedro Soares. Pouco depois, Embaló teve no pé esquerdo o 0-3, mas Pinto intercetou a bola quase em cima da linha de baliza.

Foi com um Benfica claramente por cima na partida, e já com João Víctor no lugar de Embaló (90'+3'), que o jogo terminou: vitória das águias por 0-2.

Onze do Benfica: Celton Biai; Simón Ramírez, Miguel Nóbrega, Gonçalo Loureiro e Frimpong; Henrique Jocu, Diogo Pinto e Vukotic; Embaló, Edi Semedo e Saponjic.

Texto: João Sanches

Fotos: Arquivo / SL Benfica

Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Aceitar