16 de dezembro de 2018, 00h01

Benfica sai da Taça Intercontinental de cabeça erguida

Hóquei em Patins Feminino

O hóquei em patins feminino recuperou de 4-1 para 4-3, teve um punhado de oportunidades, mas não conseguiu ultrapassar o Concepcíon.

A equipa feminina de hóquei em patins caiu de pé na primeira participação na Taça Intercontinental. Na meia-final, o Benfica perdeu com o Concepción, por 4-3.

O jogo começou frenético em San Juan, com um golo para cada lado. O primeiro para as águias, mas logo de seguida o Concepción chegou ao empate.

[GOLO: 0-1] Primeiro minuto com um livre direto favorável ao Benfica, com Marlene Sousa a atirar ao poste. Na sequência do lance, triangulação entre Rita Lopes, Inês Vieira e Marlene Sousa, com a última a inaugurar o marcador.

[GOLO: 1-1] Aos 2’, as argentinas empataram a partida através do remate de longe de Romina Burgoa. A camisola 2 virou-se para a baliza e disparou para bater Maria Celeste Vieira.

Mesmo sem golos, os minutos seguintes da partida foram recheados de oportunidades, com ambas as guarda-redes a superiorizarem-se aos ataques. Aos 14’, duas hipóteses clamorosas para cada um dos emblemas: Florência Felamini, após jogada individual, não conseguiu chegar ao golo; Marlene Sousa, de seguida, lançada em profundidade, ficou isolada, mas não recolocou as águias na frente.

[GOLO: 2-1] Aos 16’, Luciana Agudo fez a jogada, deixou o esférico para Milagros Carrera, que rematou de longe. A bola desviou em Romina Burgoa e traiu Maria Celeste Vieira.

Aos 18’, o Concepción esteve perto do 3-1 através de um contra-ataque conduzido por Florência Felamini. O slalom da argentina ultrapassou várias benfiquistas e, isolada, atirou ao poste.

[GOLO: 3-1] Aos 21’, Florência Flamini aumentou a diferença após combinação já dentro da área com Luciana Agudo.

Mesmo a perder, o Benfica não desistia e, aos 23’, Marlene Sousa esteve perto de reduzir. A guarda-redes do Concepción Lourdes Araoz não o permitiu. No último segundo, Maria Celeste Vieira defendeu uma grande penalidade e manteve o resultado em 3-1 ao intervalo.

Alinhamento Benfica

No reinício, o Benfica entrou melhor e até esteve perto do golo por Marlene Sousa, mas foi o Concepción a fazer mais um no jogo.

[GOLO: 4-1] Florência Felamini, aos 29’, num contra-ataque em que apareceu isolada, desviou a bola de Maria Celeste Vieira e atirou a contar.

Resposta das águias por Marlene Sousa, aos 30’. A camisola 2 levantou a bola e rematou de pronto à barra da baliza argentina. Volvidos dois minutos, aos 32’, Luciana Agudo falhou uma grande penalidade e, no seguimento da jogada, Maria Celeste Vieira voltou a estar enorme na baliza.

A avançada do Benfica Marlene Sousa, à passagem dos 35’, após boa jogada individual, voltou a estar perto de reduzir. Destaque, ainda, para o facto de as águias acelerarem os ataques na segunda parte e com isso somarem mais oportunidades de golo do que as que haviam conseguido nos primeiros 25’.

Aos 40’, Maria Sofia Silva ganhou uma grande penalidade para o Benfica, mas Rute Lopes atirou ao lado e na recarga permitiu a defesa de Anabela Flores, guarda-redes do Concepción no segundo tempo.

[GOLO: 4-2] Perda de bola do Concepción, Marlene Sousa recuperou a bola e assistiu Maria Sofia Silva para os festejos (40’).

Com este tento, o Benfica ganhou alento e aumentou a pressão sobre a turma argentina. Esta atitude surtiu efeito…

[GOLO: 4-3] Jogada de Marlene Sousa, a camisola 2 entrou na área, Romina Burgoa não conseguiu o corte e Aina Arxé stickou para o golo.

Aos 46’, isolada na área, Marlene Sousa só não empatou porque Anabela Flores realizou uma intervenção fantástica; na resposta, milagre para o Benfica. O Concepción ficou a centímetros do 5-3.

A um minuto do fim, Romina Burgoa perdeu a bola, Marlene Sousa disparou em direção à baliza, mas não conseguiu empatar.

Formação inicial do Benfica: Maria Vieira, Rita Lopes, Rute Lopes, Marlene Sousa e Inês Vieira.

O jogo terminou em 4-3 para o Concepción, mas o Benfica deixou uma ótima imagem da qualidade do hóquei em patins feminino que se pratica em Portugal.

paulo-almeida-antevisao-taca-intercontinental-new_thumbnail

"Jogámos mais hóquei do que o Concepción"

Paulo Almeida (treinador do Benfica) em exclusivo ao Site Oficial: "O Benfica jogou hóquei, o Concepción jogou defensivamente, usou remates de meia distância para chegar ao golo com desvios junto à baliza. Os primeiros dois golos foram assim: a equipa do Benfica a jogar hóquei e o Concepción a marcar. Mesmo a perder por 4-1, acreditámos até ao fim. Chegámos ao 4-3 e podíamos ter feito o 4-4, mas tivemos azar. Há que levantar a cabeça. Comigo, no Benfica, nesta modalidade, não há vitórias morais. Não conseguindo o primeiro lugar, é sempre uma má prestação. Assumo as responsabilidades. A minha equipa não chegou à final, mas trabalhou muito. Tenho de dar os parabéns às minhas jogadoras. Perder por 4-3 nesta pista, na Argentina, não espelha o que a minha equipa jogou. Durante os 50 minutos, jogámos mais hóquei do que o Concepción, mas o que conta são os resultados e fomos eliminados."

Texto: Marco Rebelo e João Sanches

Fotos: SL Benfica

Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Aceitar