27 de dezembro de 2018, 15h01

Ivo Casas: "Há um longo caminho a percorrer"

Voleibol

Líbero destacou os métodos aplicados pelo treinador Marcel Matz.

O voleibolista Ivo Casas enalteceu, numa entrevista ao jornal "O Jogo" acompanhada pela BTV, o bom desempenho da equipa até ao momento, mas salientou que a vitória na Supertaça, frente ao Sporting, não deslumbrou o grupo de trabalho.

Ivo Casas

O que é necessário para jogar na posição de líbero?

É preciso ser um pouco insano para jogar a líbero. Sabemos do risco, porque damos o corpo às balas várias vezes.

É um ano diferente, por ter novo treinador. Quais as diferenças entre Marcel Matz e José Jardim?

A escola brasileira é diferente da nossa. Sempre se treinou bem, mas há aspetos técnicos, táticas individuais e coletivas que são diferentes. O Marcel entrou bem, mudou o estilo de jogo.

Este ano venceram o Sporting duas vezes [Supertaça e Campeonato].  É o Benfica o maior favorito ao título?

É sempre bom ganhar ao maior adversário, mas não indica nada, há um caminho longo a percorrer. O investimento e a qualidade estão ao mesmo nível. Não é justo dizer que o Benfica é o maior candidato. Existem dois claros favoritos e não é por ganharmos a Supertaça que seremos campeões.

O que faltou na final do ano passado?

Detalhes e sorte. Tínhamos tudo para trazer o título, acontece uma lesão, vão dois serviços à rede... A decisão do campeonato resumiu-se a dois pontos.

Fotos: SL Benfica 

Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Aceitar