1 de julho de 2019, 21h00

🎥 Jorge Maciel é o novo treinador dos Sub-23

Futebol

Contratação do SL Benfica tem vasta experiência em contextos de excelência no futebol profissional e um passado fortemente ligado ao processo de formação de jovens jogadores.

Jorge Maciel integra nesta segunda-feira (1 de julho) a estrutura do Sport Lisboa e Benfica para abraçar o projeto dos Sub-23 enquanto treinador principal, contando com vasta experiência em contextos de excelência no futebol profissional e um passado fortemente ligado ao processo de formação de jovens jogadores.

Nas últimas duas épocas, foi treinador adjunto de Miguel Cardoso no RC Celta (Espanha), FC Nantes (França) e Rio Ave FC, tendo contribuído para a qualificação dos vila-condenses para a Liga Europa em 2017/18. De resto, trata-se de um feito que já havia conseguido anteriormente, enquanto adjunto de Lito Vidigal no FC Arouca (onde esteve entre 2015 e 2017) e no CF "Os Belenenses", clube que representou entre 2013 e 2015.

O percurso no futebol profissional estende-se ainda aos trabalhos desenvolvidos enquanto adjunto no Al Ittihad Tripoli (Líbia), Al Dhafra FC (Emirados Árabes Unidos) e Sanat Naft FC (Irão).

Contudo, foi no futebol de formação que tudo começou, enquanto treinador principal na Academia Bragafut, FC Porto (Dragon Force), CATEL e Gil Vicente, onde também assumiu funções de coordenação.

Em declarações à BTV, Jorge Maciel deu conta das primeiras sensações no início desta nova e exigente etapa. "Fazer parte de uma estrutura de referência em Portugal e no futebol mundial é um orgulho enorme, uma responsabilidade daquelas que gostamos de ter. Chego com a ambição de poder aportar e também receber muita coisa de uma estrutura como o Benfica, com know-how e provas mais do que dadas de que é um clube de referência na formação e no desporto em geral", partilhou o treinador.

Jorge Maciel

"Na formação o maior desafio é metermo-nos na cabeça dos miúdos, que muitas vezes não pensam com os nossos conceitos. Pensam igual a nós, mas a forma como verbalizam e exteriorizam é diferente. O nosso esforço é conseguirmos meter-nos na cabeça deles, partir sempre do que são para aquilo que pretendemos que sejam. Esse foi, talvez, o ensinamento da formação que levei para os seniores e que mais me valeu", assumiu o técnico, recordando o trajeto percorrido até à entrada no Benfica.

Jorge Maciel licenciou-se em Desporto e Educação Física (Especialização em Futebol) pela Universidade do Porto e conta ainda com as licenças "UEFA A" e "UEFA Elite Youth".

Aos 33 anos, Jorge Maciel vai agora aportar estas vivências a um novo e aliciante desafio: regressar ao papel de treinador principal integrado na estrutura do Futebol de Formação do SL Benfica e liderar o projeto Sub-23 do Clube, de vital importância para o desenvolvimento de jovens jogadores numa etapa de transição para o Futebol Profissional.

"Os Sub-23 são um espaço criado há muito pouco tempo, uma competição muito bem-sucedida, tanto na Liga [Revelação] como na Taça, e que despertou muita curiosidade. O Benfica, uma vez mais na vanguarda, a dar o exemplo, mantendo três equipas seniores, digamos assim, porque percebeu que este espaço é necessário para a valorização dos seus talentos, para o desenvolvimento e maximização dos seus recursos humanos, que tem aqui um espaço de maturação mais serena e de perceção interna do real potencial dos seus talentos", avaliou Jorge Maciel.

Jorge Maciel

"É um espaço muito interessante para a estrutura e para os próprios jogadores. É uma Liga muito feliz e mais um projeto muito capaz da formação do Benfica", acrescentou o treinador, cuja vontade de servir o Clube também foi influenciada pela forma como o mesmo aproveita os seus jovens valores.

"Quando se percebe que um clube pensa as coisas de uma forma diferente, articulada, de cima a baixo e que a relevância do que se passa não tem patamares de distinção, isso pesa muito no que é o nosso compromisso, a nossa responsabilidade, o nosso desejo de corresponder ao desafio. O Benfica é o Benfica, um todo", constatou Jorge Maciel.

"O meu grande compromisso é com a estrutura e por inerência com os adeptos. Serei mais um a tentar aportar aquilo que é consentâneo com a dimensão do Benfica. É um desafio muito interessante para quem pretende proporcionar coisas diferentes às pessoas e que sente que pode receber muito do know-how do Clube e do seu património", salientou o treinador.

Fotos: SL Benfica

Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Aceitar