7 de julho de 2019, 12h02

🎥 Luís Araújo: “Trabalhar com grandes talentos faz a diferença"

Futebol

O treinador dos Juvenis A do Benfica fez o balanço da temporada 2018/19, em entrevista à BTV.

Terminada, com sucesso, a temporada 2018/19 da equipa de Juvenis do Sport Lisboa e Benfica, é tempo de fazer retrospetivas.

Em entrevista à BTV, Luís Araújo fez o balanço e recordou a sua estreia neste escalão da Formação.

Festejos

Equipa automatizada

“O segredo para o sucesso é a qualidade dos jogadores. Felizmente trabalhamos nesta casa com grandes talentos e isso faz a diferença. A época começou com uma equipa técnica diferente liderada pelo míster Luís Nascimento, foi um trabalho de continuidade, a equipa estava já muito automatizada com as dinâmicas do modelo de jogo da Formação. Foi potenciar essas características e chegar ao fim o melhor preparados possível para abraçar a fase final. Foi definido que iríamos só pensar em cada jogo na fase final para acumular pontos, sermos competitivos e conquistar o título, e assim foi.”

Luís Araújo

Dos Juvenis B para os Juvenis A

“Trabalhar neste Clube no departamento de formação é uma responsabilidade enorme em qualquer que seja a função ou o escalão. Não notei muita diferença entre escalões porque o meu trabalho era próximo do míster Luís Nascimento, mas claro que os conteúdos a desenvolver têm sempre umas alterações e essa foi a grande diferença, mas foi um processo natural.”

Festejos

A evolução dos jogadores

“O principal foco de um treinador da formação é que os jogadores cheguem aos patamares mais altos. Mais do que os títulos, projetar e ajudar a criar competências para os atletas chegaram ao futebol profissional: essa é a nossa principal missão, é para isso que trabalhamos essencialmente. É com um sentimento de dever cumprido e grande satisfação que sentimos e observamos estes jogadores que têm conseguido chegar ao patamar da equipa A do Benfica. Sentimo-nos felizes por contribuir para este projeto, que tem grande importância no Clube e que nos dá uma grande responsabilidade.”

Luís Araújo

Ser treinador no Benfica

“Ser benfiquista sente-se e vai-se sentir sempre em todos os momentos. Também não me esqueço do dia em que recebi a chamada para vir para o Benfica. A primeira pessoa para quem liguei foi para o meu pai, doente pelo Benfica, e aquela emoção está presente na minha memória para sempre. Temos uma tarefa e temos de a desempenhar da melhor maneira possível. Muitas vezes temos de saber lidar com as nossas emoções para podermos ser mais eficazes e eficientes na nossa tarefa. Mas nunca se consegue deixar de sentir este Clube, como é óbvio.”

Benfica Juvenis

Mensagem para os outros treinadores

“Primeiro, que acreditem sempre e mantenham sempre o sonho vivo dentro deles, porque, se isso acontecer, vão lutar com todas as forças para atingir os seus objetivos. Depois, é trabalhar muito, acreditarem neles e no projeto que o Benfica tem para cada um deles, porque aqui é o melhor sítio para o desenvolvimento individual de cada um de nós.”

Texto: Márcia Dores

Fotos: Isabel Cutileiro  e Arquivo / SL Benfica

Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Aceitar