10 de julho de 2019, 20h50

Obrigado, Jonas!

Futebol

Quase cinco anos depois de ter entrado no Clube, o avançado fecha o ciclo no Benfica e encerra a carreira como jogador profissional de futebol. Um percurso desportivo riquíssimo.

Jonas ou Pistolas! Para um Benfiquista ou mesmo para um amante do futebol, seja qual for o nome utilizado para referenciar o brasileiro, só há um significado: craque! Aos 35 anos, no jogo de apresentação do Benfica aos Sócios com o Anderlecht, o camisola 10 despede-se dos relvados e realiza um sonho que nunca escondeu: terminar a carreira no Benfica.

Em 2014/15, Jonas viu-se numa das situações mais tristes da sua vida profissional. O mercado de transferências de verão fechara e o internacional brasileiro não tinha clube onde mostrar toda a sua qualidade futebolística. O Benfica descortinou ali uma oportunidade de ouro e puxou-o para um projeto ambicioso e aliciante. Depois de Valência, o avaçando ia espalhar magia noutro emblema da Península Ibérica.

Começava aqui o caminho de um jogador que se tornaria o 2.º melhor goleador estrangeiro da história do Benfica, só ultrapassado por Óscar Cardozo. Ainda recentemente, na Gala do Benfica, e após receber o Galardão Cosme Damião para Futebolista do Ano, o canarinho reconheceu a oportunidade dada pelo Clube.

“De todos os anos que estive aqui, foram vários os sentimentos que vivi, mas há um que levo deste Clube, que é a gratidão que tenho. Para quem não sabe, no momento mais difícil da minha vida... se alguns não sabem, há quatro anos e meio estava no Valência, desacreditado, sem perspetiva nenhuma, e o Benfica estendeu-me a mão. Ficou muito marcado. Vou levar para sempre na minha vida. A gratidão que tenho por este clube é algo que levarei sempre comigo. Muito obrigado!”, agradeceu, emocionado, o Pistolas.

O pano cai depois de 182 jogos oficiais de águia ao peito em todas as competições, 137 golos e 35 assistências. Conquistou, ainda, nove títulos: quatro Campeonatos Nacionais, uma Taça de Portugal, duas Taças da Liga e duas Supertaças.

A despedida fez-se sob o signo do 10! No dia 10, o camisola 10, atuou os últimos 10 minutos pelo Benfica. Um momento inolvidável e mais do que merecido.

Jonas

TÍTULOS NO BENFICA

Troféus Épocas
4 Campeonatos Nacionais 2014/15, 2015/16, 2016/17 e 2018/19
1 Taça de Portugal 2016/17
2 Taças da Liga 2014/15 e 2015/16
2 Supertaças 2016/17 e 2017/18

Jonas

Estreia auspiciosa

Recordar a estreia de Jonas pelo Benfica é falar de golo, não só no primeiro jogo, mas ao longo da temporada. Já decorria a época 2014/15 quando, a 5 de outubro de 2014, diante do Arouca, o Pistolas entrou após o intervalo. Estava difícil de desatar o nó desse jogo, mas os últimos 15 minutos das águias foram avassaladores, com quatro remates certeiros. O último golo da equipa no desafio pertenceu a Jonas, aos 88’. Era o primeiro dos 137 com que brindou os Benfiquistas ao longo destas cinco temporadas.

Mesmo partindo atrás, o brasileiro foi bem a tempo de deixar a sua marca no futebol nacional, terminando 2014/15 com uma média de 0,89 golos por jogo (31 golos em 35 jogos). Apontou 20 na Liga NOS, ficando a um de ser o melhor marcador, seis na Taça de Portugal e cinco na Taça da Liga.

Os festejos individuais fundiram-se com os coletivos. O Benfica celebrou o 34.º Campeonato Nacional do palmarés e juntou-lhe a Taça da Liga.

Jonas

Goleador de excelência

Sublime, elegante, voraz… Estes e outros adjetivos servem para descrever as qualidades de Jonas enquanto goleador e avançado de eleição. Mostrara-o no Brasil, nomeadamente ao serviço do Guarani e do Grémio, e continuou a fazê-lo em Valência.

Na viagem para Lisboa, levou na bagagem o dote de colocar a bola no fundo das redes adversárias. Ganhou o Benfica, ganharam os adeptos do Clube, ganhou… o futebol português.

Depois de ter perdido por uma unha negra o prémio de Melhor Marcador do Campeonato português em 2014/15, na época seguinte não deu hipóteses aos mais diretos concorrentes e arrecadou o troféu. No final, foram 32 tiros do Pistolas em 34 partidas, superando os números de Slimani e do colega de equipa Mitroglou.

Completo, Jonas tem valências que lhe permitem marcar de várias maneiras e feitios. De pé direito, de pé esquerdo, de cabeça, dentro da área ou fora dela, através de bola corrida e em lances de bola parada… tudo é motivo para alvejar a baliza contrária e somar mais um.

Não feliz pelo alcançado em 2015/16 – em que juntou ao galardão de Melhor Marcador, as conquistas do Campeonato Nacional e da Taça da Liga –, Jonas voltou a vencer o pichichi da liga portuguesa em 2017/18, com 34 golos em 30 jogos efetuados (média de 1,13 por encontro).

Jonas

Jonas no Benfica igual a golo

A relação de um avançado com um golo tem de ser próxima, apaixonada. Só assim funciona. Todavia, a relação que Jonas conseguiu ter com o golo desde que está no Benfica dá direito a uma equação: Jonas+Benfica=Golo! Não há volta a dar e os números comprovam-no.

Na primeira temporada na Luz apontou logo 31 golos em todas as provas em 35 partidas; em 2015/16 foi o goleador da Liga NOS, mas deixou a sua marca nas restantes competições. No final, 36 tentos em 48 desafios (0,75 por partida); 2016/17 foi marcada por lesões e o avançado esteve vários meses longe dos relvados. Ainda assim, terminou a época com 18 remates certeiros em 28 jogos (0,64 por encontro); debeladas as lesões, Jonas apareceu a todo o gás em 2017/18. Foi de novo o melhor marcador do campeonato e concluiu 37 finalizações em 41 duelos em todas as provas (0,90); 2018/19 foi a última ao serviço dos encarnados. Pistolas logrou 15 golos em 30 jogos (0,50).

Com estes números, não admira que Jonas tenha afirmado, numa entrevista à BTV, que “as temporadas no Benfica têm sido as melhores da minha carreira”.

“O meu primeiro ano foi muito bom, de afirmação. E o segundo foi ainda melhor. Venho crescendo a cada ano, juntamente com todos. Estou feliz. Vejo que o que estou a viver aqui vai ficar marcado para sempre”, referiu.

Jonas

300 golos na carreira

Entre vários momentos inolvidáveis de águia ao peito, há um jogo que será, para sempre, especial para o camisola 10. A 4 de maio de 2019 decorria a ronda 32 da Liga NOS. Um Portimonense atrevido apareceu no Estádio da Luz e tentou surpreender os cerca de 61 mil Benfiquistas que se faziam ouvir nas bancadas.

Até que entrou Jonas… Com o brasileiro no terreno de jogo, as águias voaram para uma goleada, por 5-1. Rafa e Seferovic bisaram, mas o 10 ainda tinha uma palavra a dizer. O jogo entrara no tempo extra e o resultado cifrava 4-1 para os da casa, mas Jonas ainda tinha fôlego para mais um.

Iniciou a jogada ainda antes da linha divisória e, num sprint estonteante, chegou à área algarvia para cabecear a contar após cruzamento de André Almeida. Jonas atingia os 300 tentos em todos os clubes e seleção do Brasil e fez questão de aludir ao número redondo ainda no relvado, com a ajuda do assistente de serviço.

Tudo fez sentido! Numa tarde de sol, no estádio onde passou dos melhores momentos da sua carreira, em representação do Clube que lhe devolveu a alegria de jogar futebol… nada poderia mais perfeito para chegar aos 300.

Jonas

Prémios individuais que complementam os títulos coletivos

No futebol, o mais importante é sempre a equipa, mas há prémios que valorizam o individual que se destaca através do coletivo, e que reconhece o mérito.

Em Portugal, Jonas foi agraciado com vários, todos merecidos! Para além de ter sido o artilheiro da Liga NOS em 2015/16 e 2017/18, o Pistolas foi considerado o Melhor Jogador da Liga NOS (2014/15 e 2015/16) e integrou o Onze da Temporada em 2017/18.

Internamente, o Sport Lisboa e Benfica também fez questão de valorizar a qualidade futebolística evidenciada. Venceu o Galardão Cosme Damião para Futebolista do Ano em 2019, 2018, 2017 e 2016, recebendo-o no palco durante as respetivas Galas do Benfica.

Todos os jogos, época a época

Época Campeonato Taça de Portugal Taça da Liga Supertaça Liga dos Campeões Liga Europa
2018/19 21 3 1 - 2 3
2017/18 30 2 2 1 6 -
2016/17 19 3 4 1 1 -
2015/16 34 1 3 1 9 -
2014/15 27 3 5 - - -
TOTAL 131 12 15 3 18 3

Jonas festeja golo no Estádio da Luz

Todos os golos de águia ao peito

Época Campeonato Taça de Portugal Taça da Liga Supertaça Liga dos Campeões Liga Europa
2018/19 11 2 - - 1 1
2017/18 34 1 1 1 - -
2016/17 13 2 2 1 - -
2015/16 32 - 2 - 2 -
2014/15 20 6 5 - - -
TOTAL 110 11 10 2 3 1

Texto: Marco Rebelo

Fotos: Arquivo / SL Benfica

Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Aceitar