20 de julho de 2019, 09h04

🎥 Onda Vermelha na Casa do Benfica em São José

Clube

Os vice-presidentes Domingos Almeida Lima e Alcino António lideraram a comitiva e discursaram perante mais de 250 pessoas na inauguração da nova imagem do espaço.

O verdadeiro “braço armado” e um bastião de benfiquismo. Assim se podem caracterizar as Casas do Benfica por todo o mundo e São José foi só mais uma prova. A nova imagem do espaço do Clube situado na Califórnia foi inaugurada na noite desta sexta-feira (madrugada de sábado em Portugal) com a presença de mais de 250 Benfiquistas.

Inauguração Casa Benfica São José

Antes do jantar, Luisão, antigo jogador e capitão das águias, foi o ponto alto. A chegada do brasileiro criou grande entusiasmo junto dos adeptos, que não se inibiram na hora de o cumprimentar ou pedir para posar para a fotografia.

Luisão anuiu sempre e o brilho estampado nos olhos da comunidade portuguesa presente foi uma constante.

Outro momento inolvidável foi o descerrar da bandeira por parte do vice-presidente do Benfica Domingos Almeida Lima, o presidente da Casa do Benfica de São José, José Mendes, Luisão e a cônsul de Portugal na Califórnia, Maria João Lopes-Cardoso.

Se os discursos – emocionados – foram um momento forte, um apontamento não pode ser descurado. Dando seguimento ao mote “37 on tour”, o troféu da Reconquista também esteve presente nesta noite para a posteridade.

Inauguração Casa Benfica São José

“Nenhum clube do mundo tem a Mística do Benfica”

O vice-presidente do Sport Lisboa e Benfica Domingos Almeida Lima arrancou a sua intervenção a elogiar o trabalho que tem sido desenvolvido pela Casa do Clube em São José na divulgação e promoção do benfiquismo.

Os exemplos que tenho do associativismo que existe nesta Casa são exemplares, únicos, e penso que poderá ser o modelo a seguir por todas as Casas do Benfica em Portugal e no resto do mundo. A vossa determinação em fazer um jantar semanal – às quartas-feiras – com 100 pessoas pertencentes a esta comunidade é fantástica. O Sport Lisboa e Benfica, os seus Órgãos Sociais e Direção reconhecem muito este trabalho”, começou por recordar.

Obrigado por viverem o Benfica e reviverem Portugal de uma forma muito intensa. Muito orgulhoso por ver estes exemplos que nos dão. Saio daqui com um sentimento de orgulho muito grande. Nenhum clube do mundo consegue o que consegue o Benfica ou tem a Mística do Benfica”, enfatizou.

“Por estarem longe, todos vocês sentem mais o Benfica. Se continuarem este associativismo a esta Casa, mais força darão à sua direção para fazer um trabalho ainda mais competente. É uma bênção para esta Casa ter o registo da passagem de duas figuras do Benfica: Eusébio e Luisão. Foram eles que passaram cá em datas tão importantes. Poucas Casas do Benfica no mundo têm essa felicidade”, sublinhou Domingos Almeida Lima.

Inauguração Casa Benfica São José

“Unidos em torno do Benfica somos imbatíveis”

Alcino António, um dos vice-presidentes do Sport Lisboa e Benfica presentes na cerimónia, discursou e começou a sua intervenção por agradecer à Casa do Benfica em São José pelo trabalho desenvolvido em prol da Marca Benfica.

“A Direção do Benfica representada por nós [Alcino António e Domingos Almeida Lima] na pessoa do Presidente tem o maior orgulho e agradece todo o empenho na divulgação da Marca Benfica. Mas o mais importante na divulgação é a cultura do Benfica, o ser Benfica e unir-nos em torno da Mística”, referiu.

Em estreia nesta Casa, Alcino António valorizou a força da Família Benfiquista no crescimento do Clube.

“Sinto-me feliz e privilegiado por, finalmente, ter visitado todas as Casas do Benfica nos Estados Unidos da América. Somos a única Família em que não há divórcios. Cada vez temos mais membros. Somos uma Família com muitos anos. A nossa força é cada vez maior e quando nos atacam ainda nos tornamos mais fortes, porque, quando nos unimos em torno do Benfica, somos imbatíveis”, apontou.

“Nesta sala está a forma como deve ser o desporto. Convivemos tranquilamente com adeptos de outros clubes, com rivalidade, mas com respeito, civismo, correção e desportivismo. Temos de tornar o desporto, e nomeadamente o futebol, numa escola de virtudes”, elogiou de seguida o vice-presidente.

Inauguração Casa Benfica São José

“Só o Benfica consegue vir aos EUA e sentir que joga em casa”

Luisão, antigo jogador do Benfica, foi um dos oradores desta noite especial para a comunidade portuguesa residente na Califórnia. Emocionado, emocionou tudo e todos ao falar de paixão e Mística.

É um enorme orgulho e prazer fazer parte deste dia tão importante. É fruto do trabalho e paixão que todos vocês nutrem pelo Benfica”, reconheceu.

“Ao longo da minha carreira senti o carinho de todos os Sócios dentro e fora de campo. Nesta nova função sinto que a aliança cresce a cada dia. Acreditem sempre na Mística do Benfica. Não é fácil apanharem o avião para assistirem a um jogo no Estádio da Luz. Por isso é tão importante o Benfica vir aos Estados Unidos da América. Só o Benfica consegue vir aos Estados Unidos e sentir que joga em casa. Isso é tudo graças a todos vós”, considerou Luisão.

Texto: Marco Rebelo

Fotos: João Paulo Trindade / SL Benfica

Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Aceitar