Futebol

10 agosto 2019, 23h28

Bruno Lage

Bruno Lage, treinador da equipa principal das águias, ficou satisfeito com o resultado alcançado, mas salientou que ainda há muitas coisas a melhorar. O Benfica venceu por 5-0 a equipa do Paços de Ferreira, em jogo relativo à 1.ª jornada da Liga NOS.

Benfica-Paços de Ferreira

Análise ao jogo

"Uma vitória justa, perante um adversário que complicou imenso, principalmente até aparecer o nosso primeiro golo. Tinha a lição bem estudada, bloqueou-nos um pouco, tentaram também bloquear o nosso jogo interior e, depois, quando surge aquele golo fantástico do Nuno conseguimos desbloquear o jogo. A partir daí tivemos outro critério da bola a entrar dentro, entrar fora, tentar procurar profundidade e ter outro tipo de soluções, mas o primeiro golo acaba por deitar por terra aquilo que era a estratégia e solidez do Paços. Aparece o segundo golo e penso que a partir daí o jogo fica inteiramente do nosso lado. Foi uma exibição bem conseguida, com um resultado muito agradável, mas ainda temos um longo trabalho pela frente e desafiante de voltar a trazer a imagem que tivemos o ano passado. Eu não olho apenas para o resultado. Olho para o que fazemos em campo, hoje estou apenas satisfeito, acho que podíamos ter jogado melhor, é um resultado muito bom, estamos todos satisfeitos com o início de época que estamos a fazer. A vencer não meto a cabeça debaixo da areia, a ganhar não ando em bicos de pés, a minha motivação e o meu foco é sempre naquilo que nós vamos fazendo no dia a dia."

Benfica-Paços

A escolha para o meio-campo

"Samaris por uma simples razão, o público não viu os três jogos à porta fechada e é por isso que joga hoje o Samaris. Com o jogo de hoje fazemos 11 jogos, ou seja, já todos os jogadores têm vários minutos e tive de dar oportunidade aos novos de poderem competir com equipas de outro nível para poder conhecê-los a esse nível, fazer as minhas experiências e também ter um conhecimento melhor sobre aquilo que cada jogador pode dar em cada posição e se algum destes novos jogadores pode desempenhar mais que uma posição. Não tendo Gabriel, que é um jogador que é importante e determinante na nossa forma de jogar, teria de voltar a colocar, neste jogo, Florentino e Samaris que foi a dupla que terminou a época passada, tão simples quanto isso. A simplicidade de eu tomar esta decisão é olhar um pouco para aquilo que é a minha forma de liderar. Respeito os mais velhos, não coloco os mais novos a grande distância dos mais velhos, dou oportunidades a toda a gente independentemente de serem mais velhos ou mais novos. Têm de ter rendimento e depois é ter memória de quem trabalha, de quem luta, de quem se dedica e de quem treina bem."

Benfica-Paços de Ferreira

A exibição de Nuno Tavares

"Isto é o futebol, o azar de uns é a oportunidade de outros e o Nuno é um miúdo muito calmo, muito tranquilo, foi posto à prova e está a jogar nos confrontos que tem tido com grandes jogadores e tem-se dado bem. Curiosamente, no primeiro golo ninguém estava à espera que ele aparecesse ali, nem eu estava, eu estava a pedir-lhe algo completamente diferente e ele aparece ali, chuta à baliza e faz golo. O facto de ser pouco usual, um defesa-direito com pé esquerdo e procurar o jogo interior, faz acontecer estas coisas. Teve também grande mérito em fazer o passe para o Chiquinho e a assistência para o Vinicius, por isso é dia a dia, treino a treino, jogo a jogo, está a trabalhar de forma exemplar e para além de ter nele um lateral-esquerdo, tenho também um lateral-direito."

Benfica-Paços

As estreias de Nuno Tavares, Chiquinho e Vinicius

"É um momento muito importante para eles, que com certeza traz outro tipo de moral e confiança, mas é um desafio colocar esta gente nova, integrá-los o mais rapidamente possível naquilo que é a dinâmica da equipa e que a equipa volte a ter o jogo e a qualidade de jogo que tinha o ano passado."

A evolução do plantel

"O nosso trabalho é perceber como podemos evoluir, e a nossa evolução em termos de plantel é sermos competitivos. Eu gosto de perder muito tempo com os jogadores, gosto de os ver treinar, gosto de os ver jogar e, por exemplo, o Raul [de Tomas] não foi contratado do nada. Só eu vi oito jogos completos do Raul, para conhecer, para perceber como o ia ligar com os outros jogadores e o mais importante é querermos ser competitivos, vamos olhar primeiro para a equipa B e não havendo na equipa B, temos de atacar no mercado"

Benfica-Paços de Ferreira

As opções para o lado direito

"Nós temos André Almeida, Ebuehi, João [Ferreira] e Tomás [Tavares], por isso, daqui, um destes quatro irá jogar."

O Benfica é a equipa que melhor pratica futebol?

"Eu respondo da seguinte maneira: ainda não somos a equipa que jogou o futebol da época passada e é isso que me interessa."

Texto: Diogo Nascimento 

Fotos: Cátia Luís / Isabel Cutileiro /João Paulo Trindade / SL Benfica

Última atualização: 11 de agosto de 2019

Patrocinadores principais do Futebol


Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Aceitar