11 de agosto de 2019, 12h33

Renato Paiva: “Pensar em nós e na nossa forma de jogar”

Futebol

O Benfica B enfrenta o Estoril Praia, às 18h00 de domingo, na 1.ª jornada da II Liga (Ledman LigaPro).

A equipa B do Benfica dá o pontapé de saída na II Liga (Ledman LigaPro), às 18h00 de domingo, com a receção ao Estoril Praia no Caixa Futebol Campus. Renato Paiva fez um balaço da pré-época e anteviu a 1.ª jornada do Campeonato.

“O balanço é positivo, mas foi uma pré-temporada composta quase por módulos. Arrancámos com um grupo e depois foram-se juntando alguns jogadores e saindo outros ao longo das semanas, portanto, não foi uma pré-época dentro do habitual, mas a resposta em treino de todos foi excelente, houve entrega total, um profissionalismo muito grande e muita vontade de aprender muito grande”, referiu o treinador, em entrevista à BTV.

Renato Paiva falou da exigência da II Liga e destacou sete equipas nesta temporada. “Esta II Liga é das mais exigentes dos últimos anos. Há três equipas fortíssimas, as que desceram, Feirense, Chaves e Nacional da Madeira e depois temos aqui mais um grupo de quatro equipas com investimentos fortes para subir, Leixões, Farense, Estoril, Académica, fora as outras equipas que também têm qualidade e mantêm uma estabilidade ao logo da Liga”, revelou.

Equipa B

Quanto à 1.ª jornada do Campeonato Nacional, o treinador dos Bês, considerou que o mais importante é trabalharem focados nas próprias ideias.

“Se nos focarmos muito em quem está do outro lado começamos a perder a nossa identidade, a nossa forma de jogar e a nossa forma de pensar, e o pensar é fundamental para que o jogo corra como nós queremos. Temos de pensar em nós, olhar para o Estoril com respeito porque é uma grande equipa, com jogadores muitos experientes e com qualidade, mas trabalharmos em cima das nossas ideias e daquilo que é o nosso jogo”, afirmou.

Quanto às metas que pretende atingir em 2019/20, Renato Paiva foi esclarecedor: “Os objetivos são sempre os mesmos numa equipa B. Primeiro que tudo que estes jogadores individualmente cresçam o melhor e mais rápido possível para que consigam responder quando forem chamados a um patamar mais elevado, depois que o coletivo consiga dar prazer aos nossos sócios e adeptos. Queremos também fazer a melhor classificação possível”, vincou.

Texto: Márcia Dores

Fotos: Cátia Luís / SL Benfica

Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Aceitar