11 de agosto de 2019, 20h03

🎥 Reviravolta encarnada colocou justiça no resultado

Futebol

O Benfica B venceu a equipa do Estoril Praia na 1.ª jornada da II Liga.

Vitória justa e três pontos merecidos no arranque da II Liga! O Benfica B, liderado por Renato Paiva, venceu o Estoril Praia, por 2-1, num jogo que se realizou este domingo (11 de agosto) no Caixa Futebol Campus.

Uma forte moldura humana marcou presença no Campo n.º 1 do Caixa Futebol Campus para assistir à primeira jornada da II Liga. Carlos Vinícius, avançado da equipa principal do Benfica, foi um dos rostos conhecidos que marcou presença no Seixal.

Equipa B

A equipa liderada por Renato Paiva começou cedo a construir jogo desde o setor defensivo. Um futebol interligado, com o esférico a passar por todos os setores antes de chegar perto da baliza adversária.

Aos 8', Pedro Henrique fez um passe longo em profundidade para Rodrigo Conceição. O extremo recebeu, fletiu para o interior da área e rematou com o pé esquerdo, mas a bola passou por cima do alvo. 

Diogo Mendes esteve muito perto de inaugurar o marcador aos 12'! O médio defensivo das águias apareceu no interior da área para concluir, mas o disparo saiu a escassos centímetros da barra da baliza à guarda de António Filipe.

Primeiro quarto de hora em que o caudal ofensivo das águias era vertiginoso. Sucessivas investidas que faziam tremer a defensiva estorilista, sendo que desta feita foi João Ferreira, lateral-direito que fez a pré-época com a equipa A do Benfica, a testar a atenção do guardião contrário. 

Contra a corrente do jogo e numa jogada rapidíssima de contra-ataque, Roberto fez o primeiro do desafio aos 25'.

[GOLO: 0-1]: Roberto arrancou pelo flanco esquerdo, ganhou vários metros, fez a incursão para o interior da área e atirou em arco para o canto direito da baliza. Svilar bem se esticou, mas não conseguiu evitar o primeiro da partida.

Os jovens encarnados tentavam responder ao golo sofrido e iam encostando o Estoril Praia à sua zona defensiva. A formação estorilista raramente começava a construir a partir de trás, optando por saídas de jogo mais verticais sobre o terreno.

[GOLO: 1-1]: Diogo Mendes, em esforço, recuperou a bola no interior da área e colocou em Pedro Henrique que, no sítio certo, aos 43', encostou à ponta de lança. 

O árbitro da partida apitou para o término da 1.ª parte e as equipas recolheram aos balneários do Caixa Futebol Campus. Ao intervalo: 1-1.

RESUMO DA 1.ª PARTE

A 2.ª parte começou e as características do jogo mantiveram-se iguais às da 1.ª. Um jogo bem vivo, com muita velocidade e um maior controlo da equipa encarnada. Os canarinhos continuavam a apostar nos ataques rápidos e aos 57' valeu Svilar com uma excelente defesa a negar o golo de Khevin.

Começavam a notar-se os primeiros sinais de cansaço, normais devido às cargas de trabalho da pré-época. Aos 66', Nuno Santos voltou a mostrar as suas qualidades e depois de ultrapassar o marcador direto, disparou forte, mas António Filipe, atento, encaixou com tranquilidade.

De acordo com a informação oficial, marcaram presença nas bancadas do Campo n.º 1 do Caixa Futebol Campus, 955 pessoas!

Aos 75', Simão (Estoril Praia) rasteirou João Ferreira, viu o segundo cartão amarelo e consequente cartão vermelho. Renato Paiva, treinador do Benfica B, quis mexer com o jogo e colocou Umaro Embaló e Gonçalo Ramos para os lugares de Vinícius Ferreira e Rodrigo Conceição.

[GOLO: 2-1]: Entrou e marcou aos 87'! Umaro Embaló marcou o seu primeiro golo ao serviço da equipa B do Benfica. A bola sobrou para o pé direito do esquerdino e na tentativa de cruzar para a área, o esférico acabou por entrar na baliza surpreendendo tudo e todos.

Na jogada seguinte Pedro Álvaro também viu o cartão vermelho. O central encarnado puxou o avançado do Estoril e o árbitro não perdoou.

Um jogo mais físico foi o que se assistiu até ao último apito do árbitro da partida. A vitória sorriu aos comandados de Renato Paiva que assim conquistam os primeiros três pontos na II Liga. Resultado final: 2-1

Na próxima jornada (2.ª), os encarnados deslocam-se ao terreno do Vilafranquense, um desafio agendado para as 18h00 do dia 18 de agosto, domingo.

Onze inicial do Benfica: Svilar, João Ferreira, Pedro Álvaro, Rafael B., Frimpong, Diogo Mendes, Nuno Santos, Tiago Dantas, Vinicius Ferreira, Rodrigo Conceição e Pedro Henrique.

Suplentes: Fábio Duarte, Luís Pinheiro, Vukotic, Diogo Pinto, Kevin Csoboth, Umaro Embaló e Gonçalo Ramos.

Boletim Clínico: Ricardo Araújo “Jorginho” (lesão muscular na face posterior da coxa esquerda); Vasco Paciência (estiramento na face anterior da coxa direita); Daniel dos Anjos (status pós-cirúrgico ligamentoplastia no joelho direito).

Equipa B

Renato Paiva (treinador do Benfica): “Acabámos por ser felizes no segundo golo. Esta felicidade tem a ver com a audácia e a nossa audácia desde o primeiro minuto de não querer deixar jogar o Estoril e querer impor a nossa ideia. Foi claro e evidente aquilo que fizemos aqui hoje e eu estou muito orgulhoso dos jogadores.”

Equipa B

Rafael Brito (jogador do Benfica): "Um jogo muito difícil. Dominámos na primeira parte, sofremos o golo com um erro nosso. Na segunda parte eles entraram por cima, mas nós fomos nivelando e acabamos por ser justos vencedores. (…) Estou muito feliz e sinto-me muito bem na equipa e quero agradecer ao público presente, merece uma palavra de apreço por se terem deslocado até cá para nos apoiar.”

Texto: Diogo Nascimento e Filipa Fernandes Garcia

Fotos: João Paulo Trindade / SL Benfica

Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Aceitar