16 de agosto de 2019, 14h58

🎥 Bruno Lage: "Preparámos o jogo da melhor maneira para vencer"

Futebol

O técnico encarnado fez a antevisão à 2.ª jornada da Liga NOS que se realiza este sábado (17 de agosto).

Bruno Lage, treinador da equipa principal das águias, considera que este será "mais um jogo de enorme dificuldade" e, em conferência de Imprensa, referiu algumas das virtudes do adversário. Benfica e Belenenses SAD defrontam-se este sábado (17 de agosto), às 19h00, no Estádio Nacional. 

Bruno Lage

Análise ao adversário

"É mais um jogo de enorme dificuldade, primeiro por aquilo que é o valor dos jogadores do Belenenses, a sua qualidade de jogo e a enorme qualidade do treinador. Se virem o primeiro jogo deles no Campeonato, veem que foi um jogo de uma grande riqueza tática, que evidenciou as qualidades da equipa, tanto a atacar como a defender, e é para isso que nós nos preparámos da melhor maneira para dar a nossa melhor resposta e em função daquilo que é a nossa mentalidade. Preparámos o jogo da melhor maneira para vencer. Nós estamos a pensar muito no Belenenses, conscientes de que será um desafio enorme. Queremos estar no confronto, uma equipa em confronto com a outra, uma ideia em confronto com a outra e os jogadores em confronto uns com os outros. Isso é o que nos motiva e essa é a nossa motivação no trabalho diário."

A forte presença dos adeptos no Jamor

"É sinal de que as pessoas gostam de nos acompanhar e isso é muito importante para sentirmos que nos vêm ver jogar pela nossa qualidade, pela nossa forma de jogar e divertirem-se ao máximo com o nosso jogo, que esse acaba por ser um dos grandes objetivos de quem gosta de futebol."

Bruno Lage

Benfica no Pote 2 da Liga dos Campeões

"Há que ver a questão por um lado mais profundo. Primeiro, é o lado teórico das várias equipas, é verdade que o historial pesa em alguns clubes, mas a transformação que o futebol levou faz com que, por vezes, uma equipa que está no pote 2 ou no pote 3 tenha transformações imediatas por aquilo que é a aposta imediata em termos financeiros na construção de um determinado plantel. Na Liga dos Campeões não há jogos fáceis, por isso, para fazermos uma campanha de acordo com a dimensão do Benfica, temos de estar preparados para encarar todos os jogos como temos feito até aqui."

Inclusão de Tomás Tavares no plantel

"É mais um jovem que nós já conhecíamos. Apesar de no ano passado não ter jogado na equipa B, treinou connosco várias vezes e, em virtude daquilo que é a situação de laterais-direitos no plantel, entendemos que não fazia sentido dar uma oportunidade ao João Ferreira sem ter o Tomás [Tavares] presente. Após o Europeu a nossa ideia foi dar-lhe um curto período de férias e integrá-lo o mais rapidamente na equipa. Sobre ele e todas as renovações, é a mesma dedicação e empenho, é uma enorme satisfação ver o reconhecimento do trabalho. As renovações são em função disso e só posso ficar satisfeito pelos jogadores, pelo facto de, para além dos títulos que conquistaram, também terem essa melhoria em termos de contrato, que é muito importante."

Bruno Lage

O que falta para atingir o "Benfica 2018/19"?

"Não podemos comparar aquilo que foram dois jogos de uma época contra vinte de outra época. Temos de fazer uma análise com uma base mais sólida, quando tivermos 14 a 15 jogos numa época, já podemos perceber as diferenças entre uma equipa e outra. Temos ainda um longo caminho a percorrer, mas estou muito satisfeito com aquilo que os atletas têm feito nos treinos e nos jogos."

A lesão de Conti e um olhar aos tempos modernos

"O Conti não está no mercado, está apenas lesionado. Em jeito de brincadeira comentei, com tanta barca furada que anda por aí, foram dar uma medalha de lata a um miúdo extraordinário, que saiu do seu país, tem um enorme valor, passa por um momento difícil porque se voltou a lesionar e a única grande questão é que neste momento tem dois grandes atletas que estão a jogar. Vou dar um exemplo: todos nós conhecemos o senhor Shéu, a carreira que fez, o que foi, os títulos, a forma como chegou ao Benfica, foi capitão do Benfica, a carreira que fez após ser jogador, mas havia algo que não sabia. Não quero cometer um erro, mas o Shéu chegou ao Benfica e esteve dois anos sem jogar. O Conti está há um ano sem jogar e eu questiono quantas medalhas de lata tinha recebido o Shéu por estar dois anos no Benfica sem jogar? Mas isto é o tempo moderno, as pessoas querem que as coisas aconteçam ontem e já, não há o tempo para que a coisa aconteça."

Bruno Lage

A presença de Adel Taarabt

"Se eu colocasse o Adel a jogar [no onze frente ao Paços de Ferreira] era quase ir 'by the book' [pelo livro], mas eu não funciono assim; eu funciono jogo a jogo, funciono em função dos problemas que o jogo me vai dar e o que a relação de 11 jogadores me dão em campo, sendo que para mudar algo eu conto com o Adel. Basta olhar para aquilo que foi o jogo do Benfica com o Tondela da época passada, o que ele fez quando entrou e o facto de o ter no banco nos levou a chegar ao golo e a conquistar os três pontos. Todos os pontos foram importantes, mas estes foram muito importantes na conquista do título, mas na semana seguinte há outro jogo para preparar, todos os jogos têm os seus problemas e é a partir daí que eu tomo as minhas decisões."

Condecoração da Câmara Municipal de Setúbal

"É uma honra enorme, mas quando se está num lugar como este, ou seja, ser treinador do Benfica, e conseguimos alcançar objetivos, como foi a reconquista do título, é normal que estas coisas aconteçam na nossa cidade. Sinto uma enorme honra, principalmente pelo reconhecimento do trabalho realizado."

Texto: Diogo Nascimento

Fotos: Cátia Luís / SL Benfica

Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Aceitar