Futebol

21 agosto 2019, 14h40

Seferovic a rematar para o golo no clássico de 2018/19

EM 2018/19 FOI ASSIM...

clássico da 3.ª jornada da Liga NOS 2019/20 joga-se às 19h00 de sábado, dia 24 de agosto. Antes de Benfica e FC Porto subirem ao relvado, o Site Oficial reviu os golos da águia contra este rival na prova no novo Estádio da Luz – e há algumas conclusões curiosas.

De 25 de outubro de 2003 para cá, por 15 vezes o Benfica e os seus adeptos festejaram tentos apontados diante do FC Porto. Curiosamente, o primeiro e último marcador (até agora) das águias têm nome começado pela letra "S". O português Simão, em 2003/04, empatou a partida a uma bola depois de Costinha ter inaugurado o marcador; o suíço Seferovic deu o triunfo aos encarnados na época passada, com um golo de pé trocado: o canhoto bateu Casillas com um remate de pé… direito!

Aliás, no que toca a golos de pés trocados, Seferovic tem a companhia de Mitroglou. Em 2015/16, o grego, a passe de Renato Sanches, inaugurou o marcador com um disparo com o seu "pior pé", o direito. Curioso é, ainda, o facto de um esquerdino – Cardozo – ter mais golos de cabeça (2) do que com o pé esquerdo (1).

Rodrigo

CLÁSSICOS DO CAMPEONATO

Golos do Benfica na nova Luz

ÉPOCA MARCADOR TIPO DE GOLO PARTE
2018/19 Seferovic Pé direito, bola corrida 2.ª
2016/17 Jonas Pé direito, bola parada (gp) 1.ª
2015/16 Mitroglou Pé direito, bola corrida 1.ª
2013/14 Garay Cabeça, bola parada (canto) 2.ª
2013/14 Rodrigo Pé esquerdo, bola corrida 1.ª
2012/13 Gaitán Pé esquerdo, bola corrida 1.ª
2012/13 Matic Pé esquerdo, bola parada (canto) 1.ª
2011/12 Cardozo Cabeça, bola parada (livre) 2.ª
2011/12 Cardozo Pé esquerdo, bola corrida 1.ª
2010/11 Saviola Pé direito, bola parada (gp) 1.ª
2009/10 Saviola Pé direito, bola corrida 1.ª
2008/09 Cardozo Cabeça, bola corrida 2.ª
2006/07 Lucho Peito (autogolo), bola parada (livre) 2.ª
2005/06 Robert Pé esquerdo, bola parada (livre) 1.ª
2003/04 Simão Pé direito, bola corrida 2.ª

Mas há mais factos curiosos em clássicos na nova Catedral. A águia prefere os pés na hora de acertar nas redesDos 15 remates certeiros, 11 foram com os pés – seis com o direito e cinco com o esquerdo. A lista fica completa com três tentos de cabeça e um de peito, no único autogolo em clássicos na Luz.

Destacamos igualmente as entradas fortes dos encarnados frente aos azuis e brancos. A jogar em casa e empurrados pelo fervoroso público, o Benfica tem marcados mais vezes nos primeiros 45 minutos. Em 15 golos no total, nove foram na primeira parte; apenas seis aconteceram na etapa complementar.

Outro aspeto analisado neste período foi o golo de bola corrida versus bola parada. Neste particular há um equilíbrio latente entre os tentos que nascem de ataque organizado ou através de lances de laboratório. Oito foram de bola corrida e sete em lances de bola parada.

Texto: Marco Rebelo

Fotos: Arquivo / SL Benfica

Última atualização: 21 de agosto de 2019

Patrocinadores principais do Futebol


Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Aceitar