Futebol

27 agosto 2019, 13h19

Festejos dos Sub-23

RESUMO DO JOGO

Com uma exibição fantástica na segunda parte, os Sub-23 do Benfica consumaram uma reviravolta espetacular e venceram o V. Guimarães, no Caixa Futebol Campus, por 4-2, em jogo da 4.ª jornada da Liga Revelação.

O Benfica entrou em campo com um onze inicial muito jovem e acabou surpreendido pelo V. Guimarães logo nos minutos iniciais. Numa altura em que o jogo ainda estava em fase de estudo, com as duas equipas a não criarem perigo, os minhotos inauguraram o marcador no Seixal.

[GOLO: 0-1] Aos 3', saída rápida dos vimaranenses para o ataque, atrapalhação dos defesas-centrais do Benfica, e Agostinho Mané, sozinho, atirou para a baliza deserta após assistência de João Fernandes. 

O Benfica tentou responder, e aos 7', Tiago Araújo, através de um livre direto, atirou perto da baliza defendida por Sérgio Dutra. Logo de seguida foi Diogo Pinto a tentar levar perigo à baliza minhota.

Na frente do marcador, o V. Guimarães baixou o ritmo da partida, geriu, mas manteve os olhos na área encarnada. As incursões de Agostinho Mané punham em sentido a defensiva comandada por Jorge Maciel; o Benfica tentava pegar no jogo através de ataque organizado e maior posse de bola

Aos 20', num canto direto, Leo Kokubo teve de se aplicar para evitar o 0-2 no Caixa Futebol Campus. À passagem dos 22', a partir de um lance de laboratório – pontapé de canto estudado – Diogo Pinto viu a defesa do V. Guimarães bloquear o remate quando Sérgio Dutra parecia batido.

A toada da partida voltou a ficar morna, com o safanão a ser dado por Rúben Moura num livre direto muito chegado à baliza. Leo Kokubo afastou para canto.

[GOLO: 0-2] Aos 39', na sequência do pontapé de canto, o V. Guimarães aumentou a contagem. Leo Kokubo afastou numa primeira instância, mas, na insistência, Paulinho rematou cruzado para o golo.

Volvidos dois minutos, aos 41', Ronaldo Camará ficou perto do 1-2, mas Sérgio Dutra, com uma bela intervenção, evitou o tento encarnado. Nos descontos, aos 45'+3', de livre direto, Ronaldo Camará obrigou Sérgio Dutra a aplicar-se. Ao intervalo, 1-2 para o V. Guimarães no Caixa Futebol Campus.

RESUMO DA 1.ª PARTE

Para a segunda parte esperava-se uma reação dos Sub-23 benfiquistas, mas até foram os nortenhos a criar perigo aos 46', por Afonso Freitas. O remate do defesa-direito foi travado por Leo Kokubo.

O V. Guimarães mantinha-se mais perigoso. Aos 54' e aos 59', Paulinho e Agostinho Mané, respetivamente, viram o esférico passar a centímetros da baliza das águias.

Aos 60', Ronaldo Camará foi derrubado à margem das leis dentro da grande área e o árbitro assinalou grande penalidade para o Benfica.

[GOLO: 1-2] Na marca dos 11 metros, Jair Tavares não perdoou e reduziu o marcador (62'). 

Revés para o V. Guimarães aos 66'. Rúben Moura rasteirou Fábio Baptista e recebeu ordem de expulsão por parte do árbitro João Marques. Motivado pelo golo, o Benfica subiu as linhas, pressionou os minhotos e foi colecionando lances de perigo.

Aos 80', o remate de Kevin Csoboth testou a atenção de Sérgio Dutra. Não foi aqui, foi logo a seguir...

[GOLO: 2-2] Autogolo de Bruno Rafael aos 81'. Incursão de Tomás Araújo pela esquerda, cruzamento e, na tentativa de corte, o defesa-central introduziu a bola na própria baliza. 

Cheirava a volte-face no Caixa Futebol Campus...

[GOLO: 3-2] Lance pela direita conduzido por Jair Tavares, combinação com Ronaldo Camará, com este a centrar para Luís Lopes encostar à boca da baliza. Reviravolta à Benfica no Seixal aos 85'!

Porém, os comandados por Jorge Maciel ainda não estavam saciados e o Benfica ainda foi a tempo de mais um golo.

[GOLO: 4-2] Aos 90'+3', num contra-ataque conduzido por Ronaldo Camará surgiu mais um. O 10 deixou a bola para Jair Tavares, este descobriu Kevin Csoboth na área, o húngaro trabalhou bem sobre o opositor direto e rematou a contar.

Os encarnados passam a somar nove pontos na classificação e entram no grupo dos líderes, à condição; na próxima ronda, a 31 de agosto, há receção ao Estoril.

Onze inicial do Benfica: Leo Kokubo; Fábio Baptista, Miguel Nóbrega, Armalas (56', Tomás Azevedo), Pedro Ganchas; Diogo Capitão (56', Kevin Csoboth), Diogo Pinto (c), Ronaldo Camará; Jair Tavares, Tiago Araújo e Vasco Paciência (56', Luís Lopes). 

Suplentes: Carlos Santos, Petar, Tomás Azevedo, Sérgio Andrade, Kevin Csoboth, Schneider, Luís Lopes e João Borges.  

DECLARAÇÕES

Jorge Maciel (treinador do Benfica): “Entrámos mal no jogo, desconcentrados; a mensagem ao intervalo foi: ‘quanto mais andarmos dentro do que nós somos, mais o jogo andará dentro do que nós queremos’. Senti que a equipa queria. Fomos atrás do nosso estilo e neste tipo de liga, por vezes, é mais importante ganhar desta forma. Foi um jogo de crescimento.”

Tiago Araújo (jogador do Benfica): “Não entrámos bem nos primeiros minutos, mas como equipa, todos juntos, conseguimos a vitória e todos contribuíram para mais três pontos. Nunca desistimos.”

Texto: Marco Rebelo

Fotos: Cátia Luís / SL Benfica

Última atualização: 27 de agosto de 2019

Patrocinadores principais do Futebol


Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Aceitar