30 de agosto de 2019, 22h23

Noite infeliz

Futsal

Torres Novas recebeu a Supertaça de futsal. Na quadra, o Sporting foi mais eficaz e venceu a partida.

RESUMO DO JOGO

A época 2019/20 do futsal português começou nesta sexta-feira com o Benfica a disputar a Supertaça com o Sporting no Pavilhão dos Desportos, em Torres Novas. Os verdes e brancos entraram melhor, foram mais eficazes e triunfaram, por 2-6.

De um lance pensado no lado direito da quadra aos 2' resultou o golo inaugural deste desafio, a favor do conjunto sportinguista, com Taynan na finalização praticamente em cima da baliza defendida por André Sousa (0-1).

As águias reagiram logo à desvantagem, com André Coelho a poder visar a baliza, mas a bola foi parada pelo guarda-redes contrário. No contra-ataque, Rocha, com alguma felicidade, apontou o 0-2 aos 4'.

Servido com um passe a partir da direita, Fernando Drasler, sobre o lado contrário, teve espaço para atirar à baliza, mas Guitta evitou o primeiro golo do Benfica. Minutos depois, de novo o brasileiro perto do golo. Recuperação de bola e remate de pronto de pé esquerdo. Guitta evitou mais um das águias com uma bela estirada.

O Benfica cresceu na partida após os tentos sofridos, subiu as linhas e aos 14', num livre direto, André Coelho obrigou Guitta a aplicar-se de novo.

Perto do intervalo, Rocha trabalhou bem sobre Fernando Drasler, isolou-se, mas atirou ao lado. Na saída para o descanso, o resultado era de 0-2 para o Sporting.

RESUMO DA 1.ª PARTE

A segunda parte começou com mais um golo. Pontapé de canto marcado por Merlim e Chaguinha, ao primeiro poste, na tentativa de cortar o esférico, fez autogolo. 0-3 aos 21'.

O golo do Benfica ficou a milímetros aos 23', por Miguel Ângelo. O camisola 9 recuperou a bola e rematou, sem ângulo, para a baliza deserta. A bola bateu no poste e foi para fora.

Na resposta, o 0-4 para o Sporting, aos 25'. Merlim ultrapassou Bruno Coelho na esquerda e cruzou para Rocha encostar. 

O Benfica tentava responder e aos 26', Tiago Brito, de primeira, a testar a atenção de Guitta entre os postes. Porém, não era o dia dos encarnados. No minuto seguinte (27'), os verdes e brancos aumentaram a contagem para 0-5 após Cardinal recuperar a bola sobre André Sousa. 

À entrada para os últimos 10 minutos de jogo, Joel Rocha lançou a equipa em 5x4. O Benfica acercou-se com mais perigo da área leonina e, aos 35', após bom trabalho de Tiago Brito, Guitta defendeu in-extremis. Na recarga, Bruno Coelho atirou ao lado

Os encarnados continuavam a insistir e o golo chegou aos 27' por Fits. O brasileiro, segundos antes, atirara à barra da baliza leonina. 1-5 aos 37'.

Com o Benfica em 5x4, o Sporting chegou ao 1-6 aos 38', por João Matos. O capitão leonino rematou para a baliza deserta. 

Logo de seguida, aos 39', o Benfica recuperou o esférico, Fits descobriu Fernandinho na área e este chutou para o golo (2-6). 

 Até ao apito final, o resultado não mais se alterou. Na final da Supertaça: 2-6 para o Sporting.

Cinco inicial do Benfica: André Sousa, Bruno Coelho, André Coelho, Fernandinho e Robinho.

Suplentes: André Correia, Chaguinha, Afonso Jesus, Tiago Brito, Miguel Ângelo, Fernando Drasler, Fits.

DECLARAÇÕES

Joel Rocha

Joel Rocha (treinador do Benfica): "Antes de responder a qualquer pergunta, quero fazer um mea culpa, assumir a total responsabilidade em relação ao resultado final deste jogo e agradecer aos nossos adeptos, porque estiveram sempre a apoiar-nos, mesmo com o resultado a alargar num dérbi. Só há uma forma de lhes retribuir este apoio, que é vencer, mas hoje não conseguimos. O jogo não teve história para nós, infelizmente. Entrámos a perder por 0-2. O Sporting sentiu-se sempre muito confortável em todas as ações, a atacar e a defender. Nunca estivemos lúcidos na decisão e na execução ao ponto de sermos eficazes cada vez que chegávamos perto da baliza do Sporting. O resultado traduz uma diferença muito grande que, na realidade, não existe, mas hoje ficou vincada de forma dolorosa para nós. É muito duro perder. Prometemos trabalhar porque não estamos satisfeitos com o que apresentámos hoje. Não nos vamos esconder, daremos a cara à procura de melhor. Hoje fomos insuficientes e vamos claramente fazer melhor, porque queremos mais."

Bruno Coelho (capitão do Benfica): "Não entrámos como queríamos e isso custou-nos caro. O adversário foi mais feliz na finalização e tivemos de jogar com guarda-redes avançado mais cedo do que era previsto. Pedimos desculpa aos nossos adeptos que se deslocaram aqui. É um resultado duro. Trabalhámos para que fosse diferente. Queríamos ganhar, não conseguimos. Mas esta equipa é lutadora, guerreira, não vamos deixar de lutar. Todas as equipas em Portugal e no estrangeiro vão querer ganhar ao campeão nacional."

Texto: João Sanches e Marco Rebelo

Fotos: Cátia Luís / SL Benfica

Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Aceitar