7 de setembro de 2019, 21h39

Rúben titular no importante êxito de Portugal

Futebol

A equipa das Quinas ganhou na Sérvia, no seu terceiro jogo na fase de apuramento para o Europeu 2020.

Após dois empates, Portugal, com Rúben Dias no onze inicial – o central foi um pilar –, bateu a Sérvia em Belgrado, no estádio do Estrela Vermelha, por 2-4, naquele que foi o seu terceiro jogo no Grupo B de qualificação para o Europeu 2020.

Interessado apenas num resultado (o triunfo!), o conjunto nacional luso foi dominador nos primeiros minutos de jogo, procurando empurrar os sérvios para o seu reduto defensivo. Ao minuto 12, num momento de insistência após livre cobrado sobre a direita do ataque português, o ex-benfiquista Gonçalo Guedes, já descaído para a esquerda, chutou com violência, mas a bola subiu em demasia e "desviou-se" da baliza.

O lateral Nélson Semedo, outro ex-jogador do Benfica, executou um cruzamento prometedor pelo flanco direito aos 20', mas Cristiano Ronaldo, pelo ar, não conseguiu cabecear o esférico, esfumando-se a hipótese de golo.

Com a ex-águia Nemanja Matic a carburar no centro do meio-campo, a Sérvia começou a soltar-se por volta dos 25', acercando-se da grande área portuguesa com "veneno nas botas" num par de vezes.

Ao minuto 42 a equipa das Quinas conseguiu colocar-se numa posição confortável: Bernardo Silva bailou na direita para criar espaços, Bruno Fernandes cruzou, Ronaldo e William Carvalho saltaram com os defensores contrários, e depois o mesmo William aproveitou para transformar em golo "aquela" bola que lhe caiu nos pés (0-1).

Um excelente corte de Rúben Dias no interior da área permitiu às cores lusitanas preservarem a vantagem mesmo em cima do tempo de intervalo (0-1).

Dois remates de Cristiano Ronaldo (47' e 50') criaram a sensação de golo no arranque do segundo tempo. Em ambas as tentativas, a bola passou rente ao poste direito. Mais certeiro, o ex-Benfica Gonçalo Guedes, aos 58', recebeu descaído para a esquerda, fintou um adversário e atirou de pé canhoto para as redes, assinando o 0-2.

Lesionado num lance em que foi atingido por Kolarov, Nélson Semedo foi substituído pelo ex-benfiquista João Cancelo (65').

A seleção anfitriã beneficiou de um canto à esquerda ao minuto 68 e aproveitou a oportunidade para reduzir: 1-2 por Milenkovic.

Ao minuto 70, mais uma troca protagonizada por talentos Made in Benfica: saiu Gonçalo Guedes, entrou João Félix.

Uma condução de bola de Bernardo Silva, pelo corredor central, seguida de passe a desmarcar Cristiano Ronaldo, deixou o camisola 7 de Portugal em condições de tocar o esférico para o interior da baliza à saída do guardião sérvio, faturando o 1-3 aos 80'.

Os sérvios julgavam ter reentrado na discussão do resultado aos 85', numa conclusão de Mitrovic (2-3). Porém, no minuto seguinte (86) Bernardo Silva, assistido por Guerreiro, chutou colocado e rasteiro para o 2-4.

Missão cumprida: a Seleção Nacional venceu na Sérvia e somou três importantes pontos na caminhada para o Campeonato da Europa 2020.

No que diz respeito aos jogadores do Benfica neste elenco, Rúben foi titular, Rafa e Pizzi estiveram no banco de suplentes (não utilizados) e Ferro ficou fora dos 23.

Onze de Portugal: Rui Patrício; Nélson Semedo, Rúben Dias, José Fonte e Guerreiro; Danilo, William Carvalho, Bruno Fernandes e Bernardo Silva; Gonçalo Guedes e Cristiano Ronaldo.

Suplentes: José Sá, Beto, João Cancelo, Daniel Carriço, Mário Rui, Rúben Neves, Renato Sanches, João Moutinho, Diogo Jota, Rafa Silva, Pizzi e João Félix.

Fotos: Arquivo / UEFA

Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Aceitar