8 de setembro de 2019, 21h41

🎥 Supertaça histórica com golo genial

Futebol feminino

A equipa profissional feminina de futebol do Benfica levou a melhor sobre o Braga na luta pelo primeiro troféu da época 2019/20.

RESUMO DO JOGO

A época 2019/20 de futebol feminino em Portugal começou oficialmente neste domingo com a disputa da Supertaça entre o SC Braga e o SL Benfica no Estádio João Cardoso, em Tondela. Um golaço de Pauleta premiou a excelente exibição das águias e validou a conquista do troféu pela primeira vez (0-1).

Os espectadores, que deram um colorido muito interessante às bancadas do recinto beirão, viram o conjunto benfiquista procurar espaços ofensivos nos minutos iniciais da partida.

Uma saída rápida das águias, após passe curto de Darlene, levou Cloe a deslizar pela esquerda, a puxar a bola para zona interior e concluir a ação com um remate que fez o esférico espirrar no corpo de uma defensora bracarense, ao minuto oito.

Aos 16', o Benfica ficou a milímetros de inaugurar o marcador. Darlene, pelo corredor central, começou a construção do ataque, que teve prolongamento na esquerda pelos pés de Nycole. Esta cruzou... e uma defensora do Braga, na tentativa de intercetar o esférico, quase fazia autogolo. A guarda-redes Rute Costa voou e defendeu para canto com a ponta da luva esquerda.

A bola entrou na baliza arsenalista aos 22', após cruzamento de Daiane na direita, mas a árbitra Sílvia Domingos entendeu que Sílvia Rebelo carregou em falta a guarda-redes Rute Costa e assinalou falta, anulando o lance.

Um passe curto de Nycole, descaída para a esquerda, colocou Cloe em ótima posição. A camisola 20 entrou na área e foi derrubada por Rayanne. Pontapé de penálti! Da marca dos onze metros, Darlene enganou a guarda-redes Rute Costa, bateu para a esquerda... mas a bola passou rente ao poste, pelo lado de fora (29'). Perdeu-se uma ocasião clara para agitar as redes.

Dani, na baliza encarnada, mostrou qualidade numa estirada aos 34', sustendo para canto a bola pontapeada de meia distância por Uchendu.

Na execução de um livre já muito perto da linha limite da grande área do Braga, a equipa benfiquista voltou a estar perto do golo inaugural aos 44'. Yasmim, de pé esquerdo, chutou com força e tirou a guarda-redes da jogada, mas a bola subiu um pouco e sobrevoou a trave. Houve mais Benfica na primeira parte, mas o resultado não refletiu esse ascendente: 0-0 ao intervalo.

RESUMO DA 1.ª PARTE

A segunda parte começou com um "tiro de canhão": Pauleta, aos 49', numa segunda vaga, arriscou o remate de meia distância, de pé direito, e não deu chances de defesa a Rute Costa.

[GOLO: 0-1]

Merecidamente, o Benfica passava para a frente do marcador: 0-1, numa execução para ver, rever e emoldurar. Que golaço!

Em ataque rápido após recuperação de bola, o Benfica elaborou um lance prometedor pelo corredor direito aos 60', com Evy Pereira na gestão dos acontecimentos, mas depois a jogada foi interrompida por fora de jogo assinalado a Cloe.

Muito ativa na linha ofensiva, Cloe foi atropelada por Rayanne aos 63', quando tentava esgueirar-se para dentro da área. Livre para o Benfica e segundo cartão amarelo (e consequente vermelho) para a defensora do Braga.

[BOLA NO POSTE]

Na cobrança do livre direto, ao jeito do pé direito de Daiane, a lateral benfiquista pontapeou com precisão e acertou em cheio no poste esquerdo! O 0-2 ficou preso nas gargantas ao minuto 64.

O treinador Luís Andrade teve de operar duas trocas na equipa benfiquista aos 74' e 75': saíram Andreia Faria e Raquel Infante, entraram Ana Vitória e Ana Seiça. Aos 85', nova alteração nas águias: Evy Pereira foi rendida por Lúcia Alves. Já em tempo de compensação, Darlene deu o lugar a Patrícia Llanos (90'+2').

Num final de jogo difícil e exigente do ponto de vista físico, as encarnadas fizeram a melhor gestão para suster o ímpeto das bracarenses, espreitando sempre a possibilidade de alargar a diferença. Dani, aos 90'+5', no tudo por tudo das arsenalistas, respondeu com uma excelente intervenção na baliza, segurando a vantagem.

Com todo o mérito, o Benfica triunfou por 0-1 e arrecadou a primeira Supertaça Feminina de Futebol! No espaço de um ano, três conquistas: o título nacional da II Divisão, a Taça de Portugal e agora a Supertaça!

Onze do Benfica: Dani; Daiane, Sílvia Rebelo, Raquel Infante, Yasmim, Pauleta, Andreia Faria, Evy, Darlene (cap.), Cloe e Nycole.

Suplentes: Dida, Ana Seiça, Lúcia Alves, Catarina Amado, Annaysa, Patrícia Llanos e Ana Vitória.

DECLARAÇÕES

Fernando Tavares (vice-presidente do Benfica): "Estou muito orgulhoso! As jogadoras são fantásticas, o grupo é muito unido. Trabalham no limite. Foi um jogo muito difícil. Dar os parabéns ao Braga, que é uma grande equipa e que do ponto de vista da sua preparação está sete semanas à frente do Benfica, por causa da entrada na Liga dos Campeões. Foi um jogo extremamente difícil do ponto de vista físico, mas o Benfica esteve à altura daquilo que eram os objetivos da equipa. As jogadoras, comandadas por Luís Andrade, fizeram um trabalho notável. Temos trabalhado muito, o Luís Andrade é um grande treinador. Hoje, o Benfica tem na sua equipa técnica muita gente com muita qualidade. Agradecer também aos nossos magníficos adeptos que estiveram aqui."

Luís Andrade (treinador): "Jogámos perante uma equipa muito difícil, que já tem muito tempo de treino. Quero deixar aqui uma palavra de boa sorte e de força ao Braga, que vai jogar na Liga dos Campeões. Uma palavra também para os nossos adeptos, que foram espetaculares. Muito obrigado pelo apoio, estiveram connosco e acreditaram na equipa do primeiro ao último minuto. Saio daqui muito satisfeito com a minha equipa, com os adeptos e com o nosso projeto, que está a crescer. Hoje demos mais um passo. Dia após dia, vamos crescendo para dignificar o futebol feminino. Fomos dignos vencedores."

Darlene (avançada e capitã): "Esta vitória é fruto do trabalho que vimos fazendo. Foi um jogo muito bom, muito bonito de se ver. Parabéns à equipa do Braga por tudo o que fez. Penálti falhado? Acontece, só erra quem está dentro de campo. Fiquei um pouco para baixo, não vou mentir, mas depois a Pauleta conseguiu fazer aquele remate e saímos felizes com este resultado."

Pauleta (média): "É uma satisfação enorme termos conquistado este troféu e podermos festejar com os adeptos. O golo? Normalmente na minha posição não se marcam estes golos, mas eu sempre fico para a segunda bola... Dominei, olhei para a baliza e chutei. Correu bem! Trabalhámos para ganhar. Começar a época assim dá ainda mais motivação."

Dani (guarda-redes): "Foi muito bom, fico muito feliz por poder jogar e honrar esta camisola. As boas defesas que fiz? Guarda-redes é isto, é momento. Desde o aquecimento que eu estava pensando que era o meu jogo, que eu tinha de fechar a baliza."

Daiane (lateral-direita): "É muito difícil jogar contra esta equipa do Braga. Temos de dar os parabéns ao nosso adversário. E agora vamos comemorar esta excelente conquista!"

Ana Vitória (média): "Estou quase sem palavras... É incrível o que ganhámos no primeiro ano do projeto. Toda a gente neste grupo representa o Clube e sabe o que é ser Benfica! Estou muito feliz, muito obrigado a todos os adeptos pelo apoio que nos dão. Vamos juntos até ao final, isto é o Benfica!"

Sílvia Rebelo (defesa-central): "É um orgulho enorme fazer parte desta equipa. Trabalhámos muito para estarmos aqui. O Braga foi um adversário difícil, parabéns por isso."

Texto: João Sanches e Márcia Dores

Fotos: Cátia Luís / SL Benfica

Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Aceitar