27 de setembro de 2019, 23h14

Luís Filipe Vieira: “Olhos postos no futuro!”

Clube

Presidente do SL Benfica abordou diversos temas da atualidade do Clube.

O Presidente Luís Filipe Vieira dirigiu-se aos Sócios do SL Benfica na Assembleia Geral que se realizou na noite desta sexta-feira no Pavilhão Fidelidade e que tinha como ponto único apreciar e votar o relatório de gestão e as contas do exercício de 2018/2019.

“A Assembleia Geral de hoje do nosso Benfica é histórica. Histórica porque hoje celebramos finalmente a recuperação patrimonial do nosso Clube, depois de décadas a reconstruir aquilo que mais nos orgulha, o Clube do nosso coração! Aqueles que hoje aqui estão presentes poderão contar aos seus filhos e aos seus netos que estiveram neste pavilhão a celebrar a conquista de um campeonato diferente. O campeonato da credibilidade, da seriedade, do rigor e da estabilidade”, disse Luís Filipe Vieira na abertura do discurso.

Assembleia Geral

“Os resultados, tanto desportivos, financeiros ou patrimoniais, só foram possíveis de alcançar porque definimos um rumo e uma estratégia e porque conseguimos ser fiéis a esse caminho. Não quero voltar a falar do passado, sobretudo dos erros do passado. Mas tenhamos claro que qualquer que seja o futuro, o passado deve estar sempre presente para não repetirmos os erros da má governação, do populismo e da mentira”, vincou o Presidente.

Vamos ao que interessa com os olhos postos no futuro. A nossa solidez financeira é a primeira garantia de que ganharemos mais vezes, no futebol e em todas as modalidades, razão de ser e principal objetivo do Benfica”, garantiu.

“Permitam-me destacar que, pelo sexto ano consecutivo, apresentamos contas positivas e que, pela primeira vez desde 1997 e tal como prometi, conseguimos atingir a recuperação de capitais próprios positivos no Clube e na SAD. Os proveitos do Grupo SLB ultrapassaram os 300 milhões de euros e só nestes últimos quatro anos pagámos 250 milhões de euros de dívida aos bancos, tornando essas dividas bancárias residuais, o que nos torna totalmente livres e independentes na tomada de decisões”, lembrou Luís Filipe Vieira.

Assembleia Geral

“Num ano em que, importa recordar, cumprimos a promessa de devolver a posse da Benfica Estádio e da BTV a 100 por cento ao Clube e aos Sócios. Já que falamos da Benfica Estádio, permitam-me partilhar convosco alguns dos projetos que estamos para lançar: para além do aumento do número de lugares, sobretudo pelos lugares de pé, vamos proceder à modernização de diversas áreas e equipamentos de que destacaria a substituição dos écrans gigantes”, revelou o líder benfiquista.

“Ainda ao nível patrimonial, terminámos a segunda fase de ampliação do nosso Benfica Futebol Campus. Mas quero partilhar convosco que temos já lançadas as bases da terceira fase que incluem a criação de mais campos e uma nova zona técnica que permita dar apoio sobretudo à nossa estratégia internacional. A que acresce a criação do novo Colégio Internacional e novo Hotel. Muitos projetos, mas todos com um único propósito: Ganhar! Ganhar. Ganhar cada vez mais e de forma constante sobretudo no futebol”, garantiu ainda Luís Filipe Vieira.

Assembleia Geral

“De forma consistente fomos ganhando músculo e hoje temos resultados e títulos para apresentar. A nível nacional só nas últimas 10 épocas vencemos 17 títulos, os mesmos que os nossos rivais juntos. Nos últimos seis anos temos 13 títulos, cinco deles de campeão e os nossos rivais juntos venceram apenas oito títulos. Por isso, há já quem fale que quer recuperar a hegemonia: quando o reconhecimento do nosso trabalho vem dos nossos principais rivais, só nos resta agradecer e tudo fazer para continuarmos a ser dignos dessa justa homenagem”, referiu.

“Mesmo em termos europeus é bom recordar que somos um dos quatro clubes europeus com Real Madrid, Barcelona e Bayern que esteve, nestes últimos 10 anos, sempre presente na fase de grupos da Champions. Sempre! Nos nossos 16 anos de mandato, o Benfica qualificou-se 14 para a Champions, temos duas finais da Liga Europa e três quartos de final da Liga dos Campeões”, voltou a recordar o Presidente.

Assembleia Geral

“Mas, tal como a nível nacional primeiro tivemos de lançar as sementes, também a nível internacional é fundamental desenvolver uma estratégia racional, tendo em conta a diferença de orçamentos face aos principais clubes do mundo. Esta estratégia não pode pôr em causa o trabalho desenvolvido ao longo destes anos, de devolver o Benfica aos Benfiquistas e de crescer de forma sustentada. Essa é a razão da aposta na formação, na criação de uma escola de jogadores de excelência com o ADN do Benfica”, fez notar o líder máximo das águias.

Hoje temos uma das melhores, senão a melhor escola de formação do mundo. O Benfica é caso de estudo, sucedem-se as reportagens dos media internacionais mais reputados das mais variadas áreas que querem conhecer o nosso trabalho. A própria internacionalização da nossa marca está muito assente na exportação desse conhecimento”, prosseguiu.

Assembleia Geral

“Disse que as futuras seleções nacionais seriam compostas maioritariamente por jogadores formados no Benfica e isso já acontece na equipa A e em todos os outros escalões. É com tremendo orgulho que vemos o sucesso internacional dos nossos jogadores. Pretendemos que a base do plantel seja ano a ano em crescendo, alimentada por jogadores vindos da nossa formação”, assegurou.

“É evidente que isso será feito sempre de forma gradual e enquadrada com o permanente reforço da equipa nas posições em que se considere necessário, salvaguardando sempre a decisão do nosso treinador e tendo em conta as exigências de vitória de um clube como o nosso. Ninguém aqui pode garantir de caras no imediato um título europeu. O que digo é que esta é a única estratégia que pode levar o Benfica a ter esse sonho e a concretizá-lo”, continuou.

“Gastar milhões e milhões sem qualquer tipo de certeza e garantias, em nome de uma bazófia populista demagógica é sempre o mais fácil com os resultados que se conhecem. E garanto-vos que a minha ambição e a minha motivação é, a cada dia, maior por verificar que muito do que planeámos se está a concretizar, tendo sempre, mas sempre, como base o princípio de que o Benfica são as pessoas”, reiterou.

Assembleia Geral

“Ganhámos o primeiro título em disputa esta época de forma brilhante. 5-0 numa final da Supertaça sabe sempre muito bem. Estamos ainda no início de uma caminhada. E se alguém sabe nestes últimos anos que o que importa é como acaba e não como começa – somos nós. Está tudo em aberto. Temos um plantel que, estou certo, estará à altura das exigências. O passado já nos deu muitos exemplos de avaliações precipitadas sobre contratações que o tempo veio a dar razão à qualidade que tínhamos visto nos jogadores”, completou o Presidente.

Somos Campeões e temos resultados desportivos, financeiros e patrimoniais sem paralelo, temos uma força única e em crescendo como são bom exemplo as Casas do Benfica em Portugal e espalhadas pelo mundo. Somos a maior marca portuguesa, ultrapassámos todas as fronteiras, ainda agora em Cabo Verde pude testemunhar o que representamos para a lusofonia e o carisma de ser Benfica”, assinalou Luís Filipe Vieira.

Quando unidos, somos imbatíveis. E o que nos une é este imenso amor ao Clube. Acima de tudo e de cada um de nós estará sempre o grande Sport Lisboa e Benfica! E como clube da liberdade, os vossos contributos e as vossas chamadas de atenção, sem falsas demagogias, têm permitido corrigir eventuais erros e falhas e melhorar muitos aspetos da vida do Clube. Um Clube com passado que nos orgulha, um presente que nos motiva e um futuro com ambição redobrada. Viva o Benfica!”, rematou Luís Filipe Vieira.

Fotos: João Paulo Trindade / SL Benfica

Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Aceitar