29 de setembro de 2019, 16h14

O Campeão mostrou a sua classe

Futsal

Mais forte e equilibrado em todas as fases do dérbi, o Benfica derrotou o Sporting na 4.ª jornada da Liga Placard.

RESUMO DO JOGO

Dia de dérbi na principal prova do calendário do futsal português. O Benfica, mais forte e competente nos pormenores em todo o jogo, ganhou ao Sporting por 4-3 na 4.ª jornada da Liga Placard. O Campeão passou para a liderança.

Uma combinação a dividir por três, com Robinho, Fernandinho e Chaguinha como vértices do triângulo desenhado junto à área adversária, proporcionaram ao Benfica a primeira oportunidade do dérbi ao minuto 2, mas o guarda-redes Guitta estirou-se e impediu os festejos.

Depois de uma parada de qualidade de Roncaglio, as águias deram trabalho a Guitta num disparo de Robinho em zona exterior aos 3'.

Bruno Coelho, lendo bem o posicionamento de Miguel Ângelo, serviu o companheiro de equipa, num lance de bola parada, gerando-se um remate de pé direito que fez a bola passar muito perto da baliza de Guitta aos 5'.

Henmi, ao minuto 7, passou por um oponente no lado esquerdo da quadra e ficou cara a cara com Guitta, não vencendo, porém, o duelo com o guardião contrário.

Decorridos 8 minutos, no seguimento de um desequilíbrio promovido por Taynan, a bola viajou até à esquerda e Erick chutou e marcou: 0-1.

O Benfica foi rápido e decidido na resposta, mas um remate de Robinho foi sustido por Guitta (8').

O empate não aconteceu neste lance, aconteceu no ataque seguinte, com Fernandinho a rematar e depois a assistir a conclusão de Robinho: 1-1 aos 9'.

Uma deambulação de Chaguinha, da direita para o meio, resultou num pontapé de pé esquerdo que pôs em sentido o guarda-redes Guitta aos 12'.

O Benfica passou para a frente aos 14', com Chaguinha, na ponta esquerda, a dar o melhor desenvolvimento a uma arrancada explosiva de Robinho pelo corredor: 2-1.

No espaço de segundos, mais um golo para as águias. Guitta saiu da área para intercetar uma bola longa de Robinho, mas atrapalhou-se com o esférico e foi desarmado por Fábio Cecílio, que rapidamente atirou pela certa para as redes: 3-1 aos 14'.

À entrada para os derradeiros dois minutos da primeira parte as duas equipas estavam no limite das faltas: cinco para cada lado. Este facto fez baixar um pouco a intensidade e a agressividade positiva nos duelos até ao intervalo.

RESUMO DA 1.ª PARTE

Uma falta rude sobre Henmi aos 23' custou ao sportinguista Taynan o segundo cartão amarelo no jogo e consequente vermelho.

As águias aproveitaram de forma exemplar a superioridade numérica e faturaram o 4-1 aos 24' por intermédio de Henmi, que valorizou o trabalho (assistência fantástica) de Robinho, que esteve nos quatro golos!.

De penálti, aos 27', Cardinal reduziu diferenças no marcador: 4-2.

Os encarnados voltaram a estar perto de fazer balançar as redes aos 31', mas o remate de primeira de André Coelho foi detido por Guitta. O filme reeditou-se aos 33', com o guardião leonino a salvar a sua equipa in extremis.

Sólido a defender e com uma circulação de bola segura, o Benfica podia ter ampliado por André Coelho aos 36'.

Nos últimos minutos as águias viram o adversário arriscar o 5 contra 4 (guarda-redes avançado). Erick, a um minuto e 24 segundos do fim, assinou o 4-3.

Fernandinho, a 11 segundos de terminar o dérbi, teve uma excelente bola para arrumar as contas, mas acertou na barra. A vitória, porém, não fugiu a quem mais a justificou: 4-3 para o Benfica, o novo líder da Liga Placard.

Cinco inicial do Benfica: Roncaglio, Chaguinha, André Coelho, Robinho e Fernandinho.

Suplentes: André Sousa, Fábio Cecílio, Tiago Brito, Bruno Coelho, Rafael Henmi, Miguel Ângelo e Fits.

DECLARAÇÕES

Joel Rocha

Joel Rocha (treinador do Benfica): "Foi um jogo muito difícil e equilibrado, como é normal, onde o Benfica foi uma equipa que fez da superação e da organização a base desta vitória. Os golos marcado e sofridos têm impactos positivos e negativos, e uma das chaves da nossa vitória esteve na reação ao golo sofrido. Não nos perturbou, não nos desviou nem um milímetro da preparação e abordagem. A forma como reagimos de 0-1 para 4-1 dá total validade e mérito à conquista dos três pontos. Foi uma vitória conseguida com mérito, mas também organização e muita superação de todo o plantel. É muito bom conseguirmos transportar para dentro da quadra muitos dos valores do Benfica. Estamos de parabéns perante um pavilhão que também engrandeceu o jogo e uma vitória justa."

Texto: João Sanches

Fotos: Cátia Luís / SL Benfica

Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Aceitar