19 de outubro de 2019, 20h00

Quadro completo com pinturas de Nycole e Darlene

Futebol feminino

Primeiro dérbi oficial da história do futebol feminino terminou com vitória do Benfica, que agora é líder isolado da Liga BPI.

RESUMO DO JOGO

Tarde histórica no Estádio da Luz, com as equipas femininas de futebol dos eternos rivais Benfica e Sporting a defrontarem-se, pela primeira vez oficialmente, na 4.ª jornada da Liga BPI.

No jogo em que se fixou novo recorde de assistência nas provas nacionais (12 812 espectadores), o Benfica ganhou por 3-0 e isolou-se na liderança do Campeonato. O quadro ficou completo com os golos de Nycole e Darlene (2).

Se nas bancadas o entusiasmo foi notório, no relvado houve muita vontade de proporcionar um espetáculo de qualidade. Com mais posse e iniciativa de jogo, o Benfica foi dominante e, antes de se completarem os primeiros dez minutos de jogos, já tinha construído duas oportunidades (por Nycole, aos 2', e Geyse, aos 7') para inaugurar o marcador.

A elaboração ofensiva das águias teve tradução no interior da baliza sportinguista ao minuto 24.

Depois de um canto executado por Yasmim na direita, já numa terceira vaga, Geyse disparou, uma defensora ainda cortou, mas Nycole, de pé esquerdo, na área, atirou com precisão máxima para o 1-0.

As águias mandavam no dérbi e, antes do intervalo, Darlene, num pontapé cruzado (32'), poderia ter dado outra robustez ao score.

A segunda parte foi menos fogosa e, antes de se entrar nos derradeiros 15 minutos, o facto mais relevante teve Dani Neuhaus como protagonista. Brava a sair dos postes, a guarda-redes do Benfica chocou com Hannah Wilkinson aos 54' e teve de ser retirada de campo numa maca (entrou Dida, uma estreia em jogos oficiais).

Os melhores pedaços da etapa complementar do dérbi estavam mesmo guardados para a última quinzena de minutos do desafio. Geyse, aos 76', pressionou Tatiana Pinto, ganhou a posse de bola na área e... foi derrubada pela adversária. Penálti!

[GOLO: 2-0]

Darlene, da marca dos 11 metros, foi fria e certeira no remate, vencendo a tentativa de oposição da guardiã Patrícia Morais (78').

Mas ainda havia mais Benfica para ver e mais um golo de Darlene para comemorar.

[GOLO: 3-0]

Aos 90'+3', a melhor marcadora do Campeonato (agora com 10 remates certeiros) foi lançada por Andreia Faria e escapou nas costas da defensiva do Sporting, não perdoando no duelo com a guarda-redes leonina.

FICHA  
Local Estádio da Luz
Espectadores 12 812
Onze do Benfica Dani Neuhaus (Dida, 60'), Daiane, Raquel Infante (Ana Seiça, 68'), Sílvia Rebelo, Yasmim, Pauleta, Ana Vitória (Andreia Faria, 68'), Geyse (Evy Pereira, 86'), Cleo, Nycole e Darlene
Suplentes Dida, Ana Seiça, Andreia Faria, Patríca Llanos, Lúcia Alves, Evy Pereira e Catarina Amado
Ao intervalo 1-0
Golos do Benfica Nycole (24'), Darlene (78' gp e 90'+3')

DECLARAÇÕES

Luís Andrade (treinador do Benfica): "Dar os parabéns às minhas atletas, foram fantásticas perante um adversário muito complicado, que gosta de jogar. Conseguimos ultrapassar todas as adversidades. Jogámos bem, jogámos o que treinámos durante a semana. O resultado é mais do que justo. Estamos na 4.ª jornada, foram apenas três pontos. Claro que é importante ganhar, mas não nos podemos esquecer que são apenas três pontos. Estamos na liderança com toda a justiça, fruto do empenho com que trabalhamos diariamente. Os nossos adeptos foram fantásticos no apoio à equipa. Isto é a Mística do Benfica!"

Darlene (capitã do Benfica): "Sabíamos que ia ser um jogo muito difícil, mas deu tudo certo, conseguimos colocar o nosso trabalho em prática e saímos com mais três pontos, ainda por cima diante de uma equipa como o Sporting. Agradecemos aos nossos adeptos pela força que nos deram. Foi muito lindo, tudo ajudou para o que fizemos em campo. Jogar e marcar no Estádio da Luz é uma sensação maravilhosa."

Texto: João Sanches

Fotos: Cátia Luís e Gonçalo Lopes / SL Benfica

Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Aceitar