21 de outubro de 2019, 14h00

O médio mais goleador da Europa bisa como nunca

Futebol

Pizzi joga, faz jogar, marca golos, bate recordes no Benfica e brilha como nenhum outro centrocampista nos dez principais campeonatos do Velho Continente.

Pizzi está a fazer um arranque de época notável no Benfica. O camisola 21 das águias, que já conta com uma dezena de golos em jogos oficiais em 2019/20, é atualmente o médio mais goleador nos dez principais campeonatos da Europa.

Todas as histórias têm um início e a de Pizzi nesta temporada não é exceção. O criativo tem feito um começo de época de grande nível e isso acaba por se refletir positivamente também na consistência da equipa liderada por Bruno Lage. No que respeita a golos, o médio benfiquista, note-se, já fez quatro bis na presente época (o último aconteceu no triunfo sobre o Cova da Piedade na Taça de Portugal), facto que constitui um novo recorde na sua carreira profissional.

Bis de águia ao peito

ÉPOCA  QUANTIDADE
2015/16 1
2016/17 2
2017/18 1
2018/19 2
2019/20 4

Ao todo são 10 golos (além de três assistências...) em 12 jogos oficiais realizados pelas águias o que dá perto de uma média de um golo por jogo (0,83). A conclusão? A conclusão é que neste momento Pizzi é o médio mais goleador da Europa. O Site Oficial recolheu os dados e verificou que nos dez principais campeonatos do Velho Continente (Espanha, Inglaterra, Alemanha, Itália, França, Rússia, Portugal, Bélgica, Holanda e Ucrânia) não há ninguém, entre os médios, que marque tanto como o internacional português.

Pizzi fica assim à frente de nomes como Marco Reus (Borússia Dortmund), Pjanic (Juventus), Dani Parejo (Valência), entre outros. Hans Vanaken, que atua no Club Brugge, da Bélgica, é quem mais se aproxima do jogador encarnado. O centrocampista belga soma nove golos, mas para chegar a esses tentos precisou de mais jogos. Comparativamente ao benfiquista, que fez dez golos em 12 jogos, Vanaken fez nove, só que realizou 17 partidas oficiais.

Médios mais concretizadores nas 10 maiores ligas europeias

JOGADOR  CLUBE JOGOS GOLOS
Pizzi Benfica 12 10
Hans Vanaken Club Brugge 17 9
Koopmeiners AZ Alkmaar 21 8
Nikola Vlasic CSKA Moscovo 19 7
Lednev Zorya 17 7
Marco Reus Borússia Dortmund 15 6
Pjanic Juventus 14 5
Dani Parejo Valência 11 5
Mason Mount Chelsea 16 4
Wylan Cyprien Nice 10 3

Cova da Piedade-Benfica

Consistência defensiva

Pizzi é um playmaker, mas as suas funções não se esgotam na criação. Ao nível defensivo, o médio encarnado também tem tido um papel importante, contribuindo, com as suas ações, para que o Benfica contabilize nesta altura oito "clean sheets". Ou seja, a equipa não sofreu golos em oito dos 12 desafios realizados. As águias não só têm um ataque demolidor, com 27 golos apontados, como esse ataque é suportado por uma consistência defensiva de realçar, de topo no futebol europeu.

Em média, e se contabilizarmos todas as competições oficiais em que o Benfica está inserido, podemos verificar, segundo os dados disponibilizados pelo Wyscout, que Pizzi já ganhou, por exemplo, 102 duelos defensivos e fez 55 recuperações de bola no meio-campo adversário.

Cova da Piedade-Benfica

Quem também tem dado boas respostas no capítulo defensivo, ajudando à estabilidade e solidez, são Jardel e Tomás Tavares, como se viu na passada sexta-feira no desafio com o Cova da Piedade, adversário que o Benfica superou, com uma atuação séria e decidida, na 3.ª eliminatória da Taça de PortugalO defesa-central e também capitão das águias já venceu 65,7% dos duelos defensivos que disputou. Tem ainda uma eficácia de 100% nos carrinhos e de 94,8% nos passes efetuados.

Já o jovem (18 anos) lateral-direito foi titular por quatro ocasiões e tem correspondido à exigência daquilo que é jogar nas principais provas nacionais e da Europa (Liga dos Campeões). Se analisarmos o desempenho do defesa formado no Benfica Futebol Campus no último jogo diante do Cova da Piedade, verificamos que teve um total de 70 ações bem-sucedidas. E ainda apresentou 92% de acerto no passe e conquistou 67% dos duelos aéreos, controlando todos os duelos defensivos em que interveio.

Cova da Piedade-Benfica

A ponte perfeita para o ataque

Atletas com golo é o que todos pretendem, mas Pizzi também consegue ligar-se muito bem com os jogadores mais adiantados do terreno. Que o diga Carlos Vinícius, que no desafio com o Cova da Piedade até assistiu o camisola 21 para o primeiro golo das águias num excelente entendimento entre os dois jogadores.

Reforço encarnado para 2019/20, Vinícius, recorde-se, já leva quatro golos apontados em sete jogos, totalizando 189 minutos com o Manto Sagrado. Isto quer dizer que o dianteiro benfiquista marca um golo a cada 47 minutos realizados.

No futebol, o playmaker é o responsável por criar jogadas ofensivas, sendo que uma das qualidades mais importantes deste tipo de atletas é a visão e a capacidade de ler o jogo. No Benfica, a definição de playmaker é Pizzi, o médio mais goleador das 10 maiores ligas da Europa à data de hoje, com dez golos apontados (apenas menos cinco do que em toda a época 2018/19, a sua temporada mais concretizadora com o Manto Sagrado). 

Texto: Diogo Nascimento

Fotos: SL Benfica

Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Aceitar