29 de outubro de 2019, 17h50

🎥 A magia aconteceu na segunda parte

Futebol

O Benfica bateu o Famalicão, por 2-0, na 13.ª jornada da Liga Revelação.

RESUMO DO JOGO

A equipa Sub-23 do SL Benfica recebeu e venceu, por 2-0, o FC Famalicão, em jogo a contar para a 13.ª jornada da Liga Revelação, que se realizou no Benfica Campus.

O apito soou no Seixal e as equipas do Benfica (2.º classificado) e do Famalicão (último lugar) mostraram equilíbrio nos minutos iniciais da partida.

O Benfica circulava bem a bola, mas a formação do Norte impedia que os encarnados chegassem à baliza, atuando com um esquema tático muito fechado.

O primeiro remate do desafio surgiu aos 14' e pertenceu a Mateus Clemente do Famalicão, que atirou a bola de fora da área e obrigou o guardião, Carlos Santos, a intervir e a impedir a concretização.

O jogo aumentou de ritmo e as duas equipas tentavam chegar mais vezes às balizas contrárias. Apesar das tentativas de ambos os lados, a primeira meia hora de desafio não registou grandes oportunidades.

Aos 41’, o Famalicão teve uma ocasião de ouro. Depois de uma recuperação de bola, o famalicense Brian, que conseguiu ultrapassar os benfiquistas Carlos Santos e Miguel Nóbrega, estava na cara do golo, mas rematou para o poste esquerdo da baliza encarnada.

Já no tempo de compensação, o Benfica reagiu e quase fazia o primeiro golo. Aos 45’+1’, na sequência da marcação de um livre, Tiago Araújo atirou com força para a baliza de Gabi, mas o esférico foi direto ao poste. As equipas mantinham assim o nulo ao intervalo.

RESUMO DA 1.ª PARTE

O Benfica voltou do balneário com uma alteração no xadrez: Sérgio Andrade deu a vez a Ronaldo Camará.

Já com energias recarregadas, o Clube da Luz tentava impor-se no jogo. Aos 56’, Luís Lopes esteve perto de inaugurar o marcador, com um remate de pé direito para a defesa apertada de Gabi, que deu canto. Na sequência, Luís Lopes ia marcando novamente, mas desta vez a bola foi à figura do guarda-redes do Famalicão.

As águias mostravam-se mais pressionantes e a querer desbloquear a partida no Benfica Campus.

Aos 70’, as tentativas chegaram à concretização e eis que surgiu o primeiro golo das águias.

[GOLO: 1-0] A jogada começou nos pés de Ronaldo Camará, que rapidamente passou a Jair Tavares. Este avançou com a bola pelo corredor direito, cruzou para o segundo poste e Luís Lopes, que estava no sítio certo, pressionou o erro de Gabi e encostou a bola para dentro das redes adversárias, inaugurando assim o placard.

Aos 81’, o treinador Jorge Maciel fez dupla substituição: João Borges entrou para o lugar do autor do golo, Luís Lopes, e Paulo Bernardo deu entrada a Diogo Capitão.

O Benfica dominava a partida e a prova disso foi o segundo golo que surgiu aos 84’.

[GOLO: 2-0] Depois de uma jogada rápida, Ronaldo Camará chegou ao lado esquerdo da área do Famalicão e, na tentativa de cruzar, o esférico desviou no jogador do Norte e atraiçoou o guardião Gabi, que não conseguiu impedir que o Benfica dilatasse o resultado.

À passagem do minuto 86’, mais duas alterações na equipa encarnada: Miguel Nóbrega deu entrada a Dylan e Rafael Rodrigues foi substituído por Gonçalo Loureiro.

O Famalicão não conseguiu reagir, as águias controlaram e a partida terminou com a vitória do Benfica por 2-0.

A equipa Sub-23 do Benfica segue assim em 2.º lugar na tabela classificativa, com 30 pontos, apenas com dois de diferença do 1.º classificado, Sporting. Na próxima jornada, a 14.ªas águias visitam o Portimonense.

Benfica-Famalicão, 2-0

FICHA  
Estádio/Campo Benfica Campus
Onze do Benfica Carlos Santos, Ebuehi, Miguel Nóbrega, Pedro Ganchas, Rafael Rodrigues, Henrique Jocu, Jair Tavares, Paulo Bernardo, Sérgio Andrade, Tiago Araújo e Luís Lopes
Suplentes Dylan, Tomás Domingos, Ricardo Araújo, Gonçalo Loureiro, Vilius Armalas, Diogo Capitão, Tomás Azevedo, Ronaldo Camará, Gerson Sousa e João Borges.
Ao intervalo 0-0
Golos do Benfica  Luís Lopes (70') e Ronaldo Camará (84')
Marcha do marcador 0-0; 1-0; 2-0

DECLARAÇÕES  

Sub-23

Jorge Maciel (treinador do Benfica): “Foi um jogo complicado, o Famalicão foi uma equipa muito fechada e estes jogos implicam muita maturidade da nossa equipa. Na primeira parte fomos um pouco precipitados, mas na segunda parte estivemos mais estáveis. Aquilo que levo deste jogo, fundamentalmente, é mais uma baliza a zero e a estabilidade. Temos de ir somando pontos e ir crescendo.”

Gonçalo Loureiro (jogador do Benfica): “Foi uma boa vitória. O Famalicão neste momento está em último lugar, mas não é equipa para lá estar, porque tem provado que tem bons jogadores e que consegue criar dificuldades, que foi o que aconteceu neste jogo.”

Texto: Márcia Dores

Fotos: David Martins / SL Benfica 

Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Aceitar