5 de novembro de 2019, 22h51

Entrada em falso condicionou objetivo

Futebol

O Benfica reagiu à desvantagem, reentrou na luta pelo resultado, mas acabou por regressar de Lyon sem pontos.

RESUMO DO JOGO

A capacidade de reagir a falhas próprias e adversidades ainda reposicionou o Benfica na luta pelo resultado em França, mas, no fim, o Lyon levaria a melhor por 3-1 na 4.ª jornada do Grupo G da Liga dos Campeões, complicando as ambições e as contas das águias na prova.

Uma entrada em falso na partida elevou a dificuldade do desafio que o conjunto benfiquista tinha por diante nesta deslocação a território francês. Ao minuto 4, após a cobrança de um canto à direita, Dubois cruzou tenso para o coração da área, onde Andersen saltou mais alto e, de cabeça, abriu o marcador (1-0).

Lyon-Benfica

A lesão de Ferro, que aos 11' ficou por terra na sequência de um choque na área com o guarda-redes Odysseas, quando ambos, pelo ar, procuravam neutralizar um cruzamento do lado esquerdo do ataque do Lyon, foi outro golpe na estratégia dos encarnados. O central teve de ser substituído (saiu de maca), entrando Jardel para o eixo da linha defensiva.

Antes e depois da meia hora, as águias esboçaram uma pequena reação em três momentos (27', 31' e 32'), mas os ataques não foram concluídos com precisão e (a melhor) direção. Na resposta, a equipa da casa tirou partido de uma arrancada de Aouar pela asa esquerda (furou a marcação de Tomás Tavares) para alcançar o 2-0 por intermédio de Depay, que, na área, só teve de encostar (33').

Subido no terreno, a jogar cada vez mais próximo da grande área do Lyon, o Benfica criou duas boas oportunidades para encurtar a diferença antes do intervalo, mas tanto Chiquinho (remate para defesa de Anthony Lopes aos 45'+3') como Gedson (ao segundo poste, aos 45'+4', após canto à esquerda e desvio de Gabriel ao primeiro poste) foram incapazes de dar com o caminho das redes.

Lyon-Benfica

Bruno Lage alterou o conteúdo da equipa no recomeço da partida: retirou Gedson, acrescentou Seferovic. Os encarnados mostraram-se então mais agressivos e dinâmicos nas zonas de ataque, com e sem bola. Aos 49', na cobrança de um livre direto a castigar falta sobre Grimaldo perto da área do Lyon, Chiquinho bateu por cima da barreira, mas a bola não baixou e sobrevoou o travessão.

Seferovic, aos 57', num tiro de zona exterior, criou sensação de golo, mas Anthony Lopes voou e sacudiu para canto. Logo a seguir, Cervi, numa segunda vaga, disparou de pé esquerdo, mas não acertou no alvo (58'). Noutro canto, mas batido do lado esquerdo, Gabriel ganhou o duelo aéreo, mas a bola passou ao lado da baliza (62').

O Benfica foi assumindo o comando do jogo, e o Lyon, nesta fase do encontro, com dois golos à maior, investiu boa parte da sua energia no desenvolvimento de venenosos contragolpes ou ataques pela certa que pudessem retirar ou quebrar a vontade das águias.

Lyon-Benfica

Pizzi por Cervi, aos 73', foi a última cartada do treinador do Benfica. E o camisola 21 depressa se fez notar: com um passe a rasgar para as costas da defensiva do Lyon, aos 76', serviu a desmarcação de Seferovic, que matou no peito e atirou de pé esquerdo para o golo (2-1). O lance começou por ser anulado por fora de jogo, mas a revisão feita pelo videoárbitro confirmou a legalidade da ação (77').

Com este golo os encarnados relançaram a discussão dos pontos, o jogo entrou em modo de parada e resposta, com a equipa francesa a ser mais cortante e feliz nos últimos metros, fechando esta batalha num remate de Bertrand Traoré aos 89' (3-1).

Ao cabo de quatro jornadas, a classificação do Grupo G está assim: 1.º Leipzig (9 pontos), 2.º Lyon (7), 3.º Zenit (4) e 4.º Benfica (3). Na próxima ronda a equipa de Bruno Lage viaja até à Alemanha para encarar o Leipzig, fechando, depois, a sua campanha no Estádio da Luz com a receção ao Zenit.

Texto: João Sanches

Fotos: Isabel Cutileiro / SL Benfica

Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Aceitar