4 de dezembro de 2019, 21h34

🎥 Eficácia de serviço decidiu em Itália

Voleibol

Benfica defrontou o Perugia na ronda inaugural da Poule D da Champions.

RESUMO DO JOGO

A equipa de Voleibol do Benfica abriu a sua participação na fase de grupos da Liga dos Campeões com uma derrota diante do Perugia, no Pavilhão Pala Barton, por 3-1. A elevada percentagem na ação de serviço demonstrada pelos italianos nos 1.º e 3.º sets decidiu.

O Benfica arrancou muito bem no jogo, através de uma defesa agressiva e usando o bloco-fora para se manter sempre na peugada do Perugia. Os italianos só lograram dois pontos de vantagem no 1.º set à dezena de pontos (10-8). Ainda assim, os comandados por Marcel Matz mostraram pouco acerto na ação de serviço permitindo que o Perugia se fosse distanciando até aos 14-10. As águias fizeram uso de um desconto de tempo e encurtaram distâncias até aos 16-15. A partir daqui o Perugia pegou no jogo através de Oleh Plotnytskyi e resolveu o 1.º set em 25-18.

1.º SET

No 2.º set, o Benfica arrancou da melhor forma e rapidamente chegou aos 3-7, nomeadamente através de uma forte defesa e muita concentração no ataque na rede. O Perugia recuperou no marcador e encostou nos 8-9. O maior acerto verificado no serviço permitiu aos encarnados distanciarem-se de novo. Porém, os transalpinos ficaram na frente do set pela primeira vez aos 15-14. O Benfica não se atemorizou, voltou para o comando do marcador e ganhou o 2.º set, nas vantagens, por 24-26.

2.º SET

O início do 3.º set foi totalmente dominado pelo Perugia, muito por culpa do acerto de Leon no serviço, que colocou o resultado em 10-3. O Benfica assentou o seu jogo e recuperou até aos 13-9. Os italianos voltaram a distanciar-se aos 18-12, o que obrigou Marcel Matz a pedir um desconto de tempo. No regresso à quadra, Leon no serviço e os problemas continuaram. Até final, o Perugia manteve a vantagem e fechou o 3.º set em 25-15.

3.º SET

O Benfica até começou bem o 4.º set, mas o ataque forte do Perugia na zona 4, central e do oposto permitiram que se distanciasse no marcador até aos 7-2. As águias não se atemorizaram, adaptaram as receções ao serviço mais agressivo do Perugia e recuperaram até aos 15-13. Até final, o conjunto da casa geriu a vantagem no resultado e fechou o 4.º set em 25-19.

4.º SET

Perugia-Benfica, 3-1

FICHA  
Local Pavilhão Pala Barton
Formação do Benfica Rapha, Peter, Hugo Gaspar, Honoré, Tiago Violas, Japa e Ivo Casas (L)
Suplentes André Lopes, Afonso Guerreiro, Théo Lopes, Miguel Sifrónio, Zelão, Nuno Pinheiro e João Simões (L)
1.º set 25-18
2.º set 24-26
3.º set 25-15
4.º set  25-19

DECLARAÇÕES

Marcel Matz (treinador do Benfica): “Foi um jogo muito difícil para nós, mas estou satisfeito com o desempenho da equipa. É um nível muito alto, queríamos equilibrar o jogo como disse no lançamento desta fase da prova, mas o adversário tem um poder de fogo muito grande e pode colocar qualquer equipa em dificuldades. Os jogadores jogaram com responsabilidade e honraram a nossa camisola.”

Texto: Marco Rebelo

Fotos: CEV

Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Aceitar