14 de dezembro de 2019, 17h45

🎥 Desafio com pavilhão lotado merecia outro resultado

Hóquei em Patins

O Benfica perdeu diante do Barcelona na 3.ª jornada do Grupo C da Liga Europeia.

RESUMO DO JOGO

A equipa de hóquei em patins do Benfica, orientada por Alejandro Domínguez, perdeu por 2-4 na 3.ª jornada do Grupo C da Liga Europeia. Num Pavilhão Fidelidade completamente esgotado, a eficácia catalã levou a melhor sobre as águias.

Num excelente ambiente, foi o Benfica a primeira equipa a causar perigo. Nicolía e Ordoñez tiveram duas oportunidades para inaugurar o marcador, mas valeram as atentas defesas de Aitor Egurrola.

Benfica-Barcelona

Numa jogada de contra-ataque, o conjunto do Barcelona chegou ao primeiro golo da partida. Pablo Álvarez apareceu no sítio certo para direcionar a stickada efetuada por Matías Pascual (0-1 aos 8'). 

Mesmo em desvantagem as águias continuavam mais perigosas ao longo do rinque, contudo, foi a formação catalã a dilatar a vantagem. Paú Bargalló fez um passe a rasgar para João Rodrigues e o ex-Benfica não perdoou no frente a frente com Pedro Henriques (0-2 aos 16'). 

O Benfica não desistia, foi à procura do golo e Gonçalo Pinto sofreu um toque de João Rodrigues no interior da área. O árbitro não teve dúvidas e assinalou grande penalidade para os benfiquistas. Nicolía, encarregue de bater o castigo máximo, atirou rasteiro, mas Egurrola negou o tento.

Aos 24' Ordoñez brindou os adeptos presentes na bancada com um golaço! Na marcação de um livre direto, o camisola 9 das águias esperou pelo momento certo, levantou a bola e atirou a contar (1-2).

O apoio vindo das bancadas era incansável. O Pavilhão Fidelidade estava esgotado e o ambiente estava digno de um jogo europeu entre duas das melhores equipas do mundo na atualidade. Ao intervalo: 1-2.

RESUMO DA 1.ª PARTE

A segunda parte começou a todo o gás e, depois de uma excelente jogada individual por parte de Ordoñez, o jogador benfiquista foi travado em falta e o árbitro assinalou grande penalidade. Nicolía voltou a ser chamado para converter, mas mais uma vez o guardião do Barcelona levou a melhor.

Gonçalo Pinto cometeu falta sobre Hélder Nunes, viu o cartão azul e o conjunto catalão beneficiou de um livre direto aos 31'. O experiente Pablo Álvarez mostrou toda a sua qualidade e não perdoou diante de Pedro Henriques (1-3).

Aos 33' Lucas Ordoñez beneficiou de um livre direto, mas desta vez Egurrola venceu o duelo perante o jogador argentino. Uma grande defesa que contou também com a ajuda do poste da baliza.

O jogo estava bastante rápido, os lances de ataque desenrolavam-se a uma velocidade impressionante e o golo encarnado surgiu aos 39'. Gonçalo Pinto aproveitou uma bola perdida no interior da área e empurrou para o segundo tento das águias (2-3).

Pedro Henriques continuava a ser um dos destaques da partida. O guardião encarnado fazia grandes defesas aos vários remates efetuados pelos atacantes do Barcelona. Aos 45' gritou-se golo do Benfica, mas em vão porque a bola ficou presa no patim do guardião adversário, dando a ilusão que tinha ultrapassado a linha de baliza.

Aos 49' houve uma falta dura sobre Nicolía. O camisola 5 das águias foi rasteirado, mas o árbitro não mostrou cartão azul. Gonçalo Pinto ficou encarregue de converter o livre direto, mas a bola rematada pelo jogador encarnado ficou presa na luva do guardião contrário.

Não marcou o Benfica, aproveitou o Barcelona. Álvarez passou por Edu Lamas, partiu para a baliza e esperou pelo momento certo para rematar. Pedro Henriques ainda se esticou, mas não conseguiu evitar o golo aos 50'. Resultado final: 2-4.

Com este resultado as águias estão no 2.º lugar do Grupo C com seis pontos conquistados, fruto de duas vitórias e uma derrota.

No jogo da próxima jornada da Liga Europeia (4.ª), que se realiza a 18 de janeiro de 2020, o Clube da Luz desloca-se à Catalunha para reencontrar o Barcelona.

Benfica-Barcelona, 2-4

FICHA  
Local Pavilhão Fidelidade
Cinco do Benfica Pedro Henriques, Diogo Rafael, Carlos Nicolía, Gonçalo Pinto e Lucas Ordoñez
Suplentes Marco Barros, Valter Neves, Edu Lamas, Albert Casanovas e Jordi Adroher
Ao intervalo 1-2
Marcadores do Benfica Lucas Ordoñez (24') e Gonçalo Pinto (39')
Marcha do marcador 0-1, 0-2, 1-2, 1-3, 2-3 e 2-4

Texto: Diogo Nascimento

Fotos: David Martins / SL Benfica

Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Aceitar