Futebol

18 dezembro 2019, 23h28

Vinícius, Pizzi, Chiquinho e Rúben Dias

RESUMO DO JOGO

Imperturbável, o Benfica mostrou estofo, sacudiu o 0-1 (um autogolo) e, com um futebol empolgante e de fibra, virou o resultado para 2-1 na receção ao Braga nos oitavos de final da Taça de Portugal.

Entre os apurados, na segunda-feira (dia 23, às 14h30) lá estará, na Cidade do Futebol, para o sorteio (dos "quartos" e das "meias") que definirá o caminho até à final da prova-rainha!

Nesta noite invernosa, Taarabt foi protagonista do primeiro lance que mexeu com a temperatura no Estádio da Luz. Ao minuto 13, o médio do Benfica progrediu com bola e aproveitou uma nesga no corredor central para criar um momento de desequilíbrio, optando por um remate de fora da área na conclusão da iniciativa. O esférico passou ao lado da baliza, mas perto do poste direito.

Golo: 0-1

A fortuna foi parceira do Braga aos 14': Sequeira avançou pela esquerda, em apoio à ofensiva, e cruzou para o coração da área; Fransérgio saltou, a bola passou e foi involuntariamente desviada por Ferro para dentro da baliza confiada a Zlobin nesta partida. Autogolo do central do Benfica, cujo esforço para intercetar a bola pelo ar acabou por ser inglório (0-1).

Golo: 1-1

Os minhotos ganharam vantagem no marcador, mas o cenário não alterou o ânimo nem o propósito dos encarnados, que alcançariam a igualdade ao minuto 18. Gabriel, manobrando na zona central da intermediária, procurou o espaço de Vinícius, e este, de costas para a baliza, solicitou Pizzi à entrada da área, onde o camisola 21 puxou a bola para o pé direito e disparou com precisão para o golo (1-1), o 19.º do internacional português nesta época.

Uma magnífica abertura de Taarabt aos 32' deixou Tomás Tavares em boa posição na direita para executar um cruzamento venenoso, mas um defensor bracarense interpôs-se e matou a potencial oportunidade de golo. Estava dado o mote para sucessivos ataques das águias, que tiveram o 2-1 nos pés de Chiquinho ao minuto 40 (Grimaldo fez o passe...), mas a bola chutada na área foi devolvida pelo poste esquerdo da baliza arsenalista. Esgotou-se o tempo da primeira parte e o empate manteve-se.

Benfica-Braga

A segunda metade do desafio abriu com um lance polémico na área do Braga. A bola mudou de trajetória após embater no braço esquerdo de Bruno Viana no interior da grande área (48'); analisando o lance, o árbitro Artur Soares Dias e o videoárbitro Carlos Xistra entenderam não ter havido motivo para assinalar um pontapé de penálti a favor do Benfica.

Uma excelente recuperação de Chiquinho ao minuto 55 foi prontamente transformada pelo português numa jogada para golo: a bola viajou até aos pés de Pizzi na esquerda, e este cruzou para o segundo poste, aparecendo Vinícius a cabecear para defesa de Tiago Sá, que assim aguentou a igualdade.

Golo: 2-1

O golo adiado surgiu ao minuto 62: Taarabt, pela esquerda, fez um passe para trás da linha defensiva do Braga, desmarcando Vinícius, que, de ângulo fechado, decidiu completar a ação com um remate, conseguindo mesmo bater Tiago Sá (2-1). O avançado brasileiro (já com 16 golos com o Manto Sagrado) poderia ter bisado aos 70', mas nessa circunstância o guardião dos minhotos trancou a baliza. Na resposta, os arsenalistas marcaram, mas o golo foi anotado de forma irregular: fora de jogo (evidente) de Paulinho (70').

Pizzi ameaçou pelo Benfica aos 77' (defesa de Tiago Sá), Paulinho ripostou pelo Braga no mesmo minuto (remate sobre a barra), e Bruno Lage resolveu mexer na equipa benfiquista: saiu Cervi, entrou Samaris (78'). A segunda alteração demorou pouco tempo: Seferovic rendeu Vinícius aos 83' para refrescar o ataque. O treinador das águias não queria a equipa recuada; continuar a ter bola, para gerir e atacar, era a ordem, com o apoio bem audível dos adeptos.

Perante um adversário inconformado e que nunca desistiu de lutar pela eliminatória, a equipa benfiquista escutou, aplicou e construiu mais duas boas situações para faturar (90'+3' e 90'+5'), mas Chiquinho no primeiro momento e Seferovic e Pizzi no segundo não conseguiram concluir como se desejaria. Mas o triunfo, justificado, estava garantido!

Linha Treino Adidas Benfica Desconto

Texto: João Sanches

Fotos: Cátia Luís, David Martins, Gonçalo Lopes e Isabel Cutileiro / SL Benfica

Última atualização: 12 de fevereiro de 2020

Patrocinadores principais do Futebol


Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Aceitar