11 de janeiro de 2020, 15h00

Falsear o Campeonato

Futebol

Nota à Comunicação Social.

ERROS E MAIS ERROS

É altura de dizer de forma clara que mais uma vez, contrariando a verdade desportiva, só devido a sucessivos erros de arbitragem o Futebol Clube do Porto consegue estar na luta pelo título com a pontuação que atualmente tem.

Na época passada nas contas finais foram mais dez pontos, enquanto todos os outros clubes entre eventuais ganhos e perdas no final ficaram naturalmente com saldos equilibrados.

Apenas e sempre só um clube é sistematicamente beneficiado. Um clube que tem uma prática constante de ameaças e coação sobre equipas de arbitragem, invade centros de treino, diariamente através do seu presidente e dirigentes insinua e ataca tudo e todos, inclusive treinadores e jogadores de equipas adversárias, e que beneficia da total omissão da disciplina desportiva em flagrante contraste com o que acontece com todos os outros clubes.

Estando o Campeonato a entrar na sua fase decisiva, o que se passou nestas últimas duas jornadas começa a ultrapassar todos os limites. Em Alvalade foi perdoada uma expulsão a Alex Telles inexplicável. E ontem ultrapassou-se tudo, mas tudo com vários lances sempre ajuizados a favor do mesmo clube como no golo totalmente limpo, e que não merece qualquer tipo de dúvida, anulado ao Moreirense que daria o 2-0, a validação do terceiro golo do FCP claramente precedido de falta de Soares e o penálti indiscutível que ficou por assinalar a favor do Moreirense por falta de Fábio Silva.

Num Campeonato onde, só nesta primeira volta, o FCP também beneficiou de erros frente a Vitória de Guimarães, Portimonense, Santa Clara e Rio Ave, como é reconhecido pela generalidade dos analistas independentes. E a que acresce o golo mal validado no jogo para a Taça de Portugal também com o Santa Clara, em que só o árbitro e o VAR não viram a falta nítida que antecedeu o golo.

Tantos erros assim como têm acontecido nestas duas últimas épocas só mesmo nos tempos do Apito Dourado!

Factos são factos (por isso publicamos no nosso Site esses lances para todos poderem avaliar) e todas as tentativas grotescas, ridículas e artificiais com que procuram levantar suspeitas sobre lances perfeitamente limpos, como o penálti ontem cometido sobre Vinícius, mais não é do que a tradicional estratégia de desviar as atenções e esconder os sucessivos erros que os têm ajudado.

Expulsões prematuras inventadas a adversários, sucessivas expulsões perdoadas aos seus jogadores, golos limpos contra invalidados, decisões absurdas que nem o VAR consegue escrutinar, de tudo têm beneficiado. Foi a época passada com mais 10 pontos, nesta já vão com pelo menos mais sete.

São erros e erros de análise a mais sempre a favor do mesmo e sempre pelas mesmas equipas de arbitragem, e não se pode invocar sequer a inexperiência.

Em nome do prestígio das competições a verdade desportiva exige mais!

Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Aceitar