9 de fevereiro de 2020, 15h42

🎥 Superioridade e intensidade do início ao fim

Andebol

O Benfica triunfou perante os dinamarqueses do Bjerringbro Silkeborg na 1.ª jornada da fase de grupos da Taça EHF.

RESUMO DO JOGO

A equipa de andebol do Benfica, liderada por Carlos Resende, venceu nesta tarde de domingo o Bjerringbro Silkeborg por 24-33 na 1.ª jornada da fase de grupos da Taça EHF. Uma exibição sólida, intensa e de alta qualidade até final.

Entrada competente do Benfica na Dinamarca. As águias não se deixaram intimidar pelo ambiente sentido no pavilhão e apresentavam bastante equilíbrio em todos os sectores. Os primeiros focos da partida apontavam para Bélone Moreira, isto porque o camisola 11 encarnado estava a fazer excelentes assistências para os seus companheiros de equipa.

Quem também brilhava era Gustavo Capdeville. O guardião encarnado ia realizando grandes defesas e mantinha a vantagem a favor do Clube da Luz (10-11). Os comandados de Carlos Resende trabalharam bastante com o uso do pivot e retiraram proveitos dessa situação. Paulo Moreno aguentou os vários duelos físicos e finalizou com bastante frieza. Ao intervalo: 11-14.

RESUMO DA 1.ª PARTE

As águias mostraram que a lição estava bem estudada. A equipa bastante compacta, certa nos movimentos ofensivos e defensivos, fazendo "render" a vantagem obtida. Seabra, Bélone e Djordjic trocaram as voltas aos defesas nórdicos com constantes mudanças de posição.

O Benfica continuou por cima do desafio, não retirou o pé do acelerador e presenteou os adeptos nas bancadas com o seu melhor andebol. Jogadas de um envolvimento constante que resultaram em bonitos golos e mantiveram os dinamarqueses a sete golos de diferença (19-26). 

Carlos Resende pediu intensidade e os atletas corresponderam dentro da quadra. A superioridade foi do início ao fim do desafio e a vitória foi mais do que justa perante aquilo que os encarnados demonstraram ao longo dos 60 minutos. Resultado: 24-33.

Na partida da próxima jornada (2.ª) da fase de grupos da Taça EHF, que se vai jogar no dia 15 de fevereiro às 16h15, o Benfica recebe o MT Melsungen no Pavilhão n.º 2 da Luz. Os ingressos para esta partida, e para as restantes que os encarnados vão realizar no seu reduto, já se encontram à venda.

DECLARAÇÕES

FC Gaia-Benfica

Carlos Resende (treinador do Benfica): "Hoje tivemos uma saborosa e importante vitória na fase de grupos da Taça EHF. Temos de ter a humildade de reconhecer que a diferença de golos não reflete a diferença qualitativa das duas equipas. No entanto, para qualquer equipa portuguesa vencer por nove golos de diferença na Dinamarca é motivo de grande satisfação, e o Benfica está a colaborar na senda de bons resultados que Portugal tem tido internacionalmente. Quanto ao jogo, destaco a intensidade e ajudas defensivas, assim como um grande acerto na finalização, não esquecendo de parabenizar todos os atletas pela capacidade de luta."

Bjerringbro Silkeborg-Benfica, 24-33

FICHA  
Local JYSK Arena
Formação do Benfica Gustavo Capdeville, João Pais, Francisco Pereira, Pedro Seabra, René Toft Hansen, Bélone Moreira e Carlos Martins
Suplentes Miguel Espinha, Davide Carvalho, Romé Hebo, Nyokas, Paulo Moreno, Ricardo Pesqueira, Carlos Molina e Fábio Vidrago 
Ao intervalo 11-14
Marcadores do Benfica Petar Djordjic (11), Bélone Moreira (6), Pedro Seabra (5), Paulo Moreno (3), João Pais (3), Carlos Martins (2), Nyokas (2) e René Toft Hansen

Texto: Diogo Nascimento

Fotos: SL Benfica

PATROCINADORES MODALIDADES


Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Aceitar