19 de fevereiro de 2020, 21h02

🎥 Luta e raça no adeus à Champions

Voleibol

O Benfica volta a centrar atenções no Campeonato Nacional, onde recebe (23 de fevereiro, às 15h00) o Famalicense.

RESUMO DO JOGO

O Benfica despediu-se, nesta quarta-feira, da edição 2019/20 da Liga dos Campeões de voleibol masculino em França, frente ao Tours VB (3-1). Um adeus com muita luta, raça e qualidade de uma equipa que caiu de pé na competição.  

No Salle Robert Grenon, e antes do apito inicial, homenagem a Nuno Pinheiro, distribuidor do Benfica que representou os franceses do Tours durante três temporadas.

Arranque do jogo e muito equilíbrio a marcar os primeiros 31 minutos. Num 1.º set intenso, com oscilações na liderança do marcador, e disputado até ao fim, a sorte acabou por sorrir aos franceses no último ponto do parcial, com o bloco do Benfica a refletir a bola para fora das linhas. 1.º set: 25-23.

RESUMO DO 1.º SET

O segundo parcial foi mais curto, mas igualmente dividido. Melhor no bloco, e perante um Tours menos eficaz no serviço, a formação orientada por Marcel Matz empatou a partida (1-1), com Japa a fechar o 2.º set com um remate que superou o bloco francês (22-25).

RESUMO DO 2.º SET

Grande capacidade de reação do Benfica no 3.º set, que, quando se viu a perder por cinco pontos, conseguiu passar para a frente e dar luta até ao último ponto. Mais um ponto decisivo resolvido nos detalhes, à semelhança do que já tinha acontecido no primeiro parcial. 25-23 no 3.º set.

RESUMO DO 3.º SET

O 4.º set foi o mais desnivelado. Em 25 minutos, os franceses atingiram os 25 pontos, deixando para trás o Benfica com 17. Resultado (3-1) com que os encarnados se despedem da Champions League, na época em que – ineditamente! – marcaram presença na fase de grupos da competição.

RESUMO DO 4.º SET

O Benfica centra agora atenções no Campeonato Nacional, competição na qual recebe já no domingo (23 de fevereiro, às 15h00) o Famalicense, em jogo da 22.ª ronda da 1.ª fase. Os bilhetes estão à venda.

Marcel Matz

DECLARAÇÕES

Marcel Matz (treinador do Benfica): "Era um jogo complicado, é preciso não esquecer que defrontámos uma das equipas com mais tradição na Europa. Vencemos o segundo set e podíamos ter fechado o terceiro a nosso favor. Isso não aconteceu, mas saímos daqui com o sentimento que todos, equipa técnica e atletas, dignificaram bem alto o nome do Benfica na competição. Foi bastante positiva a nossa entrada na Liga dos Campeões, prova onde estão clubes com um investimento superior, que disputam ligas muito competitivas e em alguns momentos estão mais habituados e preparados para jogar no limite. Vamos tentar manter-nos nesta alta-roda do voleibol, pois é entre os melhores que podemos ficar ainda mais fortes tanto internamente como internacionalmente."

Tours VB-Benfica, 3-1

FICHA  
Local Salle Robert Grenon
Formação do Benfica Zelão, Théo Lopes, Rapha, Japa, Nuno Pinheiro, Ivo Casas (L) e Marc Honoré
Suplentes Tiago Violas, André Lopes, Peter, Hugo Gaspar, Miguel Sinfrónio, João Simões e Afonso Guerreiro
1.º set 25-23
2.º set 22-25
3.º set 25-23
4.º set 25-17

Texto: Filipa Fernandes Garcia 

Fotos: CEV e SL Benfica

Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Aceitar