3 de março de 2020, 16h54

Primeira parte de alto nível dá lugar nos "quartos"!

Futebol

O Benfica marca presença nos quartos de final da UEFA Youth League pela quinta vez em sete edições.

O Benfica deu um passo em frente na 7.ª edição da UEFA Youth League depois de bater em casa o Liverpool, por 4-1. É a quinta presença nos quartos de final da competição, onde vai encontrar o vencedor do Bayern-Dínamo Zagreb.

Cinco épocas depois, Benfica e Liverpool – os dois primeiros classificados dos respetivos grupos – voltaram a encontrar-se nesta fase da competição (em 2014/15 as águias venceram por 2-1).

Perante uma formação inglesa muito pressionante, o Benfica ia tentando pegar no jogo e, aos 4’, dispôs do primeiro pontapé de canto do encontro, batido por Tiago Dantas, com Rafael Brito a rematar, de fora da área, ao lado da baliza de Jaros.

Depois da ameaça, o golo. Numa altura em que só dava Benfica, momento de inspiração de Gonçalo Ramos, que, de fora da área, aproveitou a posição avançada do guarda-redes do Liverpool e rematou para o 1-0

Benfica-Liverpool

O camisola 9 das águias viria a sofrer falta de Boyes dentro da área e o árbitro não teve dúvidas: assinalada grande penalidade a favor do Benfica. Chamado a converter, aos 22', Tiago Dantas atirou a contar (2-0). 

Grande exibição e grande nível de uma equipa que, quatro minutos depois, chegaria ao 3-0, naquele que seria o oitavo remate à baliza em menos de meia hora. Na sequência de um livre, Nuno Tavares – que se estreou na competição em 2019/20 – disparou na direção da baliza do Liverpool. A bola sofreria um desvio na barreira, traindo o guarda-redes inglês. Estava feito o 3-0

Depois de uma meia hora em que praticamente só deu Benfica, o Liverpool relançou-se na partida, com Tyler Morton a reduzir a desvantagem para 3-1 num remate de primeira à entrada da área.

A fechar o primeiro tempo – e depois de mais algumas ameaças do conjunto encarnado à baliza do Liverpool – Tiago Dantas tentou o bis, na sequência de mais um penálti por falta sobre Tiago Gouveia, mas estava lá Jaros para dizer "não" ao médio de 19 anos.

Benfica-Liverpool

Ao intervalo o resultado (3-1) só pecava por escasso, tendo em conta o absoluto domínio do Benfica nos primeiros 45 minutos. Mais posse de bola, mais remates e mais cantos perante um Liverpool que revelou sempre muitas dificuldades em fazer a transição defensiva.

No retomar, e depois de uma melhor entrada dos ingleses, foi o Benfica – finalista vencido da UEFA Youth League em 2014 e 2017 – quem dilatou a vantagem, colocando-se cada vez mais perto dos quartos de final da competição... Remate de longe de Gonçalo Ramos, aos 59' (4-1). Jaros ainda defendeu à primeira, mas deixou a bola fugir, e esta, depois de bater no poste, acabou mesmo por entrar na baliza do Liverpool. 

Se as contas já estavam complicadas para os ingleses, aos 72 minutos ainda ficaram mais… Com uma falta sobre Tiago Dantas, que se preparava para fugir isolado, Van den Berg viu cartão vermelho, deixando a equipa reduzida a 10 elementos.

Mais uma oportunidade desperdiçada pelos encarnados, aos 86', com Henrique Araújo a acertar em cheio no poste da baliza do Liverpool. Isto antes de mais uma expulsão na formação inglesa... Clarkson viu o cartão vermelho direto já no prolongamento (90'+2') depois de falta sobre Rafael Brito.

Vitória do Benfica por 4-1, num encontro que terminou com apenas nove jogadores do lado do Liverpool e com um total de 17 (!) remates para os encarnados.

O alinhamento dos quartos de final da competição – marcados para 17 e 18 deste mês de março – está definido e os encarnados aguardam agora pelo desfecho do jogo desta quarta-feira (4 de março) entre Bayern e Dínamo Zagreb. Um destes dois será o adversário na próxima eliminatória.

 
UEFA YOUTH LEAGUE 
Benfica Campus

SL BENFICA - LIVERPOOL
4 : 1

Gonçalo Ramos (13', 59), Tiago Dantas (22'), Nuno Tavares (26')

  Morton (37')

Onze Inicial

 

Onze Inicial

Kokubo   Jaros
Fábio Baptista (65')   Hoever
Pedro Álvaro (86')   Van den Berg
Morato   Boyes
Nuno Tavares   Norris
Rafael Brito   Clarkson
Paulo Bernardo   Elliott
Ronaldo Camará (65')   Morton (71')
Gonçalo Ramos   Longstaff (84')
Tiago Dantas (73')   Cain
Tiago Gouveia (86')   Bearne (71')
 

Suplentes

 

Suplentes

Samuel Soares (86')   Ojrzynski
Tomás Araújo (86')   Savage (71')
Filipe Cruz (65')   O'Rourke (71')
Henrique Jocu   Beck
Jeremy Sarmiento (73')   Quansah
Samuel Pedro   Bradley (84')
Henrique Araújo (65')   Brookwell
 

Equipa de arbitragem

Árbitro Michael Fabbri (ITA)
Árbitro assistente 1 Davide Imperiale (ITA)
Árbitro assistente 2 Valerio Vecchi (ITA)

Texto: Filipa Fernandes Garcia

Fotos: David Martins / SL Benfica

Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Aceitar