14 de março de 2020, 12h27

Ricardo Antunes: “Queremos manter a condição física dos jogadores ao mais alto nível”

Futebol

Responsável do departamento médico do futebol profissional do Benfica esteve na BTV e pormenorizou o que está a ser feito e como se trabalha nesta fase em que a pandemia COVID-19 parou a competição.

ENTREVISTA

Ricardo Antunes, responsável pelo departamento médico do futebol profissional do Sport Lisboa e Benfica, esteve, nesta sexta-feira, nos estúdios da BTV. Na entrevista, revelou a forma profissional como no Clube se está lidar com a pandemia COVID-19 e a monitorização que é feita a todo o momento.

O médico do SL Benfica elogiou, igualmente, uma estrutura "muito boa e profissional" e os jogadores pelo elevado "sentido de responsabilidade civil e social"; revelou o plano que está traçado para quando se der o regresso à atividade; e sublinhou a postura positiva da FPF perante esta situação atípica.

Como é que os jogadores estão a ser acompanhados do ponto de vista físico e ao nível da alimentação?

Temos uma estrutura profissional à volta dos jogadores que é muito boa e muito forte, obviamente isto estava a adivinhar-se e a perceber-se que não havia condições para continuar com o Campeonato nesta fase. O que começámos a preparar foi um trabalho muito direcionado para cada jogador. Temos grupos de pessoas, seja da equipa técnica, do Benfica LAB, da nutrição e do próprio departamento médico, com um trabalho muito individualizado com os atletas. Os atletas perceberam a sua responsabilidade civil e social, dirigindo as suas forças no sentido de também poderem colaborar connosco. Todo esse trabalho relativamente à programação individual é tido em linha de conta mesmo para cada atleta. Um atleta que tenha uma determinada lesão, ou alguma queixa específica, tem um trabalho direcionado para ele. O nosso nutricionista, em conjunto connosco, faz a nossa suplementação, prepara toda a alimentação que devem efetuar e estão habituados a fazer. Tudo isso é realizado. O André [Almeida] brincava hoje a dizer: 'Nós só temos de nos preocupar realmente em jogar futebol'. O atleta percebeu tudo isso, está isolado e a comida chega-lhe à porta. Faz a alimentação que habitualmente faz connosco, seja no Seixal ou mesmo em casa. Há um plano que é efetuado pela estrutura. Dentro da estrutura, criam-se grupos que são responsáveis por quatro atletas cada. Monitorizamos isto diariamente para que tenham a sua condição física mantida, um caso igual para a alimentação tal como acontece no Seixal. O grupo da estrutura é formado por vários grupos que gerem quatro futebolistas, e monitorizamos isso diariamente.

Benfica Estádio da Luz

“O jogador do Benfica torna-se um exemplo dentro e fora de campo”

Qual é o plano para um jogador estar pronto para voltar à competição a qualquer momento?

Neste momento o plano está traçado. Temos uma avaliação diária deles. Queremos manter toda a condição física ao mais alto nível. Eles terminaram a reunião hoje [sexta-feira] e muitos deles saíam e pegavam numa balança. Têm uma balança digital que o Benfica comprou para cada um deles poder ver o seu peso diariamente e mandar para o nosso nutricionista e para o nosso departamento, de forma a perceber-se se está a evoluir bem. Este é só um exemplo. A nível da forma física tudo será monitorizado via telefone ou vídeo para se perceber se os exercícios que estão a fazer são adequados e se sentem bem. Há trabalho que pode ser alterado de um dia para o outro. A planificação está feita para todo este período. Seria muito melhor trabalhar em conjunto, mas não é possível. Mantendo esta condição física, a qualquer momento podemos ter a hipótese de ter boas notícias, e aí vamos trabalhar em conjunto. Com o seu planeamento, os jogadores estarão a uma condição física elevada para quando começarmos a trabalhar em conjunto. Vamos reunir de três em três dias com a Federação [Portuguesa de Futebol] e com os médicos de outros clubes no sentido de avaliar o que se passa no nosso País e no mundo. Vamos planear o regresso à atividade por forma a que os clubes possam estar com os atletas e trabalharem em conjunto.

Ricardo Antunes Médico Benfica Futebol Entrevista BTV

“Com este planeamento, os jogadores estarão numa condição física elevada”

Como é feito o isolamento dos jogadores? Há algum controlo para este tipo de situação?

Explicámos as situações aos jogadores, e eles, como pessoas bem formadas, com uma perceção de tudo aquilo que está a acontecer, perceberam que têm de se manter isolados e não será de todo adequado para eles, e para a saúde pública, outra forma de atuar que não esta. Os jogadores do Benfica sentem o orgulho de estarem a ser um exemplo para a sociedade. Nunca ninguém se lembra de os campeonatos terem parado. Nunca houve nada disto. Não houve um médico que dissesse que não estava de acordo, na reunião que tivemos, com a paragem dos campeonatos. O jogador do Benfica torna-se um exemplo dentro e fora de campo. Eles têm esta perceção.

Há quanto tempo o Benfica fez este plano de prevenção?

Há bastante tempo. Não sei dizer o dia preciso. Numa equipa profissional como a do Benfica, um surto, e seja ele qual for, é um problema. Se à quarta ou quinta-feira tenho dois atletas com febre, é um problema porque no domingo vamos ter um jogo importante. Se calhar vamos estar sem um atleta e não é o que desejamos. Tudo isto dos métodos de etiqueta, da distância, nós fazemo-lo há bastante tempo. No ano passado tivemos um surto e 'apetrechámos' o Seixal, o departamento médico, a sala de reuniões, os balneários, as salas dos diretores… tudo ficou envolvido com as soluções alcoólicas. Os atletas sabem que vão ao Seixal e lavam as mãos após se cumprimentarem. Periodicamente fazemos isto. Durante todo este trabalho fizemos alguns organogramas para estarmos preparados e que vão sendo alterados com a entrada do problema mais de perto. Temos trabalhado muito com a prevenção. Criámos um organograma aqui há uns dias, por ser difícil uma pessoa ligar para a Saúde 24, para ter um esclarecimento que não o é. Quando ligamos, já temos um caso suspeito. Criámos a Linha Covid-19 SLB no sentido de haver um médico disponível durante o dia para todo o staff e atletas. Os atletas também têm sempre um médico ligado às equipas, mas esta linha estava a ser uma necessidade sentida. As pessoas precisavam. Têm sido feitos acertos, mas há muito tempo que trabalhamos com estes organogramas.

Benfica Estádio da Luz

“Criámos a Linha Covid-19 SLB para haver um médico disponível para todo o staff e atletas”

Enquanto responsável do departamento médico do futebol profissional do Sport Lisboa e Benfica, como é que olha para este momento e para esta pandemia, e como vê o futuro?

Neste momento estou preocupado como a maioria das pessoas. É preocupante se percebermos um pouco do que vamos ouvindo, que é mais agressivo, contagioso e que poderemos voltar a ter. É um vírus com um período de incubação maior. Olho de uma forma preocupada para um vírus que é também desconhecido. Temos Espanha e Itália tão perto e deixa-nos desconfortáveis. Olho de forma positiva para o futuro, mas também de forma preocupada. Os nossos jogadores estão a ser um exemplo e a própria Federação [Portuguesa de Futebol] também foi exemplo com os clubes, antes de muitas coisas estarem decididas. A população portuguesa está consciente do problema.

Texto: Marco Rebelo

Fotos: SL Benfica

Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Aceitar