Futebol

15 março 2020, 17h06

Pedro Mil-Homens

MENSAGEM

A pandemia de COVID-19 alterou rotinas profissionais e pessoais nas mais diversas latitudes do globo. Pedro Mil-Homens, diretor-geral do futebol formação do Benfica, explicou as medidas que se aplicaram no Benfica Campus e nos escalões de formação do Clube.

"Desde a primeira hora que o futebol formação do Sport Lisboa e Benfica deu a devida atenção à ameaça da COVID-19. Elaborámos um plano de contingência, com todas as medidas recomendadas pelas autoridades de saúde, e realizámos uma reunião com todas as equipas do futebol formação, desde atletas, treinadores e colaboradores, onde foram dadas informações sobre a pandemia de uma forma geral e sobre todas as formas de precaução que deveriam ser tomadas, as regras de etiqueta respiratória, a necessidade de aumentar o número de vezes que lavamos as mãos, o uso de desinfetante, etc. Todo este processo foi liderado pelo nosso departamento médico", detalhou Pedro Mil-Homens num vídeo, feito em casa, para a BTV.

"Logo que a Federação Portuguesa de Futebol suspendeu todas as competições do futebol jovem, o Benfica Campus decidiu terminar todas as suas atividades, nomeadamente os treinos, contactou individualmente os pais dos seus atletas residentes e organizou um processo de transporte em autocarros alugados, em exclusivo, para os nossos cerca de 90 atletas para as suas residências. Todos os pais foram previamente contactados telefonicamente e foram dadas todas as informações sobre como este processo iria decorrer. Todas as viagens decorreram com alguém do SL Benfica a acompanhar os nossos atletas", prosseguiu.

Benfica Campus

"De salientar que o futebol formação do Benfica também tomou esta decisão de fazer regressar a casa os seus atletas residentes e suspender toda a sua atividade mesmo antes de saber que o Governo iria decretar o encerramento das escolas. Assumimos todos que era uma situação inevitável, afinal tínhamos razão e acabámos por ver um pouco mais cedo. Todos os pais dos nossos cerca de 400 atletas, e aqui contabilizamos naturalmente os atletas do Benfica Campus, dos Pupilos do Exército e dos nossos Centros de Formação e Treino, receberam uma carta explicativa de toda esta situação, que era acompanhada de todas as recomendações, bem como de todos os nossos contactos e linhas especiais que o Benfica criou para contacto acerca desta situação da COVID-19", reforçou.

Pedro Mil-Homens revelou ainda as recomendações relacionadas com treino passadas aos atletas. "As nossas equipas técnicas elaboraram planos individuais de preparação para os nossos atletas com a recomendação expressa de que todo esse processo de treino deveria acontecer apenas em casa ou em espaços ao ar livre e nunca em espaços fechados, ginásios, piscinas ou espaços de outra natureza similar. Para os atletas estrangeiros residentes foram encontradas soluções em casa de colegas na zona do Seixal. Todos os atletas estão avisados de forma formal que não estão autorizados a viajar para fora de Portugal, que se devem manter em casa e seguir todas as indicações das autoridades de saúde e, naturalmente, também as do Clube. Os atletas que necessitam de manter tratamento médico, e são apenas dois os casos urgentes, serão transportados diariamente em transporte individual do Clube, que os levará ao Benfica Campus para realizar o seu tratamento e os transportará de regresso a casa. Aos atletas estrangeiros e aos portugueses que residem na zona do Seixal, e que faziam habitualmente as suas refeições no nosso refeitório, providenciámos um esquema de distribuição porta a porta nas suas residências das refeições do dia."

Pedro Mil-Homens agradeceu ainda todos os esforços da Federação Portuguesa de Futebol face à situação atual no mundo.

"Uma das nossas maiores preocupações era a participação dos jogadores do Benfica nas seleções nacionais Sub-17 e Sub-19, que tinham competições na Croácia e na Áustria, e também a participação da nossa equipa de Sub-19 nos quartos de final da Youth League, que tinha uma deslocação agendada para um jogo em Zagreb. Acompanhámos, ao dia e ao minuto, todos os esforços que a FPF fez para cancelar essas competições. Queria, portanto, dar uma palavra de agradecimento pela postura pró-ativa da FPF, do seu CEO Tiago Craveiro e do seu presidente Fernando Gomes, que sempre se colocaram do lado certo, do lado da vida e do lado da saúde dos nossos atletas", considerou.

Caixa Futebol Campus

O diretor-geral do futebol formação do Benfica deixou ainda palavras de motivação e esperança para todos.

"Todos os colaboradores do futebol formação do SL Benfica estão neste momento em casa em teletrabalho e em contacto com todos nós. Mantemos contacto regular com as diferentes equipas através dos grupos do WhatsApp que temos para todas as equipas de atletas e técnicos", afirmou.

"Por último, gostava de vos deixar duas palavras. A primeira para todos os colaboradores do futebol formação do Benfica, porque sem o seu profissionalismo e dedicação extrema não teria sido possível em tão pouco tempo tomar todas estas medidas e sermos capazes de colocar em casa e em segurança todos os nossos atletas. Uma palavra especial para os nossos departamentos médicos e para o departamento de formação pessoal e social. A segunda é uma palavra para a família do futebol formação em geral, para todos os atletas e técnicos do Benfica, de todas as outras modalidades e, se me permitem, para todos os benfiquistas. Vamos ter de vencer mais este desafio, com tranquilidade, sem entrar em pânico, com o absoluto respeito pelas medidas de contenção e isolamento social que estão determinadas. Vamos todos ficar em casa, porque, se assim agirmos, em breve estaremos todos juntos novamente para afirmar o nosso benfiquismo e para poder gritar em plenos pulmões 'Viva o Benfica!'."

Texto: Márcia Dores 

Fotos: SL Benfica

Última atualização: 16 de março de 2020

Patrocinadores principais do Futebol


Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Aceitar