22 de março de 2020, 21h25

🎥 Dyego Sousa: “Pensar na indústria da saúde para combatermos a epidemia”

Futebol

O jogador do Benfica, que passou pelo campeonato chinês, mostrou-se surpreendido pela escalada do coronavírus no mundo e sublinhou que o investimento nos cuidados sanitários é a prioridade agora.

ENTREVISTA

O avançado do Benfica Dyego Sousa mudou-se para a Luz em janeiro de 2020, mas quando o coronavírus rebentou na China estava neste país a representar o Shenzhen FC. Em conversa com a SIC, o camisola 20 mostrou-se surpreendido pela evolução da COVID-19 no mundo.

"Nunca tive a noção do perigo que poderia causar ou na proporção que iria ter por todo o mundo. Nem eu, nem ninguém poderia imaginar que este vírus poderia causar tantas mortes e prejudicar tantas pessoas", comentou Dyego Sousa.

Em Portugal há pouco mais de dois meses, o benfiquista garantiu estar a respeitar o estado de emergência declarado no País e que entrou em vigor à meia-noite deste domingo.

"Estou a viver esta situação como a maior parte dos portugueses: em casa, isolado com a família e com o mínimo de contacto com pessoas desconhecidas. Estou a seguir o que disse o Presidente [da República], que declarou o estado de emergência", revelou.

"Neste momento não é altura de pensarmos na indústria do futebol, mas sim na indústria da saúde para podermos combater esta epidemia", disse Dyego Sousa.

Texto: Marco Rebelo

Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Aceitar