23 de março de 2020, 18h36

🎥 Todos em casa!

Futebol

A pandemia de COVID-19 parou o desporto e deixou Portugal em estado de emergência. Num tempo de máxima responsabilidade cívica, 11 jogadores (representando as 11 nacionalidades no plantel principal do Benfica) partilharam sensações, mensagens de força e apelos.

VÍDEO COMPLETO

O pedido é só um: todos em casa! Cumprindo as recomendações impostas pelo estado de emergência em Portugal, 11 jogadores, que representam as 11 nacionalidades existentes no plantel principal do Benfica, partilham sensações do seu (novo) dia a dia e mensagens de força, gratidão, mas sobretudo de consciencialização.

Com o País e o mundo a enfrentarem a pandemia de COVID-19, André Almeida (Portugal), Vinícius (Brasil), Cervi (Argentina), Taarabt (Marrocos), Samaris (Grécia), Seferovic (Suíça), Julian Weigl (Alemanha), Svilar (Bélgica), Zlobin (Rússia), Grimaldo (Espanha) e Zivkovic (Sérvia) gravaram vídeos onde explicam como têm lidado com a atual situação e ainda dão a conhecer aquilo que se está a passar nos seus países de origem.

ANDRÉ ALMEIDA (Portugal)

"Momento de percebermos o que realmente importa"

"O Benfica proporcionou-nos todo o material necessário para mantermos a nossa atividade física e têm sido dias bem entretidos com a minha família. Este é um momento difícil para todos e temos de saber lidar com esta situação de ficar em casa. Existem profissionais de saúde que gostariam de estar na nossa situação e não podem. Eles estão na frente a combater e a lutar por nós contra este vírus. Cabe-nos contribuir com pequenas coisas, tais como ficar em casa, que é algo tão simples."

"Devemos lavar bem e desinfetar as mãos. Há que ter atenção à população de risco para terem alguns cuidados, principalmente quem não tem o apoio das famílias e tem de sair para supermercados. Que as pessoas que têm problemas cardíacos e respiratórios tenham as cautelas necessárias e já definidas."

"Esta situação é um alerta para nós, e quando tudo isto terminar há que perceber o que se vai querer manter e valorizar. Há coisas tão simples, como sair à rua, abraçar a nossa família, poder dar um beijo à nossa esposa ou à nossa namorada, que no dia a dia não valorizamos e agora somos privados delas. Se não valorizarmos as coisas simples, chegará um dia em que elas vão desaparecer e não voltam mais, por isso, este é também um momento de reflexão, de nos reinventarmos em casa, e percebermos o que realmente importa."

VINÍCIUS (Brasil)

"Fiquem em casa e não facilitem"

"Queria deixar aqui uma mensagem de apoio e de força. Que juntos possamos atravessar este momento tão complicado que o mundo vive atualmente. Passa por cada um de nós ter a atitude de seguirmos aquilo que os profissionais nos pedem. Fiquem em casa e não facilitem, porque juntos vamos vencer."

"Temos seguido os planos de treino, mas quero ressalvar a forma com o Benfica tem tratado de nós. Há uma constante preocupação por parte do Clube. Temos feito boas cargas de treino e temos atingido bons resultados."

CERVI (Argentina)

"Lutando juntos, voltaremos às nossas vidas normais"

"Já são muitos dias de quarentena, mas temos de continuar em casa. Lavar várias vezes as mãos e cumprir com todas as normas de saúde que nos colocaram, para conseguirmos vencer este vírus. Tenho família na Argentina, estou preocupado com eles, mas estão a ser tomadas todas as medidas para evitar que este vírus se propague."

"Quero deixar uma mensagem de apoio para todas as pessoas que está a lutar contra este vírus. Esperemos que esta situação melhore e, lutando todos juntos, tudo irá mudar e voltaremos às nossas vidas normais."

TAARABT (Marrocos)

"Quanto mais fizermos bem as coisas, melhor"

"Sei que esta situação não é fácil porque, quando estamos habituados a fazer algo todos os dias e estamos focados no nosso caminho, termos de ficar em casa não é fácil. A minha preocupação, agora, é que o vírus se está a espalhar por todo o mundo e está a ficar cada vez pior. Quanto mais fizermos bem as coisas, estas voltarão ao normal o mais rapidamente possível."

"Em França a situação está muito pior do que aqui em Portugal. Estou preocupado porque a minha mãe está lá e já não é assim tão jovem. Tento falar com os meus irmãos para a protegerem, não deixarem os mais novos aproximarem-se muito dela e há que tentar mantê-la isolada o máximo possível."

"Diariamente fico por casa e faço o meu trabalho de ginásio. Tento não ganhar peso, o que por vezes se torna difícil quando se fica muito tempo em casa. Há que controlar isso, até porque o meu foco principal, se for possível terminar a temporada, é estar a cem por cento."

SAMARIS (Grécia)

"Fiquem saudáveis e protejam-se"

"Gostava de deixar uma palavra de apoio a todas as pessoas nesta situação complicada. Peço a todas as pessoas que se mantenham em casa, fiquem saudáveis e protejam-se."

"A situação na Grécia está mais complicada do que aqui em Portugal. Têm mais casos, têm mais vítimas e preocupa-me a situação na minha terra, porque a primeira vítima era de lá. Os meus pais e o meu irmão vivem lá e o meu foco acaba por também lá estar. Quero desejar a todos muita saúde e dar uma palavra de união agora que mais precisamos. Estamos todos do mesmo lado e desejamos que esta situação passe com o menor número de vítimas possível."

SEFEROVIC (Suíça)

"Aproveitem os dias com os vossos familiares"

"Este é um período difícil para todos nós. Não é fácil ficar em casa, mas temos de fazer o necessário para conseguir parar o vírus. Todos queremos regressar às nossas rotinas normais, mas primeiro há que atravessar este período. Fiquem em casa, saudáveis, aproveitem os dias com os vossos familiares e pensem sempre positivo, porque no final do túnel há sempre luz."

WEIGL (Alemanha)

"Devemos estar bastante gratos por tudo o que fazem por nós"

"Espero que todos se encontrem bem, nesta difícil situação. E para aqueles que estão infetados com o coronavírus ou têm família, amigos que estão infetados, desejo o melhor do fundo do meu coração e espero que recuperem a saúde em breve. São tempos difíceis, um pouco por todo o mundo, também no meu país, na Alemanha. Falei com os meus familiares e amigos, a situação também está má por lá. É por isso que me juntei à 'We Kick Corona Foundation'. Consiste numa fundação formada por jogadores de futebol para angariar dinheiro para quem mais precisa. Porém, creio que todos podemos ajudar se ficarmos em casa, agora isso é o mais importante."

"Deixar também um forte agradecimento às pessoas que trabalham nos supermercados, nas farmácias, e, claro, nos hospitais. Eles estão a fazer um grande trabalho e creio que devemos estar bastante gratos por tudo o que estão a fazer. Esta é a mensagem: creio que todos devemos ficar em casa por agora."

SVILAR (Bélgica)

"Façam o vosso melhor para cumprir tudo o que nos dizem"

"Esta é uma situação muito difícil em que nunca tínhamos estado. Temos de lidar com esta pandemia da melhor maneira que pudermos, ajudar as pessoas que estão a auxiliar as pessoas doentes e que estão a dar o seu melhor para nos manter seguros. Temos de respeitar as regras e fazer o que os países e os governos estão a mandar. Este vírus é uma coisa nova e as pessoas não estão a levar isto tão a sério como deviam. Façam o vosso melhor para cumprir com tudo aquilo que disserem para fazer, para que consigamos ultrapassar esta situação o mais rápido possível e possamos voltar à normalidade."

"Na Bélgica as coisas estão um pouco piores do que aqui. Tenho falado com alguns amigos e eles estão a fazer o melhor que podem. As pessoas na Bélgica estão a trabalhar muito para prevenir mais casos e para manter todos em segurança. Quero também agradecer a todos os que estão a ajudar nestas circunstâncias difíceis. Os médicos, enfermeiros, e hospitais têm sido uma grande ajuda e estão a fazer um trabalho fantástico."

ZLOBIN (Rússia)

"O Benfica tem-nos ajudado em tudo o que é possível"

"Esta é uma situação muito complicada, mas temos de continuar a pensar positivo. Há que respeitar todas as indicações que estamos a receber por parte das autoridades competentes, seja lavar bem as mãos, beber água, manter a casa limpa, mas sobretudo não sair de casa."

"Os meus familiares estão na Rússia e estão bem. Mantêm-se em casa porque a situação no país também é grave. Eu mantenho-me aqui com a minha mulher, mas também quero agradecer ao Benfica porque nos tem ajudado em tudo o que é possível. Obrigado a todos os que fazem isto por nós [jogadores]."

GRIMALDO (Espanha)

"Cumpram todas as normas para sairmos disto o mais depressa possível"

"Temos visto que em Portugal está a subir o número de infetados, mas quero deixar aqui a minha palavra de apoio a todos eles e às suas famílias. Tentem cumprir todas as normas para que consigamos parar o mais depressa possível esta pandemia."

"Em Espanha temos visto que a situação está bastante pior, é um dos países mais afetados, contudo, espero que aos poucos a situação vá melhorando. A minha família e a minha namorada estão em Valência, mas estão todos bem."

ZIVKOVIC (Sérvia)

"Manter a calma e ficar em casa"

"Tenho ficado em casa e estou a fazer os exercícios que o Benfica me prescreveu para manter a força física. Esta é uma situação muito complicada para todos nós, mas temos de manter a calma, fazer aquilo que nos pedem e acima de tudo ficar em casa."

Texto: Diogo Nascimento e Filipa Fernandes Garcia

Fotos: SL Benfica

Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Aceitar