30 de março de 2020, 13h08

🎥 Marcel Matz: "É difícil estar afastado das competições"

Voleibol

A preparação da equipa de voleibol nesta fase, o impacto da COVID-19 no Brasil e o adiamento dos Jogos Olímpicos foram temas abordados pelo treinador do Benfica.

DECLARAÇÕES

Numa altura em que a pandemia de COVID-19 é o centro de todas as preocupações e reflexões, Marcel Matz, treinador da equipa de voleibol do Benfica, concedeu uma entrevista, por videochamada, à BTV, onde abordou algumas consequências desportivas.

As sessões de trabalho funcional nos domicílios pessoais têm sido seguidas por todos os elementos do plantel. "Os jogadores têm realizado um treino adaptado em casa para manterem a condição física, mas sabemos é complicado manter a forma que eles vinham a demonstrar", frisou Marcel Matz.

Benfica-Famalicense

"Ninguém sabe ainda o que vai acontecer"

"Estávamos a realizar uma temporada tão boa quanto a do ano passado, ainda não tínhamos perdido nenhum jogo para o Campeonato Nacional, por isso, tínhamos boas chances de conquistar o título. Com a participação na Liga dos Campeões, a nossa rotina de treino mudou um pouco. Inserimos novas dinâmicas, fazendo com que a evolução dos jogadores acontecesse. Estes métodos estavam a surtir efeito e, de um momento para o outro, tudo mudou. O Benfica pediu-nos, de maneira acertada, para pararmos com tudo. Os jogadores ainda têm uma expectativa sobre aquilo que poderá acontecer. Tento até conversar com eles de uma maneira mais superficial porque também não sei o que vai acontecer. Primeiro há que resolver este problema de saúde."

Marcel Matz

"No Brasil também se receia"

"O Brasil é um país enorme e neste momento está a haver muita guerra política. Há muita preocupação com a economia, mas o principal foco tem de ser a resolução desta pandemia. A minha família e os meus amigos, no Brasil, estão muito preocupados e têm receio do que poderá vir a acontecer nos próximos dias. Este é um dilema que todas as pessoas vivem."

Jogos Olímpicos

"Adiamento de Tóquio 2020: uma decisão sensata"

"O Japão é um país diferente. Eu vivi lá durante um ano e, por curiosidade, a equipa que eu treinei já estava novamente de volta aos trabalhos. Relativamente aos Jogos Olímpicos, o seu adiamento foi a decisão mais sensata neste momento. Arriscar realizar uma competição deste nível levaria a que a qualidade estivesse pior. É claro que haveria disputa pelas medalhas, mas os atletas gostam de bater recordes nestas competições e as condições não seriam as melhores."

Adeptos

"Todos sentimos falta dos jogos"

"Vamos estar juntos brevemente. É difícil para um benfiquista estar afastado das competições, porque os adeptos gostam muito do Benfica. Todas as pessoas que gostam de desporto estão a sentir uma grande falta dos jogos."

Texto: Diogo Nascimento

Fotos: Arquivo / SL Benfica

PATROCINADORES MODALIDADES


Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Aceitar