23 de abril de 2020, 17h00

Darlene: "Nenhum clube se compara ao Benfica"

Futebol feminino

A capitã da equipa de futebol feminino do Benfica fala da experiência única de vestir e defender o Manto Sagrado.

ENTREVISTA

Darlene, capitã da equipa feminina de futebol do Benfica, fez uma curta viagem no tempo, até 2018. Em entrevista à BTV, partilhada em direto na conta de Instagram do Clube, recordou os momentos que mais a marcaram até ao momento.

Como foi a chegada ao Benfica?

Além de o Benfica ser um grande clube, Portugal é um dos melhores países e é a minha língua, então eu estava muito ansiosa para conhecer e ansiosa para saber como era o Clube. Foi então quando cheguei de férias e voltei para fazer uma pequena apresentação que conheci o Clube de verdade, e aí foi de tocar no coração e falar "Obrigada, senhor, por tudo".

Darlene

O que a deixou mais surpreendida?

Já entrei em estádios bonitos, já joguei em clubes bons, mas nenhum se compara ao Benfica. A história, a cultura do Benfica, o Estádio… A cor que eu mais gosto é o vermelho, então já me chamou a atenção de qualquer forma, e quando vi o Estádio por dentro fiquei muito agradada. Mas o que me chamou mais a atenção assim de imediato foi quando vi a águia, isso emocionou-me bastante porque eu sou uma pessoa apaixonada por animais e não sabia, até então, que o Benfica tinha uma águia que treinava e que se apresentava no Estádio. Quando a vi foi quando me caiu a ficha. Gosto realmente de animais e, se não fosse atleta, teria sido veterinária ou algo ligado aos animais. Tenho de parabenizar o Presidente por este Clube tão lindo e maravilhoso e por me ter dado a oportunidade de estar aqui até hoje.

Darlene

Qual foi o melhor golo que marcou ao serviço do Benfica?

É difícil de dizer. Na época passada atingi uma meta muito importante na minha vida, a marca dos 109 golos. Mas um golo que me marcou muito foi contra o Sporting, no Estádio da Luz, na verdade foram dois, mas o primeiro foi o que me marcou mais. Era a primeira vez que eu estava a jogar no Estádio da Luz e com tantos adeptos ali a apoiarem-nos, foi uma coisa linda de se ver naquele Estádio maravilhoso. Aquela sensação de olhar para os adeptos em pé, a gritarem, no momento de fazer o golo foi especial. Eu vou assistir a quase todos os jogos do futebol masculino, por isso sei a sensação de estar nas bancadas. Era isso que eu imaginava e pude passar por isso nesse jogo.

E qual foi o melhor momento que viveu no Benfica desde que chegou?

Acho que estou a viver um momento bom desde que cheguei. É difícil às vezes compararmos a este momento dos 109 golos, que fiz o ano passado, que foi uma grande meta na minha vida.

Texto: Márcia Dores

Fotos: SL Benfica

PATROCINADORES MODALIDADES


Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Aceitar