29 de maio de 2020, 13h53

Alterações no Campeonato de futsal e nova divisão a caminho

Futsal

Alargamento do número de clubes no principal escalão em 2020/21.

O Campeonato Nacional de futsal (Liga Placard) vai ser alargado para 16 clubes em 2020/21, sendo depois reduzido até 12 em 2022/23, anunciou a Federação Portuguesa de Futebol no seu plano de reestruturação da modalidade.

Aos 14 clubes que já disputavam o principal escalão vão juntar-se dois emblemas do segundo, após a realização de play-offs entre as 12 equipas apuradas para a fase de subida, "em data a definir consoante a evolução da pandemia de COVID-19 e a autorização da Direção-Geral da Saúde (DGS) para a retoma das modalidades em recinto fechado", lê-se no documento.

O segundo escalão, que foi disputado nesta época por 68 clubes [oito na série dos Açores], divididos por sete séries, vai ser alargado a 88 emblemas [oito na série dos Açores] em 2020/21 e reduzido na temporada seguinte (2021/22) para 24 equipas, quando a FPF criar a Terceira Divisão.

Na época de estreia, em 2021/22, o terceiro escalão vai ser disputado por 50 clubes e na seguinte por 36, sendo que em ambos os casos se mantêm oito na série dos Açores.

Este plano de reestruturação contempla ainda alterações nas competições femininas, cujo campeonato principal vai continuar com 16 clubes, sendo progressivamente reduzido para 14, em 2021/22, e 12, em 2022/23.

Este decréscimo de emblemas no principal escalão é acompanhado pela criação da Segunda Divisão, já na próxima época (2020/21), com 12 clubes provenientes da Taça Nacional, sendo alargado para 16 em 2022/23.

Nos escalões de formação vai ser criado o Campeonato Nacional de futsal feminino de Sub-19.

Em comunicado, a FPF dá conta das decisões tomadas, com um plano que visa "responder de forma adequada ao impacto da pandemia COVID-19 na atividade dos clubes", "reforçar o equilíbrio e a competitividade das provas nacionais", "aumentar o número de praticantes da modalidade", "sustentar os clubes como pilares fundamentais do desenvolvimento" e "criar novos espaços de afirmação para os jovens jogadores".

Bolas das Modalidades

União nas modalidades a perspetivar o regresso

Através do futsal, a FPF passou a integrar o grupo das modalidades de pavilhão – organizado face à situação de pandemia de COVID-19 – que tenta alcançar condições que viabilizem a retoma das competições, e onde já estavam inseridas as federações de andebol, basquetebol, hóquei em patins e voleibol.

"O grupo de trabalho pretende articular com as autoridades sanitárias as condições indispensáveis que viabilizem o regresso da atividade, numa primeira fase ao ar livre e posteriormente em recinto fechado. A inclusão neste grupo do futsal, sendo um desporto 'indoor', faz todo o sentido e é muito bem acolhida por todas as federações", pode ler-se, em comunicado.

Fotos: Arquivo / SL Benfica

PATROCINADORES MODALIDADES


Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Aceitar