13 de junho de 2020, 11h52

Canoístas prontos para o regresso

Canoagem

João Ribeiro e Messias Baptista referiram os objetivos que têm traçados nesta fase de retoma dos treinos.

ENTREVISTA

Aos poucos, os treinos pós-pandemia de COVID-19 estão a voltar para os canoístas do Benfica. João Ribeiro e Messias Baptista falaram, à BTV, dos objetivos que têm nesta fase e ainda do regresso ao estágio em equipa, que acontecerá em breve.

"O primeiro objetivo fora do desporto é passar esta pandemia e não ficarmos infetados. Em termos desportivos, as competições estavam canceladas, os Jogos Olímpicos foram mudados para 2021 e por consequência a planificação teve de ser toda mudada. Recentemente, a Federação anunciou que vai querer fazer competições nacionais. Ainda temos uma prova em aberto, que é o Campeonato do Mundo, em setembro, mas ainda é tudo muito incerto. Já temos algumas datas, mas falta confirmar se realmente as provas se vão realizar ou não", enquadrou o canoísta João Ribeiro, em declarações à BTV.

João Ribeiro

"Estávamos todos unidos, todos no mesmo barco"

Messias Baptista assume que o objetivo para este ano eram os Jogos Olímpicos, mas, agora que as coisas mudaram, o essencial é não perder o ritmo.

"Os Jogos Olímpicos sempre foram o meu objetivo. A partir do momento em que foram adiados o objetivo passou a ser, primeiro, a segurança, a nossa e a de todos à nossa volta, e tentar não perder o ritmo", confessou.

João Ribeiro salientou a união entre todos os atletas e o Benfica: "Foi muito importante para todos ter essa ligação, saber que o Clube estava connosco também, estávamos todos unidos, todos no mesmo barco e que íamos passar isto todos juntos, que era o mais importante."

A canoagem do Benfica vai voltar em breve ao ativo com um estágio em equipa, algo que deixa João Ribeiro e Messias Baptista muito satisfeitos.

Messias Baptista

"Gosto bastante de estar em estágio, evoluímos mais rapidamente"

"Faz falta, pois em casa é tudo diferente. O rio, no meu caso, tem corrente e nós gostamos de águas paradas, e a intensidade em estágio é mais elevada, podemos competir entre nós nos treinos e isso faz-nos crescer", afirmou João Ribeiro.

"Vai-me trazer alguma felicidade, porque pessoalmente gosto bastante de estar em estágio com os meus companheiros, pois é uma forma de evoluirmos mais rapidamente", disse Messias Baptista, indo de encontro às palavras do seu companheiro de equipa, com quem compete em K4.

"Sinto-me muito à vontade de voltar a treinar em K4. Já não estávamos há algum tempo juntos, e é o nosso barco e aquele que vamos levar para a frente… Já tenho saudades de entrar nesse barco", admitiu.

Texto: Márcia Dores

Fotos: SL Benfica

Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Aceitar